Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor CORINTHIANS - Venceu o melhor!


Amigos, Nação Corintiana, mais uma vez com vocês, hoje para comentar mais um duelo pela Libertadores, fora de casa contra o Danubio/URU, que fecha o 1º turno da fase de grupos da competição, um jogo onde mesmo fora de casa, o Corinthians tinha total obrigação de manter o 100% na competição devido a infinita diferença de qualidade, e com dificuldades, o fez na etapa final.

O primeiro tempo foi bastante morno, o Corinthians foi levemente melhor, teve o controle territorial, mas o Danúbio soube se fechar bem e incomodar algumas vezes no ataque com o centroavante Castro, e o time pouco incisivo não conseguia penetrar no bloqueio adversário. Importante observar que na etapa inicial o Danubio se fechou bem mas não bateu, o que foi positivo pro jogo. Porém, Renato Augusto retornando de lesão não mostrava tudo o que pode, ainda sentindo talvez a falta de ritmo, visto que voltou de lesão e já foi escalado como titular, na vaga que era sua, e agora é de Danilo.

Tite claramente não estava satisfeito com a produção ofensiva do time na saída para o intervalo, e conversou com os responsáveis por essa produção na volta ao gramado. A conversa surtiu efeito, o time voltou mais agressivo, mais incisivo, e o adversário se viu obrigado á fazer a única coisa que sabe, bater. O gol era questão de tempo, Elias sofreu pênalti, e sem o batedor oficial que é Fábio Santos, coube á Renato a missão da cobrança, porém o pênalti foi mal batido e desperdiçamos a chance de sair na frente do placar naquele momento.

O prova a força psicológica desse time é a maneira com que ele reagiu ao gol perdido, reagiu de forma extremamente natural, serviu até como incentivo, o time não sentiu a pressão de desperdiçar um pênalti fora de casa e intensificou a pressão, que culminou com o gol de Guerrero. O time manteve a intensidade mesmo após estar na frente do placar, cresceu em qualidade com a entrada de Danilo no jogo, e conseguiu ampliar a vantagem perto do fim com o gol de Felipe, que para nossa alegria vai cada vez mais se consolidando com qualidade no time. A nota ruim fica para o gol sofrido no final, mas era o resultado que previa, Sheik tem razão ao dizer que isso não estava nos planos e que precisávamos ter tido mais atenção, mas controlávamos bem o jogo, e não é esse tipo de acidente que vai macular a vitória, em um jogo que não foi brilhante, mas onde o melhor venceu. Tivemos inclusive um pênalti claríssimo não marcado pela arbitragem, mas valeu essa superioridade, valeu a vitória, e o futebol assim como tudo na vida tem erros e acertos, e como as pessoas não são justas, não vão falar que dessa vez o Corinthians foi alvo de um "erro" crasso.

Quero aqui como sempre fazer duas observações que julgo serem importantes, uma é sobre Renato, evidente que na mente de Tite que é hoje absolutamente inquestionável, o titular é ele, e por isso ele voltou ao time, e não rendeu bem, culminando com uma cobrança ruim do penal. Sabemos evidentemente que Danilo não tem condições de atuar na maioria das partidas, pela maioria dos minutos, mas ele parece bem, é de se pensar priorizá-lo, e preparar fisicamente Renato para o momento final de Danilo, ganharíamos á curto e longo prazo. Outra questão é sobre Guerrero em dois aspectos, uma defesa e um questionamento; Uma vez, em uma vitória do Corinthians onde Fábio fez dois gols de pênalti (não me lembro agora contra quem), me peguei numa discussão com um torcedor, que criticava o atacante pelo fato dele não bater penais, eu não tenho notícia que ele seja cobrador de bola parada, falta e pênalti é pra especialista, faz bem o Guerrero em não inflar o seu ego e se meter onde não deve, onde não é especialista. Porém, como nem tudo são flores, apesar do gol, ainda sinto certa displicência no atleta, e fico ainda mais desconfiado após os rumores de uma nova investida da Internazionale (que não precisa dele, honestamente como comentarista do Italiano, ataque não é o problema na Inter, e sim como e quantas vezes a bola chega nele) no jogador, será mesmo que ele está com a cabeça em outro lugar? Se está, por que discursa o contrário? Por que prolongar esse sofrimento? É difícil de entender e falta clareza nesses esclarecimentos, vamos aguardar, o atleta sempre terá nosso respeito, mas precisa se posicionar de uma forma clara e sincera, pois da forma como se porta e com tais rumores, sempre fica uma dúvida em nossas mentes.

Ainda é cedo para "soltar fogos", mas está chegando a hora de dizermos, "Grupo da Morte? Para quem?".


Curta nossa Página: Jovens Cronistas! (Clique)

Foto: Ag. Corinthians (Daniel Augusto Jr)


Nenhum comentário