Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor INTER - Marcamos, só que contra

Pessoal, mais um Papo de Torcedor INTER, aqui no Jovens Cronistas, para repercutir o jogo de ida, das oitavas de final da Copa do Brasil. O Inter visitou o Palmeiras e jogou de igual para igual em uma partida truncada, que teve apenas um gol do Internacional, só que contra do zagueiro Léo Ortiz e assim larga em desvantagem nas oitavas de final.

O Inter foi a campo com Daniel; William, Léo Ortiz, Cuesta e Uendel (Iago); Rodrigo Dourado, Fabinho (Roberson), Felipe Gutierrez e D'Alessandro; Nico López (Brenner) e Marcelo Cirino. Pela primeira vez, Antônio Carlos Zago conseguiu repetir a equipe, o que é interessante, pois dará conjunto a equipe.


Aos 12 minutos, D'Alessandro cobrou escanteio, Borja desviou e mandou a bola na trave, quase marcando contra, no rebote, Marcelo Cirino chutou para o gol e Borja salvou em cima da linha. Aos 23 minutos, William cruzou pela direita e Marcelo Cirino cabeceou e Fernando Prass defendeu. Aos 30, Em contra-ataque pela esquerda, Borja passou para Guerra, que passou por Cuesta e chutou para fora.

Léo Ortiz tenta cortar cruzamento de Willian e faz gol contra (Foto: Marcos Riboli)

Aos 32, Felipe Melo fez lançamento para Willian, que avançou pela direita e fez cruzamento, Léo Ortiz se antecipou a Borja e tentou afastar a bola, mas acabou marcando o gol contra, chegando o Palmeiras ao 1 a 0. Aos 41, Dudu deu passe para Borja, driblou Daniel e sem ângulo, chutou para fora.


No segundo tempo, aos 14 minutos, Dudu deu passe para Willian, que chutou da intermediária e Daniel defendeu. Aos 17, Mina arrancou da defesa e fez cruzamento para Borja, que cabeceou para fora. Aos 24, após escanteio, a bola sobrou para Willian que chutou forte da entrada da área e Daniel fez grande defesa. Aos 32, em cobrança de falta, o Inter esteve próximo do empate. D'Alessandro cobrou falta e Dourado cabeceou e Fernando Prass fez grande defesa e garantiu a vitória ao Palmeiras.

Prass fez milagre e evitou empate do Inter | Foto: Ricardo Duarte / Inter / CP

Espero que Ortiz, não venha a se tornar o novo Paulão, para ser vaiado pelo torcida do Inter. Espero que a torcida tenha paciência com o guri. No lance do gol, não vi muito a culpa dele, pois se ele não toca na bola a chance do Borja marcar o gol era enorme. Acho que o problema foi da defesa como um todo, que permitiu o cruzamento.

Para mim, sinceramente gostaria de ver Danilo Silva na zaga ao lado de Cuesta. O Ortiz tem que parar de querer sair sempre jogando bonito, o zagueiro Eduardo por muito menos foi arquivado e agora esta emprestado no Atlético Goianiense. 

Antônio Carlos Zago gostou da equipe do Inter na derrota por 1 a 0 para o Palmeiras  (Foto: Marcos Riboli)

Zago manteve sua ideia de jogo, com o 4-3-2-1 e diria que com o elenco que possuímos é a formação a ser jogada, até porque o elenco não possui meias, além de D'Alessandro e só temos volantes ou atacantes, então ou jogamos com 3 volantes, ou 3 atacantes e ontem claro, não era dia de jogarmos com 3 atacantes fora de casa, quem sabe no jogo de volta no Beira-Rio.

D´Alessandro valoriza desempenho do Inter contra Palmeiras | Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação / CP

Concordo com D'Alessandro, que fizemos um jogo parelho, com o Palmeiras, que é o melhor time do Brasil e que tem tudo para ir muito bem em todas as competições que irá participar. Agora teremos 90 minutos, no Beira-Rio, para buscar a classificação e o apoio incondicional da torcida nos 90 minutos, será primordial, para buscarmos reverter a vantagem palmeirense.

Com o resultado, o Inter precisará vencer por dois gols de diferença para avançar na competição e desta forma em hipótese alguma o time poderá sofrer gols no Beira-Rio, no dia 31. Mas antes, voltemos a nosso grande objetivo na temporada, que é o retorno a Série A do Brasileirão. No sábado, o time recebe o ABC, no Beira-Rio, onde os três pontos são fundamentais.

Nenhum comentário