Banner 1

JC Agora

Falando de TÊNIS – Quem vai parar Novak Djokovic?



Campeão do US Open neste ultimo domingo (13), Novak Djokovic chega ao seu décimo Grand Slam (conquistou Us Open 2011, além do Australian Open nos anos de 2008, 2011, 2012, 2013 e 2015, Wimbledon nos anos de 2011, 2014 e 2015) sendo o quarto maior vencedor da era Open , atrás apenas de Bjorn Born 11, Pete Sampras e Rafael Nadal 14 e Roger Federer 17. Com esses números e apenas 28 anos, será que o servo quebrará o recordes e será o maior vencedor dos Slams?

Número 1 do ranking da ATP e sem nenhuma lesão grave, Novak Djokovic vem ganhando títulos e quebrando recordes no circuito masculino. Com 28 anos, o servo chega ao seu décimo Grand Slam e se continuar no mesmo nível, poderá quebrar esse recorde em três ou quatros anos. Mas uma grande pergunta não quer calar. Será que Djokovic será soberano, como a Serena Williams é no circuito feminino?

Teoricamente não, pois ainda temos duas lendas no tênis na ativa que são Roger Federer e Rafael Nadal, os dois maiores vencedores de Slams, mas o suíço tem 35 anos e não conquista um Slam desde 2012, enquanto o espanhol não vive em uma ótima fase e pela primeira vez, desde 2005 não conquistou o Slam.

Djokovic tem números impressionantes, chegando em 18 finais de Slams contra o top cinco, perdendo esse ano em Roland Garros para Stan Wawrinka, sendo o sexto a conquistar três ou mais Grand Slams, sendo o segundo a conquistar três Grand Slams em duas temporadas, onde a primeira foi conquistada em 2011. Esses números mostram que ele tem tudo para quebrar esses recordes. Um exemplo começa pela idade. Djoko conquistou o primeiro com 20 anos em 2008, enquanto Federer conquistou em 2012, com 31 anos e Nadal em 2014 com 28 anos. Outros nomes como Sampras conquistou o ultimo Slam com 31 anos também e Agassi, com 32 anos.

Mantendo esse aproveitamento, chegando em pelo menos aos 32 anos sem lesões, mantendo o mesmo nível, poderá ultrapassar Nadal e Sampras e encostar em Roger Federer.

Claro que são apenas algumas subjeções baseado em números, mas ainda vai depender daqueles que poderiam atrapalhar esses números. Roger Federer deve ter mais ou menos um ou dois anos no circuito, mas a idade vem pesando e o suíço não consegue agüentar uma partida em cinco sets. Apesar do bom tênis apresentado no US Open, Nadal ainda é uma grande incógnita, mas voltando seria o grande adversário do servo, principalmente em RG, único Slam que ele não conquistou, onde perdeu esse ano para Stan Wawrinka, que poderá ser outro nome, mas acho improvável que seria incomodo, a não ser que jogue como Roland Garros esse ano e Australian Open ano passado. 

Outro nome nome é o de Andy Murray, mas não tem um bom aproveitamento contra o Djokovic, mas conquistou dois Slams (US Open 2012 e Wimbledon 2013) em 8 finais, além de um ouro olímpico.
Os números de Novak Djokovic são impressionantes e tudo indica que irá quebrar novos recordes. Agora resta saber que alguém conseguirá colocar água no chopp do servo.


Curta nossa Página: Jovens Cronistas! (Clique)

Nenhum comentário