Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor INTER - Dois empates em 4 dias

Pessoal, mais um Papo de Torcedor Inter, aqui no Jovens Cronistas, para repercutir os dois empates colorados, ambos pelo placar de 0 a 0, nestas duas últimas rodadas do brasileirão. No sábado (1º), pela 9ª rodada, o Inter recebeu o Sport Recife no Beira-Rio, pressionou e não conseguiu marcar um gol. Nesta terça-feira (5), pela 10ª rodada, o Inter visitou o São Paulo, no Morumbi, foi pressionado, mas conseguiu ficar no 0 a 0, trazendo um ponto precioso.

No sábado (1º), o Inter foi a campo contra o Sport Recife com Danilo Fernandes; Zeca, Rodrigo Moledo, Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado (Juan Alano), Edenilson e Patrick; William Pottker (Rossi), Lucca (Nico López) e Leandro Damião. O técnico Odair Hellmann, mandou o time na formação do 4-3-3, com três volantes e três atacantes, sem um armador de jogadas.


Aos sete minutos, Lucca lançou William Pottker, que ganhou de Sander no corpo, saiu cara a cara com Magrão, chutou e o goleiro fez grande defesa. Aos 14, Rogério avançou pelo lado direito e chutou da intermediária, para fora. Aos 19, Felipe Bastos chutou de fora da área e Danilo Fernandes defendeu. Aos 25, Iago invadiu a área e chuta forte, sobre o gol.


Aos 28, Lucca deu passe para Patrick que invadiu a área e chutou cruzado, para grande defesa de Magrão. Aos 35, Pottker fez cruzamento da direita e Leandro Damião, quase na pequena área, cabeceou na rede pelo lado de fora.


No segundo tempo, aos quatro minutos, Gabriel em profundidade para Rafael Marques na grande área, que chutou cruzado e Danilo Fernandes defendeu. Aos 16, após cobrança de escanteio de Nico López, da esquerda, Rodrigo Dourado desviou de cabeça e Sander tentou afastar, mas a bola foi em direção ao gol e Magrão defendeu. Aos 28, em nova cobrança de escanteio de Nico, Damião desviou de cabeça na primeira trave e Sander, afastou para escanteio. Aos 34, Nico López chutou forte, de fora da área e a bola explodiu na trave e o 0 a 0 persistiu, infelizmente.

Na terça-feira (05), contra o São Paulo, o Inter foi a campo com Danilo Fernandes; Zeca, Rodrigo Moledo, Cuesta e Iago; Charles (Camilo), Edenilson,  Patrick ; William Pottker (Nico López), Lucca (Rossi) e Leandro Damião. O técnico Odair Hellmann, mandou o time no 4-3-3, com três volantes, desta vez tendo a presença de Charles, na vaga de Rodrigo Dourado, que estava suspenso.


Aos cinco minutos, Lucas Fernandes aplicou uma caneta em Charles e tocou para Liziero que chutou da intermediária, a bola desviou em Rodrigo Moledo e Danilo Fernandes defendeu em dois tempos. Aos 36, após cobrança de escanteio da direita de Lucas Fernandes, a bola sobrou na entrada da área e Anderson Martins rolou para Reinaldo, que chutou forte e Danilo Fernandes fez grande defesa.


No segundo tempo, logo no primeiro minuto, Patrick ganhou dividida com Anderson Martins e chutou da intermediária, para fora. Aos cinco, Reinaldo cruzou, a bola foi na entrada da área e Lucas Fernandes, de primeira, chutou forte e Danilo Fernandes espalmou, na sobra Diego Souza finalizou e o goleiro colorado fez nova defesa.


Aos seis, Lucca fez lançamento para Pottker, que  ganhou disputa de bola com Anderson Martins na linha de fundo e chutou para o gol, Sidão espalmou e no rebote, Leandro Damião chutou, Anderson Martins afastou de cabeça e Damião, dominou e finalizou de bicicleta, da entrada da área, e a bola foi para fora. Aos nove minutos, Charles fez cruzamento da direita e Iago tocou para o meio, para Leandro Damião que novamente de bicicleta, desta vez de dentro da pequena área, mandou a bola para fora. Depois não tivemos mais grandes oportunidades de gol e o 0 a 0, mais uma vez foi o resultado.


Odair Hellmann assim consegue após estes dois empates, somar dois pontos. Claro que gostaríamos que o time tivesse vencido o Sport Recife no Beira-Rio, mas os pernambucanos, vem fazendo uma boa campanha e não conseguimos superar a retranca que armaram, jogando como visitantes. Nico Lopez foi uma boa alteração no sábado, mas Juan Alano, não surtiu o efeito esperado, que se espera de um meia armador de jogadas.

A ideia de Odair para o jogo contra o São Paulo, foi boa e o empate ficou de bom tamanho, em um jogo que vimos muito mais transpiração do que inspiração de ambas as equipes. Dessa vez nosso treinador apostou no segundo tempo em Camilo, mas ele também, não cumpriu a função de um meia, que é de municiar o ataque.


Agora Odair tem que buscar o equilíbrio entre a defesa e o ataque, pois nossa defesa se acertou, mas falta alguém para dar assistências e tanto Juan Alano, quanto Camilo, entraram mas não conseguiram contribuir em nada para o time e não preciso dizer que o nome que esta faltando na equipe para dar o último passe ao ataque com qualidade é D'Alessandro.


Nossa defesa conseguiu encontrar o equilíbrio e a solidez de sofrer poucos gols. Claro que isso esta sendo atendido pelo esquema com três volantes que dão consistência defensiva ao time. A defesa com Moledo e Cuesta pegou um bom entrosamento e espero que se mantenham nesta boa fase. Zeca é outro que entrou bem no time e vem contribuindo para o sistema defensivo.


O problema do esquema com três volantes é que o time não fica balanceado, tem boa proteção na defesa, mas falta alguém na armação de jogadas, para municiar nosso ataque, que possui três atacantes, que possuem muito mais transpiração, do que habilidade, lutam pelas jogadas, mas falta alguém que realize o último passe, deixando os atacantes na cara do gol. Lucca, Damião e Pottker tem se esforçado, mas falta a bola chegar com mais clareza a eles.

Com estes dois empates, o Inter foi aos 16 pontos, e assim chega ao sexto jogo de invencibilidade e também a dois jogos sem vencer. No próximo domingo (10), o Inter volta a jogar fora de casa, desta vez na Vila Belmiro, contra o Santos.

Nenhum comentário