Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor INTER - Dois gols de Nico e 3º Colocado

Olá torcida colorada, bem-vindos a mais um Papo de Torcedor Inter, aqui no Jovens Cronistas, para repercutir a vitória do Internacional, sobre o Fluminense, na noite de ontem (25), pela 37ª rodada do Brasileirão. Uma vitória que serviu para garantir o Inter na 3ª colocação do Brasileirão, com dois gols de Nico López.

Foto: Ricardo Duarte / Internacional

O Inter foi a campo com Marcelo Lomba; Fabiano, Rodrigo Moledo, Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenilson, Patrick (Rossi), D'Alessandro (Camilo), Nico López e Jonatan Alvez (William Pottker). O técnico Odair Hellmann, mandou a campo o time no 4-3-2-1, tendo nesta partida, Jonatan Alvez como referência. Mas o time mesmo melhorou no segundo tempo, com a entrada de Rossi, que deu mais ofensividade ao time.

Foto: Ricardo Duarte / Internacional

O Inter no primeiro tempo, até poderia ter saído em vantagem, mas aos 18 minutos, após cobrança de falta de D'Alessandro, a boa explodiu na barreira e sobrou para Jonatan Alvez, que sem marcação, acabou chutando forte, sobre o gol. Aos 39, Nico Lopez fez grande jogada em contra-ataque, passou por três marcadores e rolou para Edenilson, que acabou desarmado, na hora da finalização.

Foto: Ricardo Duarte / Internacional

No segundo tempo, o Inter conseguiu marcar. Aos 28, minutos, D'Ale cobrou escanteio da direita, a defesa do Fluminense fastou para a entrada da área e Nico López chutou de primeira mandando a bola no ângulo direito, marcando um belo gol.

Foto: Ricardo Duarte / Internacional

Aos 44, D'Alessandro, recebeu a bola na esquerda e fez lançamento primoroso para Nico, que saiu na cara do gol e chutou na saída de Rodolfo, para marcar o 2 a 0. Assim Nico López chegou aos 11 gols, se sagrando como o artilheiro do time no Brasileirão. Também tivemos a sexta assistência de D'Alessandro no Brasileirão, que aliás foi um primor de passe.

Foto: Ricardo Duarte / Internacional

Odair Hellmann surpreendeu positivamente, ao tirar Patrick, já no intervalo da partida, pois o time mostrava muito apatia e Rossi deu mais ofensividade ao time. A partida esteve sempre bem controlada, o Fluminense pouco ameaçou e o 2 a 0, ficou de bom tamanho.

Foto: Ricardo Duarte / Internacional

Gostei muito da atuação de Nico López, fez dois gols e fico feliz que ele tenha finalmente achado sua função para o time. Mérito de Odair Hellmann, pois antes tivemos inúmeros treinadores, que não sabiam o que fazer com Nico, jogando-o muitas vezes para jogar de auxiliar de lateral. Eleprecisa jogar com liberdade e é um dos poucos que finaliza, de fora da área, ontem marcou um belo gol, justamente por não ter medo de arriscar.

Foto: Ricardo Duarte / Internacional

D'Alessandro, deu uma grande assistência no segundo gol, e da gosto de ver o gringo jogar. E de pensar que 2019, deverá ser o último ano dele no clube, me dá um aperto no coração. D'Alessandro é aquele tipo de jogador que municia os atacantes, deixando-os na cara do gol. Não me venham querer que ele corra enlouquecidamente, nos 90 minutos, quem precisa correr é a bola e não o jogador. Ele compensa, fazendo a bola rodar com maestria, a correria que muito querem que ele faça. Além de ser um líder dentro e fora de campo.

Com a vitória o Inter chegou aos 68 pontos e garantiu a 3ª colocação e um lugar na fase de grupos na Libertadores 2019. Claro que ficamos frustrados por alguns tropeços e que o time poderia sim, ter lutado pelo título da competição. Mas se lá no início, alguém nos oferecesse o terceiro lugar, aceitaríamos de bom grado, pois para um time que vinha da Série B, fizemos uma grande campanha, ficando atrás somente dos dois times com elencos muito mais numerosos e com poder financeiro do que nós, o Palmeiras, um justo campeão, que o parabenizo e o Flamengo.

No próximo domingo (2/12), o Inter se despede do Brasileirão, enfrentando o Paraná, fora de casa. Jogo para testar alguns jogadores e fecharmos 2018, com uma vitória. Pois não teremos nenhuma mudança na tabela de classificação com o resultado. Mas como o Paraná já não tem nada a almejar, podemos jogar para vencer, sem correr grandes riscos.

Nenhum comentário