Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor INTER - Lambança decisiva

Pessoal, mais um Papo de Torcedor INTER, aqui no Jovens Cronistas, para repercutir a derrota colorada para o Juventude, neste domingo pelo Gauchão, pela 9ª rodada e o resultado só foi 1 a 0, graças a lambança de Muriel e aos erros de arbitragem, mas o jogo foi tão ruim, que acho que se estivessem jogando até hoje não sairíamos do 0 a 0.

O Internacional foi escalado com Muriel, Ernando, Paulão, Juan (Alan Costa) e Geferson, Rodrigo Dourado, Alan Ruschel, Valdívia, Jorge Henrique, Alisson Farias (Rafael Moura) e Lisandro López (Luque). Ernando na lateral era algo que já pedia a muito tempo, só que Alan Ruschel de volante é muita invencionice e o 4-2-3-1, mais uma vez matou de fome o único atacante do esquema, que foi o estreante Lisandro López.

A primeira grande chance foi do Inter aos 10 minutos, em falha de Pereira que errou a saída de bola, Alan Ruschel roubou a bola, invadiu a área e tentou o chute, mas mandou para fora. Aos 19, a resposta do Juventude, com Zulu que cabeceou no canto esquerdo, mandando para fora.


Aos 21 foi marcado erradamente impedimento de Wallacer, que surgia livre para cabecear e marcar o gol, após cruzamento de Hélder. A imagem do replay, mostrou que o meia partiu da mesma linha de Paulão, que dava condições legais ao gol. Paulão aliás ficou parado no lance sem explicação alguma.


Aos 31, tivemos o lance que decidiu a partida. Muriel recebeu de Juan e acabou deixando a bola escapar ao realizar o domínio, Wallacer fez o desarme e foi atingido pelo goleiro, que não viu sua chegada e toscamente cometeu o pênalti. Na cobrança, Zulu cobrou no meio do gol e fez o 1 a 0.


Aos 44, Jorge Henrique fez boa jogada e Pereira conduziu a bola com o braço ao aplicar um carrinho dentro da área, arrastando a bola por vários centímetros, mas a arbitragem ignorou o lance e mandou o jogo seguir, mas os próprios jogadores do Inter, não reclamaram no lance.


No 2º Tempo, aos dois minutos, Valdívia driblou dois marcadores e chutou forte, mas em cima da defesa. Na sequência, aparou o rebote e, na cara do gol, chutou em Pereira. Aos 3 minutos, após cobrança de escanteio, Alan escorou de cabeça e Rafael Moura emendou chute que explodiu no poste esquerdo. Aos 20, Valdívia cobrou falta, pela esquerda, mas errou por o gol. Aos 22min, Itaqui cobrou falta e Muriel espalmou para escanteio.

No final o Inter pressionou em busca do empate, aos 38min, Valdívia cruzou e Ernando cabeceou à esquerda do gol. Aos 41min. Jorge Henrique tentou encobrir o goleiro Aírton e a bola, desviou na defesa e passou sobre o travessão. Aos 43min, Rafael Moura cabeceou por cima e o 1 a 0, foi o resultado que se confirmou.

Acho que se não fosse a lambança de Muriel, o jogo seria 0 a 0, pois o Inter não mostrava qualquer qualidade para vencer a partida e o Juventude no 3-6-1, pouco ameaçava, tinha a posse de bola, mas não tinha contundência ofensiva, até pela presença de apenas Zulu no ataque. Achei o time de Caxias, muito violento e a arbitragem foi complacente, permitindo o excesso de faltas.

Espero que com esta derrota, Diego Aguirre, use times mistos e não completamente reservas, pois descaracteriza muito o time, quem tiver condições tem que jogar. Pelas informações na próxima rodada contra o Aimoré teremos a volta dos titulares, até para prepará-los para a próxima rodada da Libertadