Banner 1

JC Agora

Liga Espanhola - Resumão da rodada 1

Olá amigos, voltamos com a temporada de La Liga, depois de muita expectativa a bola rolou e alguns resultados foram surpreendentes , o Barça tropeçou, os times de Madrid largaram na frente e Villareal e Granada fizeram um incrível jogo, esse último vale menção pois é muito raro um empate em 4x4.


Athletic Bilbao 1 x 0  Barcelona

Sem Messi, sem gols


Lesionado,Messi perde a estreia. Crédito: David Ramos-Getty Images

O jogo de abertura de La Liga 2019-20 foi no mítico estádio de San Mamés, o Barça chegou em Bilbao com a certeza que Lionel Messi desfalcaria o time no primeiro jogo do campeonato, fato que não acontece desde 2009. O escolhido para iniciar o jogo foi Dembélé, além disso, Griezmaan e De Jong também foram titulares.
O primeiro tempo foi bem equilibrado, o Athletic conseguiu minimizar os ataques catalães e surpreender jogando de igual para igual. Inãki Willians quase abriu o marcador para os bascos em um belo chute aos seis minutos de jogo, Ter Stegen salvou com uma defesa incrível. O jogo pendia para os mandantes, mas em um erro defensivo de Unai Lopez a bola foi  interceptada por Suaréz, o uruguaio ficou frente a frente com o goleiro Simón e chutou firme, a bola tocou na trave e saiu da área.
“Luisito” saiu de campo aos 38 minutos com uma lesão e debilitou ainda mais o ataque catalão, que já sofria com Griezmaan em uma partida tímida. 
O segundo tempo foi iniciou com menos lances de emoção, Rafinha que entrou na vaga de Suarez foi o destaque positivo do barça, o hispano-brasileiro buscou atacar os espaços entre os zagueiros e teve uma grande chance aos dez minutos da etapa final, Simón fez outra grande defesa para o Bilbao.


Festa Basca no finalzinho. Créditos: Ander Gallenea-AFP

Na reta final do jogo, ambas equipes foram ao ataque  com alterações ofensivas. O Bilbão arriscou tirando o jovem Inãki Willians e colocou o experiente Aduriz aos 43 minutos, em 19 segundos o vovô de La Liga mudou a história da partida. Em boa bola enfiada por Sancet, o lateral Capa passou em velocidade e cruzou de primeira, Aduriz deu um passo atrás de Pique, tirando o marcador do lance e fez um lindo movimento de voleio sem chance de para Ter Stegen defender. 
No apito final, festa em San Mamés e um resultado importante para Athlético. Incredulidade por parte dos torcedores do Barça que aguardavam um bom resultado com todos os reforços em campo. O futebol me encanta por um fato em especial, enquanto muitos olham apenas para os mais jovens e esquecem os jogadores mais experientes, mas se esquecem de que experiência no campo de jogo é algo essencial. Aduriz percebeu os espaços que a defesa estava deixando e pegou um atalho para se posicionar ali, no momento certo e decisivo.



Celta de Vigo 1 x 3 Real Madrid 

Mesmo com um a menos o Real consegue ser superior
O desafio do Real seria apagar o péssimo período de pré-temporada, com tantas polêmicas, dúvidas e pressões da imprensa e torcedores os jogadores não conseguiram desempenhar o bom futebol característico do time comandado por Zidane. O adversário entrou em campo motivado e em ritmo de ataque total, os primeiros instantes de partida foram de campo aberto para os ataques e muitos erros nos passes finais de ambas as equipes, o nervosismo também foi presente em campo diversas faltas nos primeiros 15 minutos e algumas entradas totalmente desnecessárias.


