Entre os dias 9, 10 e 11 de Setembro de 2017, aconteceram os jogos da 23ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. E vamos juntos conferir tudo o que rolou nas partidas. 


No Independência, o Atlético-MG recebeu o Palmeiras, em jogo muito interessante tecnicamente.
O jogo foi bem agitado, com gols, expulsões e dois pênaltis perdidos.Aos 27 minutos de jogo, Fernando Prass defendeu o primeiro penal da partida, batido por Fred. Aos 33', Deyverson abriu o placar para o Verdão. Aos 43', o Galo teve sua segunda penalidade, agora convertida por Fábio Santos, 1 a 1. No lance, Luan foi expulso do lado palmeirense. Aos 11' do segundo tempo, Deyverson teve a chance de fazer o seu segundo gol e dar a vitória ao seu time, mas Victor pegou. Willian ainda foi expulso aos 32 minutos, assim o Palmeiras terminou o jogo com dois a menos. Ambas as equipes reclamaram muito da arbitragem de Leandro Vuaden.

No Morumbi mais uma vez cheio para mais de 43 mil pessoas, o São Paulo recebeu a Ponte Preta para tentar sair do Z-4, mas não conseguiu. O Tricolor fez um bom primeiro tempo e abriu o placar aos 34 minutos, com Hernanes, em bela cobrança de falta sofrida por ele mesmo. No segundo tempo, o estreante Bruno Alvez ampliou, de cabeça, aos 12'. Apesar da vantagem construída, o time da casa viu a partida mudar aos 17 minutos, quando Jucilei foi expulso. Danilo Barcelos converteu o pênalti assinalado. Aos 29', Léo Gamalho, de cabeça, empatou a partida e jogou um balde de água fria no adversário do Morumbi. Confira a análise Tricolor por JP Silva


No clássico paranaense realizado na Arena da Baixada, Atlético e Coritiba ficaram no empate por 1 a 1.
O time da casa foi melhor durante a maior parte do jogo, tendo as principais oportunidades de gol. Foram 4 bolas na trave. Uma delas, o pênalti perdido por Nikão, aos 41 minutos do primeiro tempo. Três minutos depois, Werley, de cabeça, completou cruzamento de Longuine e abriu o placar para o Coxa.
No segundo tempo,  o rubro negro paranaense seguiu acertando a trave (uma delas no último lance da partida, aos 46 minutos) e buscando o empate. E ele veio só aos 41', com Gedoz, em pênalti que ele mesmo sofreu.


No São Januário vazio (por conta da punição sofrida pela equipe carioca por conta da briga de torcedores), O Vasco recebeu o Grêmio, e conseguiu a sua segunda vitória consecutiva na competição. Luís Fabiano, Luan e Geromel foram os principais desfalques da partida. Os dois últimos do lado gremista.
O gol da partida foi marcado por Mateus Vital, aos 42 minutos do primeiro tempo. Aliás, esse foi o primeiro gol do jovem atleta como profissional. O jogo também marcou a estréia do técnico Zé Ricardo.
Os gremistas lamentaram a chance de diminuiu mais uma vez a diferença para o líder Corinthians, já que o time paulista perdeu para o Santos. Quarta-feira, o Tricolor gaúcho encara o Botafogo pelo confronto de ida das quartas de final, no Rio.


Na Vila Belmiro, provavelmente o grande jogo da rodada, entre os rivais paulistas, Santos e Corinthians. Melhor para o time santista, que com boa atuação, venceu o rival e diminuiu a diferença para o líder da competição. Agora, 9 pontos separam as duas equipes.

Na partida, destaque para os dois goleiros, que novamente tiveram boas atuações. Lucas Lima, aos 12 minutos do segundo tempo e Ricardo Oliveira, aos 48' decretaram a vitória do Peixe. Bruno Henrique teve boa atuação também. Confira o ângulo Corintiano da análise por Adriano Garcia


Na Ilha do Retiro, o decadente Sport recebeu o embalado Avaí. O resultado foi a representação do atual momento de cada equipe, mais um vitória para os catarinenses e mais um revés para os pernambucanos.
Em jogo bastante igual, o Sport criou mais e se portou dominante por atuar em casa, mas não foi eficiente nas investidas. Bem postado atrás, o Avaí, ao contrário, foi cirúrgico e abriu o placar logo nas primeiras chances. Aos 26 minutos, o principal jogador da equipe catarinense marcou, Júnior Dutra. Aos 45' do primeiro tempo, Henríquez perdeu um gol íncrivel.
No segundo tempo, a partida teve a mesma tônica, mas não houve gols.
Já são 6 jogos sem vencer para o Leão da Ilha. O Avaí saiu da zona de rebaixamento e saltou para o 14º lugar na tabela.


