Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor INTER - Vitória sobre o Brasil, e agora tudo é Libertadores

Pessoal, mais um Papo de Torcedor INTER, aqui no Jovens Cronistas, para repercutir o jogo da 11ª rodada do Gauchão 2015, em que os reservas do Internacional enfrentaram o Brasil de Pelotas e saíram com uma importante vitória por 2 a 1 e agora o foco é no jogo de quarta-feira, contra o Emelec pela Libertadores.

O Internacional foi escalado com Alisson; William, Paulão, Alan Costa e Geferson; João Afonso (Anderson), Rodrigo Dourado, Alan Ruschel, Valdívia (Taiberson) e Jorge Henrique; Rafael Moura (Lisandro López). Recheados de jovens da base, nas duas laterais e os dois volantes, além de Valdívia.

O primeiro tempo teve poucas chances de gol, na primeira, aos nove minutos, Valdívia recebeu bola de Alan Ruschel e chutou no canto direito, e goleiro espalmou. Somente aos 33 o Inter voltou a ter nova oportunidade, novamente com Valdívia, que girou sobre a marcação e rolou para Jorge Henrique, que dominou e levantou a bola à meia altura antes de chutar forte, rente a trave.
O Brasil de Pelotas, tentava criar suas chances através de jogadas aéreas, em cabeceios de Nena e Alex Amado, mas sem grande perigo. Aos 41 minutos, Alex Amado foi lançado por Nena, mas acabou sendo marcado impedimento erroneamente. No minuto seguinte, Valdívia foi derrubado na área e foi marcado pênalti. Na cobrança de pênalti, Valdívia cobrou mal, mas a bola resvalou no goleiro que saltou de olhos fechados e a bola entrou e o Inter chegava ao 1 a 0.

No 2º tempo, o Brasil, tentou esboçar uma reação, mas sem grande efetividade e quem teve grande chance foi Lisandro López aos 11 minutos, que recebeu livre dentro da área e chutou no canto esquerdo, mas o goleiro defendeu. Aos 17, Felipe Garcia dividiu com Alisson, que ficou deitado no gramado. O juiz marcou falta no goleiro do Inter. Aos 22, após cruzamento de Anderson, Geferson arriscou uma bicicleta para o Inter. O Brasil quase chegou ao empate após Nena, ganhar disputa de Paulão e servir Cleiton, que na hora de chutar foi derrubado. Na cobrança de falta por Brock, a bola estourou na marcação.
bastos2
Aos 38, Alan Ruschel caiu no chão após levar uma bolada. Enquanto recebia atendimento, os jogadores do Brasil tentaram levantá-lo. Um princípio de empurra-empurra ocorreu e tivemos apenas um cartão amarelo para Leandro Leite do Brasil. Quando o 1 a 0, parecia definido, aos 48, Anderson deu belo lançamento para Taiberson. O garoto, ganhou na velocidade de dois marcadores e rolou na saída do goleiro para anotar o 2 a 0.

Para a quarta-feira Diego Aguirre terá o retorno de Aránguiz. O Inter terá os desfalques de Nilmar e D'Alessandro lesionados. Existem ainda dúvidas, sobre a provável escalação do time, o provável time do Inter que vai a campo deverá ter Alisson, ErnandoJuan e Réver, Léo, Nílton, Nicoláz Freitas, Aránguiz e Fabrício, Alex e Eduardo Sasha, em um 3-6-1, mas que na verdade é um 3-5-2, com Alex fazendo a função se segundo atacante. 
Confesso que acho uma formação bastante cautelosa, mas espero que funcione, com Alex, dando auxílio a Sasha nas ações ofensivas e também temos a opção de entrada de Vitinho no 2º Tempo, para dar mais ofensividade ao time e quem sabe até mesmo Luque, como uma alternativa de velocidade, em meio a partida.

O Inter soma 19 pontos e ocupa a terceira posição, na próxima rodada, visitará o Veranópolis, no domingo. Porém, na quarta-feira, a equipe enfrenta o Emelec, no Equador, neste jogo da Libertadores o importante seria pontuar, eu gostaria muito de uma vitória, mas um empate também não será mal resultado.

Nenhum comentário