Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor SÃO PAULO - Melhor partida do ano e (pequena) vantagem para o confronto

Marcos Ribolli/Globoesporte

Salve tricolores! Em mais um Papo de Torcedor, irei abordar os melhores momentos sobre o jogo entre São Paulo e Ituano, no Morumbi, válido pelas quartas de finais do Campeonato Paulista 2019. O jogo colocava frente a frente as duas equipes com menos pontos (17, Ituano, e 15, São Paulo), dentre os classificados a Segunda fase. Ambos os clubes estavam no Grupo D.

Para o duelo decisivo, Vagner Mancini escalou a equipe da seguinte forma: Volpi, Hudson, Bruno Alves, Anderson Martins e Reinaldo; Luan, Liziero (Léo Pelé), Igor (Everton) e Éverton Felipe (Brenner); Antony e Pablo.

Com a bola rolando, a primeira oportunidade perigosa foi do Ituano. Aos 4 minutos, em escanteio fechado, Correa quase surpreendeu Volpi, que espalmou após desvio no primeiro poste. Após isso, o São Paulo tentava chegar, mas sem arriscar ao gol com perigo. Aos 17', Matinelli recebeu de Morato e foi impedido por Hudson de marcar. No lance seguinte, Liziero arriscou de fora da área, para fora. Aos 19', Morato recebeu na entrada da área, cortou para o meio e bateu para fora, com perigo. O Ituano, assim, escapava com velocidade e levava mais perigo.

Após os 23', duas oportunidades parecidas para o São Paulo, em lances parecidos. Primeiro, Liziero finalizou na entrada da área, após ajeitada de Pablo. A bola foi por cima do gol. Depois, aos 25', Igor finalizou outra ajeitada de Pablo, novamente por cima. Essa era a melhor alternativa do tricolor para ter superioridade em relação a defesa do Ituano, com as tabelas. Antony era uma válvula de escape importante para o Time do Morumbi, que criava boas chances pela direita.

Marcos Ribolli/Globoesporte

O gol porém, saiu da esquerda. Éverton Felipe tocou para Reinaldo, que levantou com maestria na área e encontrou Igor Gomes, que pegou bonito na bola, belo gol e placar aberto.Aos 39', Antony recebeu pela direita como gosta, trouxe para a esquerda e finalizou com muito perigo, na jogada que era a principal arma do São Paulo. Aos 42', Everton quase marcou, após tabela com Antony na área. O camisa 18, no entanto, finalizou mal na frente de Pegorari.

Primeiro tempo de domínio do São Paulo, apesar do começo nervoso, quando a equipe tentava mas não levava perigo real ao adversário. No começo aliás, o Ituano foi quem teve as melhores oportunidades, em contra-ataques velozes, principalmente com Morato e Martinelli. Na segunda metade do primeiro tempo, o time da casa se impôs e chegou ao gol, com Igor Gomes, marcando pela primeira vez como profissional. A partir daí, o SPFC não deu mais chances ao Ituano e chegou mais vezes, principalmente pelos lados. Éverton Felipe poderia ter ampliado, mas finalizou mal.

No segundo tempo, a primeira finalização foi de Reinaldo, aos 3 minutos.Aos 4', Morato respondeu para o Ituano, com bom chute de fora área. Volpi espalmou para escanteio. O São Paulo era melhor até a casa dos dez minutos, girando a bola e tendo maior domínio da chances. Aos 9', o São Paulo reclamou de pênalti em Éverton Felipe, mas nada foi marcado pelo árbitro e pelo VAR.

Marcos Ribolli/Globoesporte

Aos 14', Reinaldo finalizou no meio do gol, obrigando Pegorari a trabalhar. Aos 15', Igor Gomes marcou seu segundo gol na partida, mais uma vez com muito oportunismo. Antony escapou pelo meio e tocou para Éverton Felipe, o meia finalizou, Pegorari espalmou e Igor, não desperdiçou o rebote. Aos 18', Hudson tabelou com Igor e de fora da área, acertou o travessão. O São Paulo era absoluto neste momento.

Aos 24', Antony finalizou sem muito perigo. Aos 25', Pablo levou para o fundo e finalizou forte, mas sem ângulo parou em Pegorari. Na sobra, Antony chutou sem direção. Aos 26', Reinaldo recebeu de Hudson na entrada da área e acertou a trave. Aos 29', o Ituano marcou, mas não valeu. O árbitro marcou impedimento.

Fernando Roberto/Veja

Aos 36', a melhor chance do Ituano no segundo tempo. Bassani recebeu na entrada da área e finalizou. Volpi fez grande defesa, com o pé.  No escanteio, Morato ganhou de Volpi e marcou. Falha grave da defesa são-paulina. Aos 40', Léo finalizou da entrada da área, sem tanto perigo a esquerda do gol de Pegorari.

No segundo tempo, metade do tempo o São Paulo foi melhor, com bom ritmo, marcando mais uma vez e acertando a trave em outra ocasião. Neste momento o time poderia ter feito uma boa margem no confronto, porém não teve sorte. Da segunda metade em diante, o Ituano foi bem e chegou ao seu gol, importantíssimo para a vida do time de Itu, que decide em casa e segue vivo.


O Tricolor fez sua melhor partida no ano, com bom volume de jogo, boas tramas e atuações de destaque dos seus principais nomes. Tanto pelos lados quanto pelo meio a equipe criou boas chances de gol, marcou duas vezes e acertou a trave em mais duas. Poderia ter feito uma vantagem maior e encaminhado a classificação. O gol no fim, em falha defensiva, deixou o Ituano vivo, principalmente pela decisão ser na casa do time do interior.

Brilhou a estrela de Igor Gomes, garoto de personalidade e muita qualidade, que teve muito oportunismo para decidir a partida. Mancini mais uma vez ganha o meu elogio por não ter medo de colocar muitos jovens juntos, já que os medalhões do elenco não estão bem. A vantagem é simples, mas a classificação é o esperado para um time que parece ser outro com a virada de fase. Acompanhemos os próximos capítulos.




Se inscreva em nosso canal no Youtube: TV Jovens Cronistas, dê sua opinião que é fundamental, seu like e divulgue para os amigos! Acompanhe toda segunda-feira às 17:30, o "JC Esportes" com os destaques do futebol no Brasil e na Europa no final de semana. 

Curta nossa página no Facebook: Jovens Cronistas!, siga-nos no Insta: @jcronistas 


Nenhum comentário