Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor PALMEIRAS - Vitoria mas com clichês

Foto: LC Moreira/Lancepress

Salve, Palestrinos, torcedores do maior campeão nacional, vamos repercutir a vitoria do Palmeiras na estreia do segundo turno do campeonato brasileiro, ante o Fortaleza. O jogo era essencial terminar com os três pontos para as pretensões alviverdes e foi exatamente isso que aconteceu: venceu. Vamos ao jogo!

Antes De tudo, a partida havia começado fora das quatro linhas. A diretoria do tricolor cearense colocou um preço salgado para a torcida do Palmeiras, o que gerou protestos da diretoria palestrina (pra isso sabem aparecer). A revolta de torcedores adversários com o preço do ingresso alviverde vem do preço do visitante no Allianz Parque que custa 120 reais. Caro. Porém mais barato que isso, só avanti ou gol norte. Para a partida de ontem, o preço da visitante era o mais caro. Enfim, vamos para a bola rolando.

Palmeiras foi a campo com Weverton, Marcos Rocha, Gomez, Vitor Hugo, Diogo Barbosa, Felipe Melo, Bruno Henrique, Gustavo Scarpa, Zé Rafael, Willian e Luiz Adriano. Sem Dudu, Zé Rafael foi encarregado da função do camisa 7. E o jogo estava bem morno em chances criadas. Palmeiras explorava muito os lados do campo com os laterais, buscando na maioria das vezes cruzamentos rasteiros. Faltava aquela conclusão. Elas vieram de tentativas de longe principalmente de Zé Rafael, mas com pouco perigo para a meta do tricolor cearense. Por outro lado, Weverton suou a camisa apenas no aquecimento para goleiros. Se o Palmeiras não levava perigo ao gol, também não sofria. O Fortaleza não conseguia entrar na defesa alviverde.

Na segunda etapa, o início parecia mais do mesmo do primeiro tempo com um chute de Felipe Melo que deve ter ido parar em Jericoacoara. Mas no lance seguinte, escanteio em que a bola sobrou para Willian que chutou, a bola desviou na defesa e não deu chances para o goleiro. 1x0 aos 2 minutos. Aí entra o clichê. Palmeiras recuou. O velho chutão voltou à cena com bolas rifadas e nada de produtividade. Mano Menezes se incomodou na beira do campo mas nenhuma mudança na postura dos jogadores. Por felicidade alviverde, o Fortaleza arriscava algumas jogadas pelo chão mas era facilmente desarmado pelo alviverde. Portanto, Weverton não trabalho na segunda etapa também. Fim de papo!

Palmeiras bem pelos 3 pontos, ainda mais com um desfalque significativo que era o Dudu. Por mais que haja ainda alguns palmeirenses que criticam o camisa 7 ele é muito importante na puxada de contragolpe e de marcação. Fato que o Palmeiras praticamente não correu nenhum risco defensivo, já que as jogadas do Fortaleza morriam na intermediária. Mas a produtividade ofensiva do Palmeiras foi preocupante. Voltaram as bolas cruzadas. Voltaram os chutões. Um time já muito diferente do que se viu ante Goiás, Fluminense. Porém, igual ao time do até então criticado Felipão. Sai técnico, muda técnico e o estilo de jogo vai ser mais do mesmo novamente? Ainda bem que tinha o Willian para salvar em um chute e dar o gol da vitoria. Porque a produção ofensiva do time ontem foi bem preocupante em relação aos últimos jogos.

Para saber se vai mudar algo positivo no time, só esperando o jogo de quinta feira contra o CSA. Os alagoanos estão querendo respirar.


Se inscreva em nosso canal no Youtube: TV Jovens Cronistas e confira nossos conteúdos esportivos, dê sua opinião que é fundamental, seu like e divulgue para os amigos! 

Curta nossa página no Facebook: Jovens Cronistas!, siga-nos no Insta: @jcronistas 

Nenhum comentário