Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor GALO - Se não for sofrido, não é...

Foto: Reprodução / Redes Sociais do Atlético-MG
Esse ditado que já ficou marcado na história dos maiores títulos do Galo, mais uma vez se fez presente, dessa vez na classificação do time alvinegro diante o Danúbio (Uruguai) em vitória por 3 x 2 no estádio Independência, pela fase preliminar da Libertadores.


Diante de um Independência lotado, o Galo foi logo pra cima e abriu o placar aos 14 minutos do primeiro tempo. Cazares que vem sendo um dos destaques do time atleticano nesse início de ano, recebeu a bola na entrada da área e bateu forte, mas o goleiro Cristóforo bateu roupa e a bola sobrou para Luan que de cabeça empurrou para as redes e marcou o seu primeiro gol na Libertadores e também o primeiro gol no ano.

A equipe alvinegra melhorou muito seu rendimento depois do gol e quase fez o segundo com Elias que chutou pra cima depois de bom passe de Luan.

Aos 23 minutos do primeiro tempo, depois de belíssima arrancada de Ricardo Oliveira passando por 3 marcadores, o goleiro Cristóforo o derrubou dentro da área e o juiz assinalou pênalti. O matador alvinegro foi pra bola e marcou o seu primeiro gol na partida.

O Galo queria definir logo o jogo e aos 25 minutos do primeiro tempo depois de belíssima enfiada de bola de Cazares, Ricardo Oliveira corta o goleiro e faz o seu segundo gol no jogo, o 9° gol do artilheiro na temporada.

O Galo dominava o jogo, fazia um excelente primeiro tempo, criava boas oportunidades, parecia com a classificação praticamente garantida, quando aos 43 minutos do primeiro tempo, o lateral Patric levanta demais o pé dentro da área e o juiz assinala pênalti para o Danúbio. O experiente Grossmuller cobra com categoria e diminui o jogo ainda no primeiro tempo.

No intervalo o treinador Levir saca o lateral Patric que havia sido amarelado no pênalti e coloca o jovem lateral Guga para fazer a sua estreia na Libertadores.

O Galo voltou ao segundo tempo com um ritmo bem mais lento do que foi o primeiro e pagou o preço aos 12 minutos do primeiro tempo. O volante Siles do Danúbio manda uma bomba da intermediária e faz um golaço deixando a equipe uruguaia á um gol da classificação.

Nesse momento de jogo o Danúbio é melhor e troca bola no meio campo, mas sem conseguir criar boas chances contra a meta alvinegra. Tensão nas arquibancadas e também no campo. Levir coloca Zé Welison e Maicon Bolt nos lugares de Elias e Luan respectivamente.

O jogo fica tenso, o Danúbio não consegue finalizar e o Galo só volta a levar perigo aos 44 minutos do segundo tempo, quando Cazares recebe na entrada da área e bate por cima do goleiro e a bola caprichosamente vai na trave.

O Juiz dá 5 minutos de acréscimo e a tensão toma conta no horto. Aos 48 minutos do segundo tempo depois de contra ataque puxado por Bolt, Ricardo Oliveira recebe e só não faz o seu terceiro gol no jogo porque o goleiro da equipe uruguaia faz uma grande defesa.

Fim de jogo e classificação garantida com muito sufoco, como já é rotineiro com a equipe alvinegra. O Galo agora na próxima fase pegará mais uma vez uma equipe, dessa vez o Defensor (Uruguai) que passou pelo Barcelona (Equador).




Se inscreva em nosso canal no Youtube: TV Jovens Cronistas, dê sua opinião que é fundamental, seu like e divulgue para os amigos! Acompanhe toda segunda-feira o "JC Esportes" com os destaques do futebol Brasileiro e europeu. 

Curta nossa página no Facebook: Jovens Cronistas!, siga-nos no Insta: @jcronistas 


Nenhum comentário