Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor PALMEIRAS - Aprenderam a jogar o dérbi!

Foto: César Greco
Salve, palestrinos, torcedores do maior campeão nacional vamos repercutir a vitória do verdão ante o arquirrival Corinthians pela contagem mínima, embora pudesse ter sido mais. Jogo foi disputado no Allianz Parque, válido pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro 2018 e o Palmeiras foi soberano ante o rival depois de muito tempo. Clássico nunca é fácil, mas era preciso atitude do Palmeiras. E o time teve!

Palmeiras foi a campo com um time "misto": Weverton, Marcos Rocha, Luan, Gomez, Victor Luis, Thiago Santos, Felipe Melo, Lucas Lima, Hyoran, Dudu e Deyverson. No começo da partida, Lucas Lima tentou uma cavada de falta e veio um filme na cabeça: 'mais uma vez, o Palmeiras vai se preocupar mais com a arbitragem do que com o jogo'. Ainda bem que fui enganado! Mas fato que foi dito neste quadro dos Jovens Cronistas que esses dois volantes alviverdes prejudicam a criação de jogadas, deixando o ataque um pouco isolado. Tanto que as melhores oportunidades do Palmeiras foram na segunda metade do primeiro tempo e ambas com o Deyverson; um chute de fora da área que passou rente à trave direita do goleiro Cássio e depois em cabeçada para fora. O Corinthians tentava investidas com Jadson, mas a equipe de Parque São Jorge pecava na finalização e o centroavante Roger pouco participou das jogadas ofensivas. 

Depois de um jogo tenebroso de ruim na primeira etapa, Felipão resolveu soltar o time no segundo tempo. Saiu Thiago Santos para a entrada de Moisés e a busca ofensiva do Palmeiras já foi maior no início do que em comparação com a primeira etapa. Detalhe que em um mesmo lance, ocorreram duas penalidades a favor do alviverde: uma em cima de Deyverson, outra em cima de Marcos Rocha, mas obviamente, não havia "quarto árbitro" para falar nada. Mas o Palmeiras fez valer a insistência. Marcos Rocha recebeu bola no lado direito e cruzou rasteiro para Deyverson fazer o gol, tocando sutilmente para tirar de Cássio. Jair Ventura tentou soltar a equipe do Corinthians colocando o Clayson e o Palmeiras recuou um pouco e ficou com o contra ataque à disposição. Dudu começou a mostrar do que é capaz com a cabeça no lugar; fez uma arrancada linda pelo lado esquerdo do ataque, cortou a marcação corinthiana e só o travessão parou o jogador do Palmeiras. Felipão então temendo uma encrenca com Deyverson que estava provocando em excesso mesmo, colocou Willian. No final da segunda etapa, caneta em Gabriel e por pouco a bola não terminou nas redes alvinegras mais uma vez. Felipão fechou ainda mais o time sacando Hyoran para a entrada de Jean e foi isso. Fim de papo!

Palmeiras bem no geral da partida. Contou com um adversário muito recuado e um meio campo muito improdutivo na primeira etapa. O jogo estava horrível e sem criação. De positivo fica a marcação alviverde que impunha barreira ao rival desde seu campo defensivo. Na segunda etapa, com a entrada de Moisés, o jogo começou a fluir no ataque e dificultou ainda mais a saída de bola do Corinthians, muitas vezes forçando o rival a dar o famoso "chutão" na bola. No gol do Palmeiras, méritos para o cruzamento de Marcos Rocha e toque discreto, porém mortal de Deyverson. Depois do gol, o camisa 16 começou a fazer uma série de provocações que tiraram o foco dos jogadores do Corinthians. Não vou ser hipócrita aqui, pois achei boa parte delas desnecessárias, assim como as que o Romero costuma fazer. Sorte que Felipão o tirou de campo, senão o vermelho viria. De importante fez o gol e ajudou um pouco na marcação. Dudu chamou bem a responsabilidade e, focado no jogo, mostrou por que é um dos melhores jogadores desse elenco do Palmeiras, merecia inclusive fazer um gol para coroar sua atuação. Mas de "cornetagem" aqui fica que Felipe Melo e Thiago Santos é desperdiçar uma etapa em termos de criatividade ofensiva.

Marcando em cima, sem deixar o adversário crescer, é assim que vence um dérbi. Aprenderam! Palmeiras fez valer do elenco também; sem Bruno Henrique e Borja, o time ficou desfalcado. No meio de semana é Copa do Brasil diante do Cruzeiro, pelo primeiro jogo das semifinais. Inter e São Paulo estão pedindo muito para "seguir o líder". Estamos seguindo!


Nenhum comentário