Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor PALMEIRAS - Empate com pouca "energia"

Foto: Marcos Ribolli
Salve, palestrinos, torcedores do maior campeão nacional! Estava com saudades de escrever aqui no Jovens Cronistas porque fazia tempo que não tinha Verdão em campo, não é mesmo? Mas confesso que a estreia do alviverde foi abaixo das expectativas, ante um burocrático Red Bull Brasil, mas de qualquer forma, o time não perdeu na estreia e Campeonato Paulista sempre contém algumas surpresinhas. Mas vamos ao jogo e Feliz Ano Novo a todos!

Palmeiras foi a campo com Weverton, Mayke, Luan, Gomez, Diogo Barbosa, Felipe Melo, Thiago Santos, Lucas Lima, Gustavo Scarpa, Dudu e Borja. Um time considerado titular, visto como terminou o ano de 2018! Mas quem assustou primeiro foi o "Toro Loko" com chute perigoso de Aderlan em cobrança de falta. Saiu triscando a forquilha de Weverton. Mas o Palmeiras respondeu logo em seguida: Borja tomou Red Bull, ganhou asas, subiu de cabeça para abrir o marcador: 1x0. Mas quem dá asas também é o Red Bull. Jobson fez jogada pelo lado direito da área alviverde e acertou belo chute no canto de Weverton. A defesa do Palmeiras pelo visto ganhou asas e saiu voando. Não marcou e muito menos fechou o arremate do camisa 5.

Na segunda etapa, Felipão promoveu já duas alterações. Saíram Thiago Santos e Scarpa para as entradas de Bruno Henrique e Felipe Pires. A intenção de Scolari foi clara: soltar a equipe para chegar ao gol da vitória. Na verdade pode-se dizer que o Palmeiras criou boas chances, mas não foram muitas. Em uma delas, Felipe Pires ajeitou a bola para o gol, mas estava em posição irregular, corretamente anulado. Minutos mais tarde, Felipão colocou Deyverson no lugar de Borja e o centroavante conseguiu sua famigerada "casquinha", mas Luan não conseguiu aproveitar. Sobre a equipe do Red Bull, não criou uma grande chance para assustar o verdão na etapa complementar. Fim de papo!

Primeiro lugar, melhoras a Felipão que teve uns probleminhas gástricos na coletiva. Porém, isso não dá atestado médico a prova de cornetada, portanto, foi mal professor! Foi mal em escalar Thiago Santos e Melo logo de cara, início de jogo! A dupla de volantes que tira toda mobilidade ofensiva do time (não porque são maus jogadores, mas sim por suas funções de marcadores - pra esclarecer). Na segunda etapa tentou soltar mais a equipe e ela foi (pouco) produtiva. Não tem como criticar a atuação da equipe, mas tem muito o que melhorar. Vimos pouco Dudu em campo. Como todo começo de Paulistão, o time tem muito o que melhorar ainda. O time parece um pouco cru e fora de ritmo (o que é normal, mas não pode deixar de ser citado). Espero que Felipão corrija isso já para a próxima partida contra o Botafogo-SP.

Para não dizer que foram apenas críticas: boa partida de Gustavo Scarpa e boa entrada de Felipe Pires na equipe.

Nenhum comentário