Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor GALO - Triste clássico

Em meio a tristeza que predomina pela tragédia de Brumadinho, tivemos um jogo onde teve de tudo, mas faltou futebol em Belo Horizonte.
Foto: Cristiane Mattos / O Tempo
Devido a triste tragédia, não foi um clássico como de costume aqui em Minas, com provocação, foguetório e festas. O Galo entrou em campo um um faixa de luto pelo acontecido e o Cruzeiro irá doar a renda do jogo para o pessoal de Brumadinho.

No início de jogo foi respeitado 1 minuto de silêncio com todos jogadores, técnicos, arbitragem e representantes de rádio e televisão no centro do campo abraçados. Foi um minuto de silêncio de muita emoção no estádio com a torcida toda calada e a torcida do Atlético-MG puxando um canto de "Força Brumadinho".

Depois das homenagens o jogo começou com um ritmo meio lento devido ao início de temporada dos dois times e o horário das 11 horas que prejudicou as duas equipes.

Com as duas equipes pouco criativas, o Cruzeiro teve momentos melhores no primeiro tempo exigindo o goleiro Victor a fazer uma grande defesa em um chute do meio campista Thiago Neves e logo em seguida tivemos a primeira polêmica do clássico com o juiz anulando o gol do Cruzeiro marcando falta de Léo em cima do atleticano Elias.

E o primeiro tempo ficou por isso mesmo, com um Atlético-MG criando poucas chances e o Cruzeiro superior em campo mas também pouco inspirado.

O segundo tempo teve de tudo e o Cruzeiro voltou melhor a campo. Depois de um Pênalti também polêmico cometido por Igor Rabello em cima de Fred, o mesmo foi para cobrança e assinalou o gol para o Cruzeiro com direito a comemoração "piscininha amor ". Foi o primeiro gol de Fred com a camisa do Cruzeiro em cima do Atlético-Mg depois de ter vestido a camisa alvinegra por um ano.

O Cruzeiro continuou melhor em campo e viu seu atacante Fred pedir pênalti mais uma vez em um suposto puxão de camisa do zagueiro Igor Rabello. Em sequência do Lance Dedé que já tinha ganhado cartão amarelo, cometeu falta dentro da área em cima de Chará e recebeu o segundo amarelo no jogo e consequentemente sendo expulso de campo. Pênalti bem batido por Fábio Santos e uma comemoração acanhada com dizeres pra câmera de "Força Brumadinho, Estamos com vocês " do lateral atleticano.

Em meio a muitas polêmicas,vários cartões, o árbitro se lesionou e precisou ser substituído pelo quarto árbitro.

Com um a mais em campo o Galo foi pra cima e teve a melhor chance do jogo perdida por Cazares em uma bela defesa do goleiro cruzeirense Fábio. 

O novo juiz em campo deu 12 minutos de acréscimo e o jogo teve um ar a mais de emoção depois da expulsão do volante Adilson que havia acabado de receber um cartão amarelo e logo em seguida o segundo amarelo.

E o jogo acabou com o empate de 1 x 1 e o Cruzeiro mantendo vantagem de 3 pontos para o Atlético já que no meio de semana o time alvinegro havia tropeçado em Tombos, perdendo para a equipe da Tombense por 1 x 0.

Curta nossa página no Facebook: Jovens Cronistas!, siga-nos no Insta: @jcronistas

Se inscreva em nosso canal no Youtube: TV Jovens Cronistas e acompanhe amanhã a live "JC Esportes"com tudo sobre o início dos estaduais, o mercado e o futebol na Europa e nossas lives do Papo de Torcedor. 

Nenhum comentário