Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor PALMEIRAS - Com alma e coração!

(Foto: REUTERS/Diego Vara)                                             



Salve salve Palestrinos, como foi a sua noite? Se igual a minha, foi um teste para o coração. Um jogo típico do Palmeiras, típico do Palmeiras de Felipão, típico de Felipão na Libertadores.

Como esperando, e com o apoio massivo de sua torcida, o Grêmio iniciou a partida em cima do Palmeiras, buscando encaixotar o time alviverde, e até conseguiu. Apesar de boas subidas do Palmeiras, que, inclusive, criou a primeira oportunidade com o Dudu, após lateral cobrado por Marcos Rocha. Após isso, o Grêmio implantou o domínio total da partida, acuando o Palmeiras e fazendo a bola girar no seu campo de ataque. Contudo, os Gremistas não chegaram a ameaçar a meta de Weverton.
Foi então que, aos 30 minutos do 1° tempo, em uma falta na intermediária, Marcos Rocha, em jogada ensaiada, rola a bola para Gustavo Scarpa, que acerta uma chapuletada e abre o placar para os visitantes. Um golaço que colocou o Palmeirense na artilharia da competição com 6 gols, ao lado do argentino Marco Rúben, que já não disputa mais a competição.

Com o gol, o Palmeiras segurou a onda gremista até o final do primeiro tempo e conseguiu descer para o vestiário com a vantagem e sem sofrer, ainda.


Scarpa festeja o golaço no primeiro tempo
  Scarpa comemorando o gol com o banco de reservas (Foto: Wesley Santos/Agência PressDigital-Globoesporte.com)




O segundo tempo começou um pouco atípico do esperado, com o Grêmio atacando sem muita coordenação e o Palmeiras em cima. Logo no inicio da esta final, o atacante Dudu viu uma cabeçada parar numa excelente defesa do goleiro Paulo Vitor. Em seguida, foi a vez de Luiz Adriano desviar a bola pra fora após uma cobrança de escanteio. Felipão resolveu mexer no time e tirou Gustavo Scarpa, autor do gol, para colocar Raphael Veiga. Logo depois, sacou Luiz Adriano, que apresentava sinais de desgastes, e colocou Carlos Eduardo, e a substituição surtiu efeito no lance seguinte. Em uma jogada rápida, Cadu colocou uma bola redondinha para Dudu na entrada da área, o camisa 7 finalizou de chapa e, desta vez, viu a chance do gol parar na trave esquerda do goleiro Paulo Vitor. O Grêmio ainda tinha mais posse, mais passes certos e mais volume, entretanto, não conseguia criar e via o adversário chegar cada vez mais perto de ampliar a vantagem.


Aos 31 minutos do 2° tempo, logo após a bola na trave de Dudu, Felipão já chamava o atacante Deyverson à beira do campo para entrar na vaga de Willian, contudo, após uma entrada um pouco atrasada, Felipe Melo (que fazia um ótimo jogo), recebe o 2° amarelo (o 1° foi aos 7 minutos de jogo, em uma entrada dura em Jean Pyerre) e foi expulso da partida, o que obrigou o técnico a mudar a estratégia e colocar Thiago Santos ao invés do atacante Deyverson. A partir dali, a partida ganhou um desfecho dramático para o Palmeiras. O alviverde deveria suportar a grande pressão Gremista por mais 14 minutos + acréscimos. 


Felipe Melo chora ao ser expulso contra o Grêmio
 Felipe Melo chora após a expulsão e é consolado pelos companheiros(Foto: Vinícius Costa/BP Filme-Globoesporte.com)



O Grêmio, com um a mais, começou a pressionar o Palmeiras novamente, empurrando os visitantes completamente para o seu campo de defesa. Felipão, previsivelmente, montou duas linhas de 4 e deixou, inicialmente, Carlos Eduardo livre na intermediária para eventuais contra-ataques. Mas, cercado por Kanneman e Geromel, o atacante pouco pôde fazer. O Grêmio passou a criar oportunidades, primeiro com Everton, que recebeu passe em profundidade, mas finalizou fraco. Em seguida, com Jean Pyerre, que abriu espaço e bateu de fora da área. Apesar da forte pressão, e de um adversário completamente acuado, o tricolor de Porto Alegre não conseguiu seu gol de empate e sai em desvantagem nas quartas de final da Libertadores. Agora joga suas fichas no jogo da próxima Terça, no Pacaembu, estadio onde nunca venceu o Palmeiras.


Jean Pyerre tenta levar o Grêmio ao ataque
        Jean Pyerre, o 2° melhor jogador do Grêmio nesta noite(Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio)




Vale destacar a incrível partida realizada pela dupla de zaga Palmeirense: Luan e Gustavo Gómez. Que voltaram a ser intransponíveis e saíram de campo com uma partida impecável. O Lateral Marcos Rocha também deu conta do recado e conseguiu segurar a prata do time adversário, O Cebolinha. No setor ofensivo, que fique em destaque a raça do Dudu, que abriu mão de atacar para ajudar os companheiros na defesa, além das duas ótimas chances criadas, e a surpresa da entrada de Carlos Eduardo, que foi bem. 

Palmeiras e Grêmio voltarão a se enfrentar na próxima Terça, às 21:30 no Estádio do Pacaembu. O Palmeiras jogará pelo empate, mas não pode arriscar todas suas fichas nele, afinal, mesmo com o tabu do Grêmio no Pacaembu, o time Gremista fez seus melhores jogos como visitante nesta Libertadoras, e o time não contará com Felipe Melo, uma das engrenagens deste time.Vitória na raça, com alma e coração. AVANTI, PALESTRA!



Se inscreva em nosso canal no Youtube: TV Jovens Cronistas e confira nossos conteúdos esportivos, dê sua opinião que é fundamental, seu like e divulgue para os amigos! 


Curta nossa página no Facebook: Jovens Cronistas!, siga-nos no Insta: @jcronistas 

Nenhum comentário