Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor CORINTHIANS - Se respeite Carille, ACABOU!

Foto: Ag. Corinthians 

Amigos e Nação Corinthiana! Estamos de volta para, com tristeza, repercutir os últimos fatos do time masculino. O empate no sofrível clássico ante o Santos por 0 x 0 com atuação nível derrota na Arena. E a triste derrota em Maceió ante o CSA por 2 x 1. Principalmente a segunda partida, escancarou o fato de que Carille já não tem mais o que tirar do time e ainda mais após a tenebrosa entrevista do SANGUESSUGA Andrés Navarro Sánchez, deveria ele mesmo pedir demissão, antes de o mandarem. 


Contra o Santos passou. Apesar de ter sido uma exibição sofrível, com o time se limitando a rebater da defesa com chutões, essa mesma forma como o time se defendeu passou a impressão de uma luta maior. Era um clássico e ao menos o time não foi derrotado. O Santos criou pouco, parou uma na mão de Cássio e desperdiçou outra. Love lesionado perdeu também um gol e também o time teve outra ocasião. Apesar de aquele resultado ter representado uma queda importante na tabela, passou. 

O problema é chegar num jogo contra o Centro Sportivo Alagoano e fazer o primeiro tempo que fez, amplamente dominado pelo adversário, mal conseguindo sair de seu campo. Vejam, poucos tem acompanhado e ao fim do jogo misturavam a ironia e ódio nas redes por terem visto uma derrota ante o fraquíssimo time alagoano. Sem querer diminuir o vexame, apenas sendo respeitoso com os fatos, eles tem tido uma reação surpreendente no campeonato, saindo da lanterna e do virtual rebaixamento, para respirarem sem a ajuda de aparelhos somando pontos em várias partidas e dificultando ao máximo as em que não soma, como no final de semana ante o Mengo. Eu mesmo não esperava facilidade ante eles lá dentro. Afinal, eles se fecham muito bem e espetam contragolpes precisos, foi assim que saíram na frente do placar, em erro do inacreditável Sornoza. 

Mas claro, o que vimos na etapa inicial é inaceitável. O time a meu ver nem tem problema de "raça". Essa análise é daquelas muito fáceis de fazer, não é preciso pensar em nada, é só dizer: "Falta raça a este vagabundo". Não penso que seja por aí, há muitos (não todos) ali tentando. O problema é que já se findaram as alternativas de Carille, somado isso a suas teimosias e descontinuidade no trabalho de algumas das poucas opções que tem. A soma desses fatores levou o time a não ter confiança nenhuma. A entrar nas partidas COM MEDO DA DERROTA, não vendo a hora do jogo acabar, de preferência sem derrota, pra "ouvir e ler um pouco menos de críticas". Quando um time entra num espiral desses, de tentar NÃO PERDER antes de ganhar, é porque o trabalho já não tem nada a dar. 

Eu citei dois parágrafos antes o equatoriano, que FOI BEM no Nense, eu nunca canso de repetir, porque eu comentei jogos dele lá, eu não seria verdadeiro se dissesse que ele sempre foi essa DESGRAÇA de jogador que estamos vendo. Não, ele é bom jogador, mas SENTIU a camisa do Corinthians. Ai a gente pondera: "Bem, pensando no Sornoza que ele pediu pra contratar, Carille o colocou na vaga de um Vital baleado (dizem que havia sentido um desconforto) pensando na sua qualidade de passe e bola parada". MAS QUAL qualidade de passe que ele tem demonstrado no Corinthians? Foram momentos muito raros. Mas é evidente que Carille não tinha intenção de "ferrar" o time. Carille está sim, PERDIDO. 


Na etapa final entrou Vital no intervalo. Ou seja, já se contradisse, já se espera que Sornoza fique de molho por não estar funcionando mais (e aí logo, logo ele volta). Depois me entra o Janderson, menino abraçado pela torcida por ser da nossa base e por não ser titular em meio a esta vergonha. Mas entra na vaga de Clayson, que sem medo de ser impopular eu digo, SE MOVIMENTOU no jogo. Claro que quando a bola chegava na peça ofensiva e isso só ocorreu em raríssimos momentos. Mas quando ocorreu ele se movimentou, ele caiu pela direita pra fazer o cruzamento do gol de empate. "Falta de raça" ele não demonstrou neste jogo e com a necessidade da vitória, deveria ter sido mantido no time, já ali deveria ter sido sacado o primeiro volante. 

