Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor PALMEIRAS - Justa! Apenas isso.

Foto: Divulgação SC Internacional

Salve, Palestrinos, torcedores do maior campeão nacional, vamos repercutir a eliminação do Palmeiras ante o Internacional em Porto Alegre pelas quartas de final da Copa do Brasil 2019. Jogo em que o Verdão tinha a vantagem no placar agregado, mas ela foi igualada e posteriormente vencida nos pênaltis. E teve até polêmica! Confiram.


Palmeiras foi a campo com seu time considerado titular: Weverton, Marcos Rocha, Luan, Gomez, Diogo Barbosa, Felipe Melo, Bruno Henrique, Lucas Lima, Zé Rafael, Dudu e Deyverson. O que se esperava era o Palmeiras na retranca explorando o contra ataque enquanto que o Inter tinha que se atentar em buscar o resultado. O colorado tentava de todos os jeitos com D'alessandro, mas esbarrava em uma estabanada, porém eficaz defesa alviverde. Faltava algo a mais para o Palmeiras. Sair da defesa. O time recuperava a bola e eram vistas inúmeras jogadas improdutivas no ataque: Deyverson e Dudu péssimos. Sendo assim, o Inter chegou ao gol do jogo em uma bola resvalada na defesa do Palmeiras e enganou Weverton. 1x0.

No segundo tempo era esperado que o Palmeiras voltasse ao menos modificado. Voltou na famosa alteração 6 por meia dúzia. Moisés no lugar de um morto Lucas Lima. A intenção era fazer o Palmeiras ser mais produtivo, mas não. O jogo seguiu na mesma, com o setor ofensivo totalmente improdutivo. Quando tinha a bola para o contra ataque, Moisés errava o passe. Nonato e Guerrero exigiram mais defesas de Weverton. Na última alteração Felipão sacou Deyverson para colocar Carlos Eduardo. Mas o jogo ganhou outro protagonista: o VAR.

A novidade a qual eu sou a favor a meu ver agiu totalmente de maneira correta no jogo. Pode ter sido confusa, mas foi correta. Em lance do Palmeiras, Felipe Melo simplesmente desaba na área. O juiz marca pênalti, mas consulta o VAR para anular corretamente. No final, o lance mais polêmico: escanteio para o Inter e gol de cabeça. Mas o VAR detecta empurrão em Felipe Melo. Não na hora da cabeçada final, mas sim logo depois que o cruzamento foi feito. Gol bem anulado. Fim de papo.

Enfim, as penalidades. Porto Alegre não parece ser a praia do bom zagueiro Gustavo Gomez. Para premiar a equipe que menos foi produtiva no jogo, quis a trave eliminar o Palmeiras. Para um time que pouco produziu, nada melhor do que terminar mandando uma bola na trave. Fim de penalidade.


Se for pra tentar explicar o que o Felipão quis mudar no jogo  com suas substituições. Alguém me explica o contrato de parceria que o Deyverson tem depois de fazer um jogo de ida MEDÍOCRE e um de volta PIOR AINDA. Como que pode ser um buraco negro de jogadas! Lucas Lima não precisa nem falar! Um jornalista disse uma vez com toda a razão: tem alergia a suor! Mas substituições, sacrifica o Zé Rafael que tentava alguma coisa mas deixava o Deyverson! Você é louco, Felipão! Para não dizer outra palavra (burro)! Com Scarpa ou Hyoran resolve colocar o Carlos Eduardo que não consegue concluir uma jogada sequer! Em resumo? A classificação foi extremamente justa! Espero não ver nenhum presidente reclamando de VAR amanhã. Porque não merece.

Agora tem que focar no Ceará. Porque depois contra o Godoy... Cruzes! Se jogar assim é melhor não falar nada. Termino por aqui.




Se inscreva em nosso canal no Youtube: TV Jovens Cronistas e acompanhe a volta de nossos programas esportivos. 


 Curta nossa página no Facebook: Jovens Cronistas!, siga-nos no Insta: @jcronistas 

Nenhum comentário