Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor SÃO PAULO - Análise Pré Majestoso!


PRIMEIRO ATO - A estreia de Renan Ribeiro

O São Paulo foi a campo com  Renan Ribeiro; Bruno, Breno, Douglas e Buffarini; Jucilei, Thiago Mendes e Cícero; Luiz Araújo, Pratto e Cueva. Foi um jogo em que o Tricolor fez sua pior partida da temporada. O volume de jogo e a impetuosidade do meio para a frente se arrefeceram. O Ituano, e o seu técnico e ex-jogador Roque Junior, se postaram firmes na marcação e com uma proposta de jogo interessante. Não esperaram o São Paulo na defesa, mas tiveram atitude de marcar já no meio campo, onde sempre perdemos a bola, para jogar no nosso erro. Cueva abriu o placar com um belo gol recebido de Lucas Pratto. Se o time de Itu fosse um pouco mais qualificado tecnicamente teria goleado. Empataram em uma das bizarrices da marcação onde Renan Ribeiro até defendeu, mas sobrou rebote. Falando nele vários gols foram evitados pelas mãos e peito. Teve disposição! As jogadas do clube do Morumbi cresceram pela direita com Wellington Nem. Este que chutava e cruzava para Lucas Pratto e Luis Araujo. Perdemos ainda duas belas oportunidades de vitória. Pelo que foi a partida o empate teve sabor de vitória. Poderia ter sido uma catástrofe. São Paulo 1 x 1 Ituano.

SEGUNDO ATO - Batalha "morna" de tricolores em Ribeirão Preto

O maior do mundo começou com Renan R.; Bruno, Lucão, Lugano e J. Tavares; J. Schmidt, Araruna e T. Mendes; Luiz Araujo, W. Nem e Gilberto. Em jogo apático o São Paulo conseguiu sair na frente após cruzamento de Junior Tavares e cabeçada de Gilberto no primeiro tempo. Seria a segunda vitória do São Paulo sem tomar gol na temporada? Não! No segundo tempo o jovem Kaue entrou e em pouco tempo definiu o placar entrando livre na área passando no meio dos dois marcadores (Lucão e Lugano) sem chances para Renan Ribeiro. Apesar de um jogo ruim de assistir o time da casa esteve mais próximo de marcar o segundo gol que o clube do Morumbi. Wellington Nem não rendeu o que jogou contra o Ituano. Chavez não fez o que podia quando entrou. Luiz Araujo irreconhecível. Errava dribles e passes. Foi um placar justo no fim das contas.


ATO FINAL - Majestoso - A preparação

O São Paulo vai ao Morumbi e receberá o rival Corinthians no próximo domingo. Temos a segunda pior defesa do campeonato com 19 gols tomados. Perdendo apenas para Linense. O rival tomou 7 gols. Nosso ataque vai bem, mas não tem sido goleador como antes. São 23 gols tricolores contra 10 gols alvinegros. Artilheiros? Gilberto tem 6 gols e divide o topo com Lucca e Willian Potker (Ponte Preta), fora o Cueva que tem 5 gols, mas não jogará a partida por estar na seleção. Lucas Pratto que chegou depois tem os mesmos 3 gols de Jô também recém contratado.

Para o clássico quero analisar mostrar alguns dados

Nos últimos 3 jogos

São Paulo
Palmeiras 3 x 0 SPFC
SPFC 1 x 1 Ituano
Botafogo-SP 1 x 1 SPFC

Corinthians
Ponte Preta 1 x 1 SCCP
Ferroviária 1 x 0 SCCP
SCCP 1 x 1 Red Bull Brasil

Clássicos no Paulistão 2017

São Paulo: Venceu o Santos, na Vila Belmiro, e perdeu do Palmeiras, na Arena W Torre.
Corinthians: Venceu o Palmeiras e o Santos jogando em casa.

Desfalques para o clássico

São Paulo: Por enquanto Rodrigo Caio, Buffarini, Lucas Pratto, Cueva, Wesley e Sidão.
Corinthians: Marquinhos Gabriel, Kazim, Giovanni Augusto, Matheus Vidotto, Fagner e Romero

Pontos Fortes

São Paulo
Joga no Morumbi com mais de 30 mil tricolores e em torcida única.
Renan Ribeiro seguro e na sua terceira partida seguida.
Junior Tavares, dono da lateral esquerda. Fatalmente dá assistência para um gol.
Luiz Araujo, se jogar o que sabe, pode infernizar.
Gilberto, goleador do SPFC e do campeonato.

Corinthians
Guilherme Arana, lateral esquerdo de qualidade, inteligente e jovem.
Jadson, identificado com o time alvinegro.
Jô, oportunista.
Toma poucos gols. Segunda melhor defesa do campeonato.

Pontos Fracos

São Paulo
Toma gols em quase todos os jogos.
Time não consegue manter vantagem quando inicia na frente.
Sistema defensivo falho e baixa qualidade de jogadores.
Não terá o maestro Cueva
Não terá o matador nato, Lucas Pratto.
Volante de marcação: apenas Jucilei.
Vem de sequência sem vitórias.

Corinthians
Dificuldade em fazer gols.
Jadson ainda buscando jogar como jogava na última passagem.
Apesar de uma defesa que toma poucos gols vem de uma sequencia negativa.
Não terá Kazim e Romero para aumentar poder de fogo.
Não terá Fagner na lateral direita.


Conclusão
Podemos esperar um clássico com estudo tático. São Paulo avançando a marcação sem ter um primeiro volante de ofício (fora o Jucilei) e partindo para cima. Corinthians jogando no erro nosso. Sem Cueva o meio-campo deverá estar cheio de volantes. Esperamos que Cícero jogue ou que Shaylon esteja preparado. Será que passaremos 90 minutos sem tomar gol? Veremos!

Nenhum comentário