Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor PALMEIRAS - Deixou a desejar


Caros palestrinos, torcedores do maior campeão nacional, vamos repercutir aqui mais um duelo entre Palmeiras e Internacional de Porto Alegre, em jogo válido pela Copa do Brasil. O Verdão acabou com a vitória simples por 1x0, mas o futebol apresentado não foi dos melhores e em alguns momentos da partida, a equipe gaúcha apresentou até certo domínio do jogo. Cuca acabou fazendo algumas alterações esquisitas - aqui não tem treinador queridinho - mas o time saiu com a vantagem nesse mata mata. Vamos ao jogo.

Palmeiras foi a campo com Fernando Prass, Jean, Mina, Edu Dracena, Zé Roberto, Felipe Melo, Tchê Tchê, Dudu, Guerra, Willian e Borja. O mesmo time que estreou muito bem no campeonato brasileiro diante do Vasco iniciou a partida diante do Inter pela Copa do Brasil. Palmeiras começou tentando impor sua marcação sob pressão no adversário que até conseguia sair tocando a bola, mas com dificuldades.

O tempo passava e o Palmeiras não conseguia criar aquela chance claríssima de gol, sendo a mais próxima um chute de Guerra que passou por cima. O Inter, por outro lado, assustava em cruzamentos e lançamentos que passavam pelos pés de D'Alessandro. Até uns 25 minutos da primeira etapa o Inter estava melhor que o Palmeiras para não dizer mais próximo do gol. Esteve tão próximo do gol que acabou fazendo um gol contra com Ortiz  e deu a vantagem para o verdão.

Depois disso, o Palmeiras novamente conseguiu fazer algo que vem fazendo muito bem: perder gols que não podem. Borja pegou a bola na área, driblou o goleiro Daniel e na hora de ganhar aquele famoso 10, de fazer o gol e espantar de vez a tal "zica", adivinhem? Conseguiu mandar no pé da trave e a bola saiu pela linha de fundo.

Veio a segunda etapa e o Palmeiras deu algumas chegadas. Willian acertou bom chute que Daniel encaixou e na sequência, o bigode novamente chutou, mas o arqueiro colorado fez melhor defesa. Depois desse lance, a chance mais clara de gol foi uma defesa de Fernando Prass à queima roupa, isso sem contar um carrinho certeiro que Edu Dracena deu para bloquear conclusão de Marcelo Cirino.

Cuca fez algumas mexidas inusitadas: sacou Borja para colocar Roger Guedes de centroavante. Estranho, pois não é a função do Guedes, ou seja, não rendeu nada. Depois saiu Willian para colocar Fabiano e assim jogar o Jean para o meio de campo, uma alteração Ok. Erik no lugar de Guerra, ou seja, meio campo foi para o saco. O que deveria ter sido feito? Michel Bastos no lugar do Zé Roberto que estava mal, para não dizer morto no segundo tempo. Keno no lugar do Borja para dar mais movimentação e assim deslocar o Willian para jogar de centroavante enquanto o Keno "rabiscaria" pelos lados. Mas a vantagem não foi desfeita e ficou no 1x0.

Vai um elogio ao Inter: jogaram bem sim. Mostraram alguns defeitos do Palmeiras que espero que sejam corrigidos. Palmeiras anda perdendo muitas jogadas no meio de campo e concluindo com pouco capricho (visto que o gol foi contra). Eduardo, Oswaldo, Marcelo, etc., mexiam mal e eram alvo de críticas. Preciso ser coerente e criticar o Cuca também. Mexeu de uma maneira que o time apenas ficou aceitando a pressão colorada em seu campo e não criava nada. Poderia ser mais ousado para sair com um placar melhor, ou mexer nos setores certos como mencionado no parágrafo acima. Para ganhar do Tucumán é preciso jogar um pouquinho mais hein?

Enfim, agora o foco é total na Chapecoense e espero sinceramente que o Cuca faça alguns ajustes. Não podemos pegar adversários de qualidade com um meio de campo tão fragilizado. Ganhou? Sim. Mas não me passou confiança para o jogo da volta.

Nenhum comentário