O contestado Bale resolvendo o jogo. Crédito:Reuters

O Celta pressionou nos dez minutos iniciais, mas no minuto seguinte o Real acertou um contra golpe perfeito, Kross lançou Bale nas costas do lateral Comesaña , o Galês ganhou na corrida e rolou rasteira para Benzema chegar entre os zagueiros e chutar sem chances para o goleiro Blanco.
Após o gol dos visitantes o Celta teve bons momentos no jogo, mas o passe final e péssimas finalizações de Iago Aspas deixaram o time longe do empate. O VAR entrou em ação no final da primeira etapa quando aos 44 minutos, o lateral Odriazola errou o passe, Demis Suarez interceptou e rolou para Aspas, que em posição de impedimento rolou para Méndez marcar, o lance foi muito ajustado, porém o VAR agiu certo em anular o tento dos mandantes.
A segunda etapa começou truncada e com muitas faltas, o lance mais lúcido do Celta foi aos três minutos quando Aspas recebeu boa bola de Méndez, o espanhol cara a cara com Courtois e o goleiro belga fez uma ótima defesa. Aos dez minutos, Modric pisa de forma maldosa no tornozelo de Demis Suarez, o VAR chama o arbitro e orienta que o croata seja expulso de campo.
Mesmo com um jogador a menos em campo o Real não recuou e em bela trama ofensiva Marcelo rolou para Kross que na entrada da área chutou forte no ângulo de Blanco que nada conseguiu fazer para evitar o segundo gol merengue aos 16 minutos. A pressão do Celta continuava, mas os passes errados terminavam todas jogadas antes da finalização ao gol.


Melhora no time foi o diferencial da partida. Créditos:Reuters

Aos 27 minutos, o Real fez uma bela jogada de tabelas, Casemiro lançou Marcelo na ponta esquerda, o brasileiro rolou para Isco no meio esquerdo do campo, que passou para Benzema no centro, o francês deu um giro de futsal e rolou para Lucas Vasquez na direita, o espanhol ficou livre para chutar rasteiro e  ampliar o placar. O Celta ainda descontou com um bom contra golpe que terminou na finalização de Losada aos 45 minutos , mas o placar final foi de um Real Madrid dominante e que mostrou-se muito mais ligado e motivado nessa partida de estreia.


Atlético de Madrid 1 x 0 Getafe

Jogando em casa os colchoneros venceram e ainda viram João Félix brilhar
Único dos grandes a jogar em casa, o Atlético tinha como objetivo confrmar as expectativas da pré-temporada, já o Getafe buscava manter sua fama de dar trabalho aos times grandes. 

Morata, recomeçando no Atleti. Créditos: Reuters


O início de jogo foi de domínio do Atlético, boas trocas de passes e jogadas ofensivas marcaram os primeiros movimentos, o Getafe se portou bem nos 15 minutos iniciais impedindo que os colchoneros abrissem o placar. Com o jogo equilibrado os donos da casa preferiram usar tabelas mais lentas e movimentar suas peças em campo para tentar achar um espaço que gerasse chance significativa de gol, isso aconteceu aos 28 minutos, Tripier passou em velocidade na lateral, usou toda sua habilidade para dar um cruzamento perfeito na cabeça de Morata, o espanhol nem fez muito esforço para empurrar a bola para o fundo das redes do goleiro Soria.
Aos 38 minutos o atacante Jorge Molina foi expulso, fato que debilitou todas as jogadas ofensivas do Getafe, com isso o Atlético ensaiou uma nova pressão, levando perigo a meta de Soria. Aos 42, Renan Lodi subiu com dois marcadores e abriu o braço no rosto do adversário, o árbitro aplicou o segundo amarelo, equilíbrando o jogo novamente. 
João Félix, o diferencial no time. Créditos:Reuters

A segunda etapa começou equilibrada nos primeiros 20 minutos, com destaque para João Félix, o garoto voltou impossível para a etapa final de jogo. Fazendo o papel de um clássico meio campista o português criou boas chances, fez ótimos lançamentos, mas João levou os torcedores a loucura aos 16 minutos, quando dominou a bola no campo de defesa, aplicou uma caneta no marcador, disparou em velocidade, bagunçou com a zaga do Getafe e foi derrubado na área, pênalti marcado e Morata assumiu a responsabilidade de cobrar, porém o goleiro Sória evitou que o Atleti ampliasse o placar.
O jogo perdeu ritmo e o Atlético conseguiu anular o ímpeto ofensivo do Getafe, no apito final Simeone vibrou com os primeiros três pontos no campeonato.

Outros resultados 

Valencia 1 x 1 Real Sociedad
Mallorca 2 x 1 Eibar
Leganés 0 x 1 Osasuna
Villarreal 4 x 4 Granada
Alavés 1 x 0 Levante
Espanyol 0 x 2 Sevilla
Betis 1 x 2 Valladolid

Tabela


FonteFcTables.com



Se inscreva em nosso canal no Youtube: TV Jovens Cronistas e confira nossos conteúdos esportivos, dê sua opinião que é fundamental, seu like e divulgue para os amigos! 

Curta nossa página no Facebook: Jovens Cronistas!, siga-nos no Insta: @jcronistas 

Nenhum comentário