No Barradão, o Vitória chegou ao seu terceiro jogo sem perder e buscou um empate no finzinho da partida contra o Fluminense. Porém, o resultado não foi suficiente para manter o time baiano fora do Z-4. O Flu perdeu a chance de encostar no G-6 e caiu para o meio da tabela.No jogo, um bom primeiro tempo do rubro negro baiano. E o time foi recompensado aos 45 minutos, com o gol de Neílton. Na segunda etapa, o Tricolor voltou bem e empatou a partida logo aos 2 minutos. A superioridade do time visitante foi até os 28 minutos, quando Robinho foi expulso, no lado carioca. Mesmo com um a menos, aos 43 minutos, Henrique Dourado virou a partida. E aos 48', Kanu, o zagueiro artilheiro, empatou o confronto.


No Engenhão, em reedição da semifinal da Copa do Brasil, o Botafogo ''se vingou'' do Flamengo, e com boa atuação, venceu por 2 a 0 e encostou no G-6, com 34 pontos. Um a menos que o seu adversário, em 5º. Com os dois gols da partida sendo marcado por Roger, o Fogão quebrou o jejum de 8 jogos sem vencer nesse confronto. No primeiro tempo, apesar de jogo agitado, nada de gols. Diego Alves de um lado, e Gatito apareceram bem. O paraguaio quase entregou um gol. No segundo tempo, aos 10 e aos 28 minutos, Roger decretou a vitória botafoguense diante do time misto de Reinaldo Rueda. Destaque também para Léo Valencia e Bruno Silva. A vitória sob o principal rival regional dá moral para o Botafogo, que no meio de semana tem confronto decisivo pela Libertadores. O time encara o Grêmio, pela partida de ida das quartas de finais, em casa.


Na Arená Condá, a Chapecoense recebeu o Cruzeiro para tentar respirar no campeonato, porém o adversário mineiro levou a melhor e venceu por 2 a 1, mesmo fora de casa. Com a derrota, o Verdão do Oeste afundou ainda mais na tabela e agora é o 18º. A raposa permanece no G-6, com 34 pontos.
Apesar do bom volume de jogo, o Cruzeiro só abriu o placar aos 45 minutos da etapa inicial, com Rafinha. Aos 18 minutos do segundo tempo, mesmo com o time da casa pressionando e exigindo boa atuação de Fábio, o time mineiro ampliou o placar. Raniel, aos 18' marcou o segundo do jogo. Daí em diante a Chape procurava correr atrás do prejuízo e o time celeste buscava explorar os contra-ataques, mas sem sucesso. Aos 38', Túlio de Melo ainda diminuiu para os donos da casa, mas não foi o suficiente.

Atlético/GO e Bahia encerraram a rodada com um empate em um gol, que deixa o Bahia á beira da zona de rebaixamento e nada muda para o virtual rebaixado time goiano.

Resultados

Sábado, 09/09
Atlético-MG 1x1 Palmeiras
Vasco 1x0 Grêmio
São Paulo 2x2 Ponte Preta

Domingo, 10/09:
Atlético-PR 1x1 Coritiba
Santos 2x0 Corinthians
Sport 0x1 Avaí
Vitória 2x2 Fluminense
Botafogo 2x0 Flamengo
Chapecoense 1x2 Cruzeiro

Segunda, 11/09:
Atlético-GO 1x1 Bahia

CLASSIFICAÇÃO

1
Corinthians
50
2
Grêmio
43
3
Santos 
41
4
Palmeiras
37
5
Flamengo
35
6
Cruzeiro
34
7
Botafogo
34
8
Vasco
31
9
Atlético/PR
31
10
Fluminense
30
11
Atlético-MG
30
12
Sport
29
13
Ponte Preta
28
14
Avai
28
15
Bahia
27
16
Vitória
26
17
Chapecoense
25
18
Avaí
25
19
São Paulo
24
20
Atlético-GO
19

24ª Rodada

Sábado, 16/09
Ponte Preta x Atlético-GO
Botafogo x Santos

Domingo, 17/09:
Avaí x Atlético-MG
Flamengo x Sport
Corinthians x Vasco
Atlético-PR x Fluminense
Grêmio x Chapecoense
Vitória x São Paulo
Cruzeiro x Bahia

Segunda, 18/09:
Palmeiras x Coritiba

É apaixonado pelo seu time, tem visão de jogo e gosta de escrever? Venha ser um cronista torcedor, saiba como curtindo e entrando em contato através de nossa página: Jovens Cronistas! (Clique) 
Compartilhe:

Gervasio Henrique

Jovem jornalista, 23. Ciente de que a batalha está começando e mais certo ainda de que lutará com todas as forças por seus ideais. Maior intimidade com esporte, automotivo e cultural. "Sem sonhos não há vida".

Deixe seu comentário:

0 comments so far,add yours