Banner 1

JC Agora

Seleção Brasileira - Problemas escancarados no empate ante o Panamá

Foto: AFP (Miguel Riopa)

Amigos! Estamos mais uma vez juntos para falar sobre Seleção Brasileira, nesta convocação que foi a última antes da definitiva para a Copa América aqui no Brasil. Convocação esta que dentro do que temos disponível, foi boa, com os melhores nomes possíveis, ainda que falte completar a renovação do time após a Copa (Miranda por exemplo não chegará em 2022). Porém, a atuação neste primeiro amistoso realizado em Portugal não foi nada boa, o empate em 1 x 1 contra o Panamá, que como resultado foi alvo de duras críticas do narrador e comentaristas da TV Globo, é só a ponta do iceberg de outros problemas (que aí sim merecem debate) vistos no jogo. 


Foi um primeiro tempo onde os gols pareciam uma questão de tempo, o time de Tite trocava passes e controlava bem o meio. Porém com o passar dos minutos, fomos percebendo que as chances não eram criadas, que faltavam jogadas pelas pontas, faltava movimentação e penetração, no bom esquema defensivo montado pelo técnico Valdés. Apesar de algumas chances criadas com o apoio dos laterais, a impaciência já começava, quando aos 32 minutos em mais uma trama pela direita com Fagner, Casemiro levantou e Paquetá veio de trás para finalizar e abrir o placar.

Porém, em seguida, inacreditavelmente o empate. Levantamento pra área, a zaga (infantilmente) parou pra reclamar impedimento não marcado e o experiente zagueiro Machado (que não o Cléber) completou pro gol de cabeça encobrindo Ederson. Depois do gol de empate, histórico, o primeiro do país sobre a nossa seleção, o Panamá se fechou completamente e gerou muitas dificuldades para os comandados de Tite. Que pecavam também pela pouca movimentação.


Na etapa final o time começou sendo surpreendido com uma chegada perigosa adversária em que Ederson foi obrigado a trabalhar. Depois o Brasil respondeu, com muita luta por parte de Richarlison, a principal delas aos 25 minutos, quando ele pegou embaixo da bola o cruzamento e perdeu embaixo do gol. O Brasil tinha dificuldades pela pouca movimentação, Tite tentou resolver isso com as mexidas, mas errou ao tirar Paquetá e deixar Coutinho no jogo, o ex-Liverpool que vive temporada ruim no Barça vinha muito mal e Tite o manteve em campo, um grave erro. Mexida avançando mesmo o time, só a troca de Arthur (também errada pela qualidade) por Felipe Anderson, mas fora isso, trocar Firmino por Jesus não modifica em nada o panorama de qualquer partida.

Na reta final da partida o time Brasileiro tentou imprimir um abafa, mas muito mais na vontade do que demonstrando qualquer competência, sem criatividade, sem habilidade e sem movimentação, o time não conseguia passar em jogadas trabalhadas pelo forte esquema defensivo adversário que trancava o meio. Restou o chuveirinho, onde a defesa forte fisicamente do time da América Central soube se defender até que com relativa tranquilidade, com isso, findou-se a péssima exibição Brasileira com o empate. Histórico para os panamenhos, triste para o selecionado Brasileiro não por conta de "empatar com o Panamá" como disseram Galvão Bueno e Casagrande (torcedores corneteiros), mas sim pelo fraquíssimo desempenho, ainda que a convocação, no meu modesto entender, tenha sido próxima sim, da melhor possível.


E em resumo é o que dissemos no parágrafo anterior. Um time que se movimentou muito pouco, que na etapa inicial até que tocou bem a bola, mas em momento algum mexeu, envolveu a defesa adversária. Faltou tocar a bola em progressão, balançar o sistema defensivo pra gerar o buraco. Faltou habilidade e movimentação, o que é básico pra vencer times fechados como este.

Cabe lamentar além do péssimo momento de Coutinho, a atuação tímida de Fagner e sobretudo de Alex Telles. Eu acompanho aqui no nosso site a Liga Portugal, onde o lateral é uma das principais peças do Porto e merecidamente recebeu esta chance, quem o acompanha, sabe que ele poderia ter se apresentado muito mais. Bem como o próprio Fagner, criticado SÓ POR SER DO CORINTHIANS. As pessoas não o querem na seleção, mas em situações como essa não tem outro nome. Cheguei a ler (e quase não acreditei) pessoas dizendo que o semi-aposentado Rafinha "merecia oportunidade". O cara nem joga mais no Bayern, está se aposentando, dizer uma barbaridade destas é assinar um atestado de que não acompanha futebol. Ainda assim, pelo desempenho demonstrado nesse início de temporada no Corinthians, se esperava muito mais do camisa 14.

Outro registro rápido que faço, é o lamento pelos desequilíbrios de Galvão Bueno, ao qual eu sou fã, mas esse "jogar pra galera" que ele promove é inaceitável. Primeiro caçando confusão com Gattuso, dizendo que ele pode "atrasar o desenvolvimento de Paquetá". Ora, em que esta afirmação é baseada? No fato de que o ex-camisa 8 do Milan era um volante pegador? O que isso tem a ver? Fosse por isso, os times de Tite e Scolari não passariam do meio-campo. Isso é ridículo. Depois, Galvão questionou o CARÁTER do time, dizendo "faltar vontade", "faltar raça". Isso é uma covardia com JOVENS jogadores. Não é isso que falta, falta habilidade, falta estar em um bom momento, falta se soltar mais, se sentir mais a vontade com a camisa da Seleção, pode inclusive faltar algo tático. Mas não se pode com QUARENTA E CINCO ANOS DE CARREIRA querer queimar os jogadores dessa forma, depõe até contra os próprios objetivos de audiência, pois afasta a seleção do torcedor (ainda mais), ou seja, um desastre total.

Tite na coletiva disfarçou bastante, mas não se mostrou contente com o desempenho e já anunciou mudanças contra a República Tcheca na terça. Que venha uma mudança na movimentação, uma mudança na atitude ofensiva, não só pra conseguir vencer, mas para mostrar um desempenho que volte a colocar a Seleção, como principal favorita na Copa América, até pelo fato de que nenhuma seleção vizinha (das grandes) vive um ótimo momento, não é, Argentina.




Se inscreva em nosso canal no Youtube: TV Jovens Cronistas, dê sua opinião que é fundamental, seu like e divulgue para os amigos! Acompanhe toda segunda-feira às 17:30, o "JC Esportes" com os destaques do futebol no Brasil e na Europa no final de semana. 

Curta nossa página no Facebook: Jovens Cronistas!, siga-nos no Insta: @jcronistas 


Nenhum comentário