Banner 1

JC Agora

Libertadores - Em jogo eletrizante, Boca e River empatam em 2 a 2

Olá pessoal do Jovens Cronistas, bem-vindos a crônica do jogo de ida da decisão da Libertadores 2018, final histórica entre Boca Jrs. e River Plate, em partida que ocorreu neste domingo (11), no estádio La Bombonera. A partida estava marcada para o sábado (10), mas teve que ser adiada, devido as fortes chuvas que atingiram Buenos Aires. Tivemos uma grande partida, que acabou em 2 a 2, assim segue tudo em aberto para o próximo dia 24/11, data da partida de volta no estádio Monumental de Nuñez.

Fonte: Olé

Os grandes destaques da partida, foram dois centroavantes, que já estiveram no futebol brasileiro, Ramon Ábila, que marcou o primeiro gol da partida e Lucas Pratto, que marcou o gol de empate, em 1 a 1, e que pressionou Izquierdoz a marcar o gol contra. Quem poderia ter sido o grande herói da partida, era Benedetto, que mais uma vez, entrou e marcou um gol, mas no final da partida, perdeu a grande chance de colocar o Boca em vantagem.

Aos cinco minutos, Lucas Martínez cabeceou com perigo, após cruzamento de escanteio, mas mandou a bola para fora. Aos 10, Pavon pegou sobra após escanteio e de fora da área, chutou para fora. Aos 15, após cruzamento da esquerda de Casco, Borré cabeceou e Rossi defendeu.

Fonte: Olé

Aos 33, após troca de passes, Olaza tocou pela esquerda para Ábila recebeu naque chutou forte da entrada da área, Armani espalmou e no rebote, o próprio Ábila chutou de primeira, marcando o 1 a 0 para o Boca.
Fonte: Olé

A resposta do River Plate foi rápida. Logo após a saída da bola, Pity Martínez avançou pelo meio e tocou rasteiro para Lucas Pratto, que cortou para direita e chutou cruzado, aos 35 minutos, empatando a partida.
Fonte: Olé

Aos 45, Benedetto, que havia entrado na partida, aos 26 minutos, após lesão de Pavón, voltou a colocar o Boca Jrs em vantagem. O gol veio após cobrança de falta para área de Villa que mandou a bola na cabeça de Benedetto, que desviou para o gol, em 2 a 1 para o Boca Jrs.

Boca River
Tapada de Franco Armani a Benedetto. Imagen tv
Fonte: Olé

No segundo tempo, aos 15, Pity Martínez alçou a bola na área, Pratto subiu para cabecear e Izquierdoz, acabou marcando gol contra de cabeça, deixando assim a partida empatada em 2 a 2. Aos 44, Tévez fez boa jogada na entrada da área e tocou para Benedetto, que sem marcação chutou e Armani fez grande defesa, definindo assim o placar empatado, que foi o mais merecido, para esta grande partida, pois se tivéssemos que ter um vencedor, na minha opinião era o River Plate.

Agora tudo fica para a partida de volta, no Monumental de Nuñez, no próximo dia 24. Novo empate, leva a decisão para os pênaltis, quem vencer será o campeão da Libertadores 2018. O River Plate, leva vantagem, teoricamente por jogar em casa e também por ter um time melhor tecnicamente, mas temos tudo para ter outra partida eletrizante, entre estes dois grandes clubes.



Curta nossa página no Facebook: Jovens Cronistas! e siga-nos no Insta: @jcronistas



Nenhum comentário