Banner 1

JC Agora

Rússia 2018 - Dois tempos, dois times distintos

Bandab.com.br, (Lucas Figueiredo)

Salve, pessoal, hoje o assunto nos Jovens Cronistas é seleção brasileira. O time canarinho comandado por Tite realizou às 11 horas da manhã (horário de Brasília) o primeiro dos dois amistosos preparatórios para a Copa do Mundo 2018. O jogo foi diante da Croácia que não facilitou em nada a vida brasileira no estádio de Anfield Road. Vamos ao jogo!

Tite mandou a campo a equipe com Alisson, Danilo, Thiago Silva, Miranda, Marcelo, Casemiro, Fernandinho, Paulinho, Willian, Philippe Coutinho e Gabriel Jesus. Mas o que foi visto na primeira etapa foi a seleção croata, comandada pelo meio campista Luka Modrič, empurrar a seleção brasileira em seu campo de defesa. O Brasil tocava a bola, mas não conseguia encontrar a válvula de escape, tanto que as chances da canarinho se resumiram a chutes de fora da área. Por outro lado, a seleção da Croácia chegou com bem mais perigo. A melhor chance foi em uma cabeçada que Alisson foi buscar. Fora isto, outras roubadas de bola no campo de defesa da seleção brasileira preocupavam o técnico Tite.

A preocupação se foi na segunda etapa com mudanças: aparentemente recuperado da lesão, Neymar entrou em campo no lugar de Fernandinho que pouco produziu. Com isto, uma nova cara para a seleção foi desenhada e o time passou a ser mais ofensivo. Chegou perigosamente em chute de longe de Marcelo, mas Willian e Neymar já estavam "rabiscando" o sistema de marcação croata. Tite ainda promoveu outras alterações colocando Firmino, Filipe Luís e Marquinhos nos lugares de Jesus, Marcelo e Miranda, respectivamente. O Brasil começou a empurrar a Croácia para seu campo defensivo até que Neymar fez uma linda jogada no lado esquerdo do ataque, deixou a defesa a ver navios e marcou um belo gol. Coutinho e Willian ensaiaram um segundo gol para o Brasil mas pecaram na finalização. Tite então sacou os dois para as entradas de Fred e Taison.

Se por um lado a seleção brasileira estava fora de casa, quem não podia reclamar deste fator era Roberto Firmino. Jogador do Liverpool estava jogando no estádio da equipe inglesa e com certeza o jogo tinha um gosto especial para ele. Mais especial ainda pois recebeu passe na cara do goleiro e deu um toque matador, por cobertura, com muita categoria para fazer o 2x0 em um amistoso duríssimo, com muitas lições a serem tiradas antes da Copa do Mundo. E Firmino mostrou a cara mais uma vez quando o time estava precisando. Fim de papo!

Tnh1.com.br


Na primeira etapa foi um jogo bem complicado. Brasil mostrou algumas dificuldades nas marcações de bola aérea, mas também com méritos para a seleção croata que foi bem no fundamento. O único problema visto foi na saída de bola que foi muito interceptdada pela seleção adversária e, contra uma seleção de melhor qualidade, pode resultar em complicações. Brasil tentou sair muito apenas com Marcelo e Willian, mas faltou Coutinho e Paulinho se aproximarem mais do setor ofensivo. Neymar realmente deu outra cara ao time na segunda etapa. Não só pela habilidade, mas também pela postura. Jogou sem estrelismo, brigando por cada posse e jogando pelo time. Esse é o Neymar que o brasileiro quer ver! Não à toa mereceu o belíssimo gol. E a grande dúvida de Tite agora é: Firmino ou Jesus? Pelo momento é indiscutível que Firmino vem merecendo a vaga de titular. Mas Tite dificilmente vai sacar Gabriel com quem trabalhou e foi muito bem nas eliminatórias. Firmino vai seguir como opção (excelente por sinal, embora a meu ver não teria vergonha em bancá-lo de titular).

Sobre o amistoso em si, jogo duro como sempre foram as partidas da seleção brasileira contra as do Leste Europeu. Marcação forte, pegada, etc. Fato que o jogo mostrou um pouco o que esperar do terceiro jogo da canarinho na fase de grupos da Copa ante a Sérvia. Outro time que exerce marcação forte e pesada, mas com menos qualidade técnica que a Croácia. Ótimo ver que o Brasil se saiu bem diante de um adversário desta postura, já que a marcação não será facilitada na Copa. 

Agora, próxima partida é diante da Áustria que desbancou nada mais e nada menos do que a favorita e temida seleção da Alemanha em amistoso. Mais um jogo que pode mostrar virtudes e o que precisa ser melhorado na seleção brasileira. Time segue se mostrando muito competitivo desde que Adenor Leonardo Bacchi assumiu. Vamos, Brasil!

Nenhum comentário