Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor INTER - Velhos Hábitos

Olá torcida colorada, bem-vindos a mais um Papo de Torcedor Inter, aqui no Jovens Cronistas, para repercutir o empate entre Internacional e Veranópolis, por 1 a 1, que ocorreu nesta quarta-feira (30), pela 4ª rodada do Gauchão. Em uma partida em que o Inter largou em vantagem, se acomodou, perdeu uma penalidade e não aproveitou a contagem numérica em campo, cedendo o empate em um contra-ataque.

O Inter foi a campo com Marcelo Lomba; Bruno (Sarrafiore), Rodrigo Moledo, Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenilson, D’Alessandro (Rafael Sobis), Nico López, Pottker (Neilton) e Tréllez. Assim o técnico Odair Hellmann, mandou o time a campo em um 4-1-4-1, deixando o meio-campo exposto, tendo praticamente Rodrigo Dourado a marcar sozinho no meio-campo. No segundo tempo, para variar, tivemos a saída do lateral-direito.

Foto: Imagem de transmissão da partida

O Inter até marcou aos oito minutos, quando Iago dividiu a bola com a zaga do Veranópolis e a mandou para dentro da área, Reynaldo, saiu do gol para disputar a bola com Edenílson, que estava em impedimento, mas a arbitragem deixou o lance seguir. Pottker dominou e chutou forte, marcando o gol. Aí depois de alguns instantes anularam o lance, corretamente. No minuto seguinte, Macena avançou pelo meio e chutou forte, mandando a bola na trave. Aos 14, Nico López recebeu na entrada da área, pela esquerda e chuta cruzado, William Pottker recebeu livre e da entrada da pequena área, isolou, chutando para fora, perdendo um gol, que até uma criança faria.

Foto: Ricardo Duarte / Sport Clube Internacional

No segundo tempo, aos oito minutos, o Veranópolis teve Kaio expulso, após atingir Pottker com uma cotovelada. Com um jogador a mais o Inter passou a atacar constantemente e chegou aos 1 a 0, aos 29 minutos. Bruno tocou pela direita para Edenílson, que tabelou com Nico López, invadiu a área e cruzou rasteiro, Rafael Sobis fez o pivô e a bola sobrou para Rodrigo Dourado, que tentou chutar por duas vezes e na sobra, Nico López chutou colocado, no cantinho, colocando o Inter em vantagem.

Foto: Imagem de transmissão da partida

Aos 34, Nico López fez cruzamento da direita, Rodrigo Moledo tentou cabecear, mas Lito levantou os braços, fazendo um bloqueio e foi marcada a penalidade. Na cobrança, tivemos Rafael Sobis, que chutou no meio do gol, Reinaldo defendeu e no rebote, Sobis chutou, mandando o bola no travessão, perdendo a oportunidade de matar a partida.

Foto: Imagem de transmissão da partida

Aos 37, em contra-ataque, Juba avançou pela esquerda, tabelou com Juninho, invadiu a área e cruzou rasteiro para Macena, que chutou para empatar a partida. Me espanta a facilidade em que se entra no sistema defensivo do Inter, e mesmo com um jogador a mais, cedemos o empate.

Sobre os lances polêmicos da partida, a arbitragem errou ao não marcar duas penalidades. A primeira foi a favor do Veranópolis, quando aos 45 minutos do primeiro tempo, Túlio Renan recebeu a bola dentro da área e foi puxado por Rodrigo Moledo, mas arbitragem nada marcou. No final da partida, Sarrafiore, driblou Geninho dentro da área, colocando a bola entre as pernas do marcador, foi derrubado dentro da área e a arbitragem mandou o jogo seguir.

Odair busca soluções por resultado imediato para o Inter — Foto: Eduardo Deconto
Foto: Eduardo Deconto / Globoesporte.com

Odair Hellmann chega ao terceiro jogo sem vencer, e me preocupa a sua incapacidade de buscar alternativas ao time. Ele parece ter apenas duas opções, ou enche o time de volantes, ou enche o time de atacantes, deixando sempre o time com apenas um meia, para a criação de jogadas. Só que nossas duas alternativas são D'Alessandro que já tem uma certa idade e sozinho é óbvio que fica sobrecarregado e um jovem, Sarrafiore, que precisa jogar, não apenas cinco ou dez minutos, como Odair vem fazendo com ele.

Outro velho hábito que precisa acabar é o presente para quem quiser pegar confiança, para cobrar a penalidade, já tivemos inúmeros jogos em que desperdiçamos a oportunidade de vencer, para atender o bel prazer, de alguém que quer cobrar, porque que assim deseja. Ontem, tendo Nico López em campo. Até Neilton, que tem bom aproveitamento e estava em campo, poderia ter chutado, mas não Sobis, que há muito tempo, não cobrava uma penalidade.

Com empate o Inter chegou aos 4 pontos, estando nesse momento na 7ª colocação e ainda deve perder posições, após os jogos de hoje (31), que fecham a rodada. Na próxima rodada, o Inter enfrenta o Brasil de Pelotas, no Beira-Rio, na próxima segunda-feira (4).

Nenhum comentário