Ainda nessa esteira, o torcedor é levado a uma confusão por esse espaçamento, essa falta de compactação do time. Sinceramente, vendo os jogos eu não vejo os jogadores com preguiça de atacar. O que vejo é um time com enormes dificuldades de sair tocando a bola da defesa. Isso porque há um ESPAÇO GIGANTE entre a linha de zagueiros e as demais linhas do time, fica cada um no seu canto (naquela ideia inicial do texto do esperar o fim do jogo), mas quando finalmente a bola consegue chegar ao ataque, eu vejo os jogadores lutando sim. O que há é falta de alternativas táticas. 

Então, Janderson entrou isolado e mal pegou na bola. Daí na última mexida, sai o SEGUNDO volante (ainda que mal, não era ele que tinha de sair pela necessidade de atacar) e fica Ralf em campo com o time empatando. Mas isto não é o pior, entra o EX-JOGADOR Jadson, com a última opção ofensiva no banco sendo Régis, que nos poucos minutos que tem, tem melhorado o time. SE RÉGIS NÃO SERVE, O DISPENSE. Colocar Jadson em campo hoje é mais ridículo do que colocar um Master, ou um cara como eu que abandonou o futebol por problemas nos joelhos. E a cobrança de falta na lua? Acabou aqui qualquer análise do jogo. Chega de tortura. 


Com a derrota já sacramentada eu achei que terminaria minha noite com a cota de raiva definida ao apito final. Porém, surge o doentio Presidente do clube na sala para dar entrevista. Como não fosse o MAIOR RESPONSÁVEL pelo momento sombrio que vive o clube, este achincalha o treinador e os jogadores dizendo que o trabalho é uma merda (até é, mas não cabe ao mandatário fazer isso frente ao público pra SE ISENTAR, isso cabe a nós em público e a ele INTERNAMENTE). Como se ele não estivesse à frente de tudo, como se ele não tivesse quebrado o time, como se não tivesse feito negócios espúrios, seja em relação a atletas, seja em relação às dívidas que o clube hoje tem, sobretudo da Arena. ELE É O GRANDE RESPONSÁVEL pela montagem deste elenco sem opções. A responsabilidade dele já começa na HUMILHAÇÃO PÚBLICA que comandou contra Romero, fechando o canal de negociações. 

Essa revolta pública é NOSSA, é do torcedor. Não é Andrés, que ENRIQUECEU no comando do clube que é vítima deste momento de apequenamento dentro das quatro linhas. Ele é CULPADO, vítimas somos nós. Sim, Carille parece não ter mais alternativas pra mudar o momento atual do time, está perdido. Antes mesmo da coletiva, o caminho ideal até em respeito à sua história no clube, pedir pra sair. Mas diante daquela entrevista ridícula, fosse eu no lugar de Carille, me daria o respeito, o respeito à minha história no clube, INVADIRIA a sala de entrevista, tomaria o microfone da mão de Andrés, pediria demissão naquele momento e após jogaria em sua cara o microfone. Carille não precisa passar por isto também, construiu sua história no clube e ainda que eu seja contra demissões em massa, um dia as histórias terminam e esta chegou ao fim. No rival, o ícone Scolari caiu por muito menos. Não que isso seja saudável, mas porque ninguém aguenta mais. Não tem mais caminho, infelizmente. 



Foto: AFP


Pra depois de tanta tristeza encerrar este texto com alguma esperança, deixo-lhes esta foto do time feminino, BICAMPEÃO DA LIBERTADORES e o sorriso de Giovanna Crivelari, cracaça e autora do primeiro dos gols da decisão. Que o time principal masculino volte em breve a jogar como o principal feminino. Com alegria, com brilho no olhar, com tesão e AMOR pelo futebol. E não com o covarde e deprimente medo da derrota. Obrigado meninas! 





Se inscreva em nosso canal no Youtube: TV Jovens Cronistas e confira nossos conteúdos esportivos, toda segunda tem "JC Esportes" com os destaques do Brasileirão, dê sua opinião que é fundamental, seu like e divulgue para os amigos! 

Curta nossa página no Facebook: Jovens Cronistas!, siga-nos no Insta: @jcronistas 

Nenhum comentário