Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor PALMEIRAS - Irresponsabilidade e VARzea

Foto: Marivaldo Oliveira/Folhapress
Salve, palestrinos, torcedores do maior campeão nacional, vamos repercutir um amargo e polêmico empate diante do Bahia pelo placar de 2x2 em um jogo bem polêmico. Fato que o Palmeiras estava indo muito bem na partida até o intervalo do jogo. Na segunda etapa, o verdão não conseguiu segurar a vantagem diante do tricolor baiano, e saiu de campo com o empate, o time que estava 33 jogo sem perder no Brasileirão, agora está a cinco sem vencer. E teve reclamação de arbitragem.

Palmeiras foi a campo com novidades: Weverton, Marcos Rocha, Luan, Vitor Hugo, Diogo Barbosa, Felipe Melo, Bruno Henrique, Gustavo Scarpa, Zé Rafael, Dudu e Luiz Adriano. O Palmeiras começou bem a partida, dominava as ações. Não demorou muito para Douglas aparecer com boas intervenções. Em uma delas, Moisés lançou contra o próprio gol e no rebote, Dudu abriu o marcador. Depois, foi um verdadeiro festival de lances e defesas do bom goleiro do time baiano. Luiz Adriano parou em Douglas. Depois, foi Scarpa. Ainda deu tempo de Zé Rafael ser vítima do arqueiro. O Bahia levou perigo quando Gilberto driblou Weverton, mas Luan tirou o gol de cima da linha. No final da primeira etapa, Felipe Melo, digno de elogios pelo ano de 2019, vai ser digno de crítica na partida. Em lance totalmente isolado e desnecessário deu um soco na cara do Lucca do Bahia e corretamente foi expulso direto. Sem discussão. Não teve o que fazer, expulsão que prejudicou e muito a equipe alviverde.

Na segunda etapa, Felipão mexeu na equipe. Zé Rafael já amarelado saiu para a entrada de Thiago Santos. Nem deu tempo do jogo esquentar que a bola bateu na mão de Diogo Barbosa na área. O VAR checou e corretamente assinalou a penalidade: Gilberto converteu para o empate do Bahia. Quem esperava que o time baiano fosse com tudo para cima do Palmeiras, se equivocou. Questão de 10 minutos depois, mesmo com um a menos, Marcos Rocha cruzou na área, Douglas fez linda defesa, mas Dudu aproveitou o rebote mais uma vez. Palmeiras na frente. Cinco minutos depois, Scarpa caiu pela esquerda e cruzou pro Luiz Adriano que por muito pouco não conseguiu fazer o 3x1 para o verdão. Até que veio o lance que causou a maior polêmica da partida.

Bola cruzada na área e Arthur Kaike divide com Luan. A princípio nenhum jogador do Bahia reclama e o jogo segue. Então o VAR é acionado e pênalti assinalado: Gilberto converteu mais uma vez. A grande revolta e divisão de opiniões: Luan atingiu, mas o fato de ter atingido foi devido à furada de Arthur. Alguns comentaristas avaliaram assim. De certa forma, lance interpretativo que não deve ser recorrido ao VAR, mas sim a decisão é do árbitro de campo. Lance que gerou muita revolta dos palmeirenses e para falar a verdade não discordo da revolta. O critério do VAR no jogo pode e muito ser questionado: os dois gols do Palmeiras demoraram uma eternidade para serem validados (cerca de três minutos). Quando a polêmica era a favor do Palmeiras, não durou nem 30 SEGUNDOS. Um impedimento mal marcado do Rocha que foi empurrado dentro da área. E teve um lance das imagens abaixo, de cama de gato no Luiz Adriano dentro da área, que nem VAR foi cogitado. Tirem suas próprias conclusões: 


Fotos: Cesar Greco/Palmeiras
Palmeiras ainda tentou um último ataque com Dudu, mas Douglas fez mais uma belíssima defesa com a ponta dos dedos para salvar o Bahia. No final, raiva e desespero alviverde deram resultaram em simulações ridículas dentro da área, principalmente por parte de Deyverson que havia entrado no lugar do Luiz Adriano (pelo amor de Deus, Luiz! Entre em forma e ritmo de jogo logo porque está difícil). Fim de papo.

Partida boa do Palmeiras. Não jogou mal. Da volta da Copa América, foi o melhor jogo do Palmeiras, por mais que o resultado não foi o melhor e nem o merecido. A princípio, antes de criticar a conduta e a falta de critério do VAR, temos que falar de Felipe Melo. Digno de elogios pelo ano que vem fazendo, mas não foi feliz na tarde deste domingo. Um lance imprudente e totalmente desproporcional em cima de Lucca, um soco na cara, uma expulsão que comprometeu totalmente a segunda etapa. Diogo cometeu o pênalti por infelicidade mesmo e má fase. De resto, mesmo com um a menos o Palmeiras soube se impor na partida dentro do que podia oferecer, exigiu sim bastante defesas do goleiro Douglas. Não a toa foi um dos melhores da partida mesmo. Sobre as estreias: Vitor Hugo foi bem apesar de ainda ser notável um pouco de falta de ritmo, vem para acrescentar novamente à equipe do Palmeiras e principalmente reforçar a bola aérea. Luiz Adriano vai ser ótimo em relação a Borja e Deyverson. Com certeza, se entrosando com o ataque e mostrando sua qualidade tem muito a acrescentar. 

Palmeiras agora tem uma trinca de jogos contra o Grêmio: uma pelo Brasileirão, duas pela Libertadores. Agora é vencer ou vencer.

Nenhum comentário