Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor CORINTHIANS - Encontrando caminhos?

Foto: Ag. Corinthians 

Amigos e Nação Corinthiana! Estamos de volta pra falar do empate fora de casa do Corinthians ante o Goiás por 2 x 2, onde o time teve 30 minutos iniciais muito bons e minutos finais razoáveis após sofrer a virada. Mas também um momento assustador que levou o time sofrer a virada na partida. Mas interessante foi ver as mudanças que Carille fez, que surtiram efeito claramente positivo, a questão é se estas, ou quais destas, são mudanças pra valer ou simplesmente um ato de jogar pra galera. 


O time entrou com Bruno Mendez na vaga de Manoel, com Carlos na vaga de Avelar, com Sornoza de segundo volante, além de introduzir Janderson e Gustavo nas vagas de Clayson e Boselli. O desempenho de Janderson chamou muito a atenção positivamente, chamando a responsabilidade a todo tempo, com uma jogada individual muito interessante e infiltrando muito bem para fazer o gol que abriu o placar. Me surpreendeu positivamente, demonstrou que o atleta está possivelmente a frente até do que eu imaginava, degraus acima do que conseguia aparentar nos poucos minutos que tinha e que pela entrega já conseguiram encantar o torcedor. 

Outra mudança positiva, que a meu ver entra nessa do Carille jogar pra galera foi com Mendez, pode-se falar que poderia ter se posicionado melhor no segundo gol, ainda que tenha sido muito mais falha de Carlos, mas no geral da partida o uruguaio foi muito bem, inclusive se recuperando em cima da linha e salvando um gol quase dentro, zagueiro seguro e que dá qualidade à saída, vai ser difícil o Carille tirar ele do time e encontrar explicação pra tal, deve ter ganho a posição. 


Sobre o jogo em si, como dito, a produção dos minutos iniciais, dessa primeira meia hora de jogo foi muito boa, só que no gol de abertura do placar vimos algo que se repetiu ao longo do jogo, muito espaço para os goianos, o que resultou no primeiro gol, resultou em várias chances criadas, em falhas de Carlos que aparenta ainda não estar defensivamente pronto, ainda que tenha apoiado bem. Mostrou que com Sornoza a saída de bola melhora, mas a proteção fica prejudicada e que com a queda dele na parte final o time fica com problemas na saída. A saída de Boselli do time mostra muito mais uma guerra de egos entre o argentino e o treinador do que uma decisão técnica correta. Gustavo bateu bem o pênalti, mas vive dificuldades técnicas importantes, Boselli tem muito mais recursos e seria o meu titular. 


Régis entrou muito bem no jogo e deve ser mais utilizado, Love, se Carille não recair, deve mesmo vir do banco, mas é um jogador de muita vontade, que vai entrar sempre mordido, como entrou neste jogo e pode contribuir. Jadson entrou no fim e infelizmente diz muito mais sobre Clayson perder muito espaço do que de ainda poder dar grande contribuição, foi muito mais uma reposição de bola parada do Sornoza e uma tentativa de levantar bola na área (e aí o Régis fez muito isso) do que uma mudança a trazer algo efetivamente positivo. 


Esse encontrar de alternativas foi interessante.  ponto fora, num pênalti que apesar de a grande mídia criar assunto dizendo que não foi, foi, pois o defensor do Goiás está com o braço aberto. O time segue com déficit de confiança, com déficit de criação como no segundo tempo, mas mostrou bom volume em grande parte do jogo. Segue muito nervoso ainda, como denotam os cartões de suspensão de Cássio (principalmente) e Gil, tem ainda muito a evoluir, mas se Carille entender as mudanças que fez, jogando pra galera ou não e repensar algumas outras coisas, o time pode voltar a apresentar um futebol competitivo e regular, algo que estávamos perdendo até essa partida. 



Se inscreva em nosso canal no Youtube: TV Jovens Cronistas e confira nossos conteúdos esportivos, toda segunda tem "JC Esportes" com os destaques do Brasileirão, dê sua opinião que é fundamental, seu like e divulgue para os amigos! 

Curta nossa página no Facebook: Jovens Cronistas!, siga-nos no Insta: @jcronistas 

Nenhum comentário