Banner 1

JC Agora

Semana do Gestor #18

Vamos acompanhar semanalmente o mandato do prefeito tucano João Dória à frente da Prefeitura de São Paulo. O Gestor, como ele bem frisa, terá muito trabalho no comando da maior cidade da América Latina, e estaremos atentos a todas as suas ações. Portanto, todo sábado, traremos aqui um compilado do que o mandatário realizou em suas atribuições.



18ª Semana De nada simpático à sem brincadeira





 Depois de um bom tempo, o prefeito voltou a tapar buracos em algumas regiões de São Paulo. Na Capela do Socorro, Zona Sul da cidade, Dória e o seu Calçada Nova do Mutirão Mario Covas reparou calçadas, plantou árvores, tirou fotos e gravou vídeos. Pela tarde, o prefeito ao lado do presidente Temer e o Governador Geraldo Alckmin estiveram em uma cerimônia de inauguração do centro cultural Japan House, na Avenida Paulista. Na saída, Dória conversou, por alguns momentos, com ciclistas que usam a avenida no domingo quando ela é toda fechada para os veículos. Já no carro, Dória foi surpreendido por uma mulher que fazia uma intervenção artística com flores amarela em frente ao centro cultural japonês. Ela, a ciclista Giulia Gallo, foi até a porta do carro do prefeito e o entregou uma flor amarela no que ela considerou ser uma “homenagem aos mortos nas Marginais”. O prefeito não gostou e, em um ato nada simpático, jogou a flor pela janela e saiu sem dar muitas explicações. Em nota, a Prefeitura disse que o prefeito respondeu a um ato “invasivo e desnecessário”.  Parece que a retórica de que as alterações nas velocidades das Marginais não trariam mais acidentes está se tornando insustentável.
 
Bem simpático, Dória agradece pelas flores; Foto: G1

Na segunda (01), feriado do Dia Internacional dos Trabalhadores, o prefeito inaugurou a praça Ayrton Senna do Brasil, na Zona do Sul . Ao lado da irmã do piloto de F1, Viviane Senna, Dória participou do cerimonial e, como de costume, disparou algo em referência ao ex-presidente Lula. Assim que entregou um buquê de flores, coincidentemente, amarelas para Viviane, o prefeito   disse que as flores que a ativista Giulia Gallo tentou entregar a ele um dia antes, no domingo, deveriam ser dedicadas ao ex-presidente Lula. "Aquelas flores do mal que quiserem me dar ontem, eu dedico ao Lula, à Dilma e aos 14 milhões de desempregados do Brasil! Viva Ayrton Senna e viva o Brasil!". Ainda no feriado, Dória viajou para a Agrishow, maior feira do setor de agronegócio da América Latina e que ocorre em Ribeirão Preto. 


A semana ainda reservou encontros, minimamente, curiosos para o prefeito. Dória recebeu a empresária Luiza Helena, dona da rede de lojas MagazineLuiza,  e o designer, pai da logomarca da Platinada, o global Hans Donner, para reuniões que, para Dória, sem engrandecem a sua gestão. Mais sem nexo que esses encontros, somente os convidados do programa Olho no Olho que o prefeito transmite pelo Facebook. Após Helô Pinheiro e Reinaldo Azevedo, o convidado da vez foi o youtuber Arthur do “MamãeFalei” , o mesmo que invadiu uma reunião de políticos do PT na Câmara dos vereadores no inicio do ano. 


Antes de ter realizado a quarta doação de seu salário (pouco mais de R$ 17 mil) para a Fundação Gol de Letra, do ex-jogador Raí, o prefeito teve que dar esclarecimentos sobre a ação da GCM na região da estação Conceição do Metrô, na Zona Sul. Na quarta (03), guardas civis metropolitanos e agentes de limpeza da Prefeitura realizaram uma “varrição” próxima à estação e entrou em conflito com alguns moradores de rua que ocupavam calçadas da região. Descumprindo um decreto de Dória, em que obriga as Prefeituras regionais a notificar quando e onde vão ocorrer as ações, os guardas entraram em choque com moradores rua e um deles, Samir, foi detido e levado ao 35º DP do Jabaquara por não ter, segundo o portal Ponte Jornalismo da revista CartaCapital, nota fiscal do carrinho . Antes de ser detido e levado, Samir foi agredido e jogado ao chão por um GCM. Dória depois que a Prefeitura divulgou uma nota falando que o caso de Samir era um “caso a parte”, gravou um vídeo para suas redes sociais esclarecendo que o GCM, sem nome divulgado, foi afastado da corporação e reconhecendo o erro da Prefeitura Regional.  
 
Samir e seu carrinho encurralados; Foto: CartaCapital

Contrapondo essa situação, a Prefeitura divulgou números atualizados do Programa Trabalho Novo. De acordo com a Secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, eles contam com 10.200 vagas de trabalho, sendo que já capacitaram 1.102 pessoas com 477 trabalhando com carteira assinada.  


Na sexta (05), Dória acordou chamando atenção para a manchete Dória fecha salas de lazer por vagas na pré-escola da Folha de S. Paulo. Sem questionar a Folha, Dória confirmou que está fechando brinquedotecas de escolas municipais para, segundo ele, dar mais espaços e abrir novas salas de aula e um ato que ele frisou ser “gestão”. 

    

Nenhum comentário