Antes de embarcar para sua viagem de quatro dias à Índia, o presidente Bolsonaro deu sinalizações de que, ao retornar, pretende recriar o ministério da Segurança Pública, retirando o assunto do controle do ex-juiz federal Sergio Moro (Justiça). A possibilidade de aumentar o número de ministérios na esplanada foi aventada durante a sua tradicional entrevista a jornalistas no portão do Palácio da Alvorada na manhã da quinta-feira 23/1.



O presidente preferiu não falar, mas a razão por trás da eventual recriação do ministério é a reclamação generalizada de alguns representantes da segurança nos estados sobre o trabalho (ou falta dele) do ministro Moro. Governadores e secretários estaduais criticam a falta de propostas para a área por parte do ex-juiz e reivindicam um suposto sucesso com a queda de alguns indicadores, amplamente comemorado pelo (des)governo nas últimas semanas. 


Para o comando do 23º ministério, o presidente estaria considerando, e muito, o nome de seu amigo pessoal e ex-deputado federal Alberto Fraga, condenado por corrupção. A possível ida de Fraga para o (des)governo surge com mais força um dia depois de o jornal Folha de S. Paulo revelar que Renato Bolsonaro, irmão do presidente, tem intermediado e conseguido acelerar o repasse de recursos federais para alguns municípios paulistas, especialmente da região onde vivem os seus parentes. Mesmo sem cargo oficial, Renato conseguiu reaver mais de 100 milhões de reais em dinheiro público. Em troca de nada? Fala sério. Na Cultura também tem família: o elo entre Regina Duarte e o bolsonarismo seria o seu filho, que, sem surpresa, estará nos bastidores da estrutura. Nesta edição do JC Express os cronistas Adriano Garcia, Claudio Porto e Pedro Araujo, além de analisarem essas relações pouco inusuais no (des)governo, repercutem outros temas como a pesquisa CNT/MDA que aponta alta na aprovação do presidente Bolsonaro e a decisão do ministro Luiz Fux de suspender a implementação do juiz de garantias por tempo indeterminado.




Ajude-nos a alcançar cada vez mais inscritos na TV JC. Inscreva-se no canal, avalie os vídeos e ative o "sininho" para não perder nada.

Contribua com nossa Vakinha: http://vaka.me/469309
Assine, e apoie o projeto a partir de qualquer valor: https://apoia.se/jovenscronistas

Apoie por meio das seguintes contas bancárias:

Bradesco Ag: 99 C.C: 324035 - 5 | Adriano Garcia
Caixa Ag: 1103 Operação: 013 Conta: 20002-0 | Claudio Junior Porto Santos
Itaú Ag: 2777 C.C: 02351-2 | Claudio Junior Porto Santos
Compartilhe:

Editorial JC

Conta administrada pelos três jornalistas integrantes do Conselho Editorial do projeto Jovens Cronistas.

Deixe seu comentário:

0 comments so far,add yours