Banner 1

JC Agora

Editorial - O que é certo?


Pois bem, qual é o lado correto pra você? Isso mesmo, o que te faz diferenciar uma pessoa 'de bem' de uma pessoa 'do mal'? Quais são os seus critérios na hora de julgar ou avaliar a índole de qualquer um de seus colegas?
Vivemos tempos difíceis quanto às relações humanas. A falta de diálogo (isso desde criança) gera adultos inflexíveis, pessoas que acreditam apenas em uma verdade absoluta, uma fórmula perfeita para viver. Qualquer coisa que esteja fora disso é considerada quase como uma ofensa aos bons costumes aprendidos no decorrer da vida. E ainda há quem não pare por aí: o ódio que disseminamos contra tudo que é diferente nos leva a um sentimento de tentar aniquilar qualquer forma de diversidade, agindo literalmente como animais que defendem a sua 'espécie'.
Já adentramos no século XXI, mas não somos capazes de eliminar este sentimento primitivo de intolerância presente no ser humano. São mais de 2000 anos convivendo em sociedade, mas ainda assim parece ser necessário escolher um lado da guerra, e defendê-lo até a morte.

Esse sentimento de que tem de existir um 'vencedor' ou um 'lado correto' em todas as coisas divide a cada dia mais a já dividida humanidade. A cada dia que um cristão considera o Candomblé como 'macumba', um heterossexual educa seu filho para desprezar homossexuais, ou ainda um descendente de europeus se sente superior a um africano, a palavra 'diversidade' perde o seu sentido. A cada dia que cada uma dessas crenças, opções sexuais ou raças é considerada 'certa' por qualquer um dos grupos, a diversidade e o livre arbítrio morrem naquele espaço social.
Diversidade é bem mais que aceitar, é ensinar que não existe somente uma forma de viver, uma forma de ser feliz. Cada um tem o direito de encontrar a felicidade no que ele quiser, e espalhá-la pelo mundo, para que um dia o ser humano seja inteligente o suficiente e aprenda a viver sem leis ou regras escritas em um papel. Para que o ser humano possa viver somente de acordo com sua consciência, e ainda assim seja compreensivo e correto. Com todos..

Nenhum comentário