Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor PALMEIRAS - 2019; Voltaremos!

AFP

Caros palestrinos, torcedores do maior campeão nacional, vamos repercutir o empate do Palmeiras ante o Boca Juniors-ARG pelo placar de 2x2, resultado que terminou com a eliminação do Verdão (2x4 no placar agregado). Jogo válido pela partida da volta da semifinal da Libertadores 2018, que é sempre triste sair da competição, mas é hora de recolher os cacos porque sábado tem jogo importante. Além de tudo isso, nossa vaga na competição de 2019 está praticamente assegurada! Vamos ao jogo.

Palmeiras foi a campo com Weverton, Mayke, Luan, Gomez, Diogo Barbosa, Felipe Melo, Bruno Henrique, Lucas Lima, Dudu, Willian e Deyverson. E o Palmeiras começou um pouco melhor. Tanto que deu esperanças à torcida aos 9 minutos com gol anulado de Bruno Henrique. Vale ressaltar que foi bem anulado com o auxílio do VAR. Mas minutos mais tarde veio a ducha de água fria; Palmeiras perdeu a bola no ataque, contra ataque argentino e a bola foi parar em Ábila que fez 1x0 para o Boca. Detalhe que o atacante antecipou totalmente a jogada contra o defensor Luan. Depois do gol argentino, Palmeiras tentou o ataque algumas vezes, mas era nítido o desânimo. Gomez cabeceou e Rossi buscou no chão. Talvez em um lance polêmico, o Palmeiras reclamou de um toque de mão do volante xeneize, mas claramente o braço estava colado ao corpo.

Na segunda etapa, Felipão fez a troca de Bruno Henrique por Moisés para buscar mais o ataque, aumentar a criação do time. Mas o que funcionou no Palmeiras foi a defesa: Felipe Melo ajeitou a bola de cabeça para Luan fuzilar no gol de Rossi e empatar o jogo. Minutos mais tarde, Dudu sofreu entrada por trás dentro da área: pênalti. Gomez cobrou e virou a partida para o Verdão. Willian sentiu um desconforto na coxa direita e saiu para a entrada de Borja; logo no primeiro lance do colombiano ele quase conseguiu desviar para dentro do gol de Rossi uma bola rebatida na defesa dos argentinos. Mas veio o golpe final: bola no ataque do Boca, Felipe Melo não dá o bote, é cortado por Benedetto que chuta firme, no canto rasteiro de Weverton para fazer o 2x2 e esfriar de vez qualquer chance do Palmeiras. Felipão ainda tentou Scarpa no lugar de Felipe Melo, mas o máximo que o verdão conseguiu no fim foi uma bola na trave com Deyverson. Fim de papo!

Pagando o preço de um péssimo jogo na ida. Essa é a realidade. Fato que taticamente a equipe do Boca Juniors bloqueou as investidas pelo lado do Palmeiras, tanto que Willian e Dudu ficaram pouco produtivos. No primeiro gol, Luan "comeu bola" ao ser completamente antecipado pelo centroavante em uma bola até certo ponto "boba". Mas vai uma crítica ao resto do time que parece que perdeu a bola e parou. Ninguém tentou dar o bote em Pavón antes dele fazer o cruzamento rasteiro! Na segunda etapa, Felipão arriscou mas não queria correr muitos riscos. Bem verdade que a entrega do Palmeiras foi premiada com uma virada. Contudo, o mesmo Benedetto do primeiro jogo cortou a marcação como se não houvesse ninguém e teve total liberdade para chutar e vencer nosso goleiro. No caso do time em geral, normal sentir abatido com os gols sofridos, ainda mais do jeito que foram surgindo: no começo da partida e logo depois de uma virada. Porém, ver a torcida aplaudir o time após a eliminação foi um recado: estamos juntos na busca pelo título do brasileirão e agora não é a hora de ficar assoprando as cornetas.

Próximo jogo é diante do Santos, sábado (3) no Allianz Parque. Se vencer, segue bem na liderança. Se perder, depende de outros resultados para se manter bem na liderança. Mas o fato é que hoje o assunto foi Libertadores. E, praticamente, na edição de 2019 estamos garantidos!


Nenhum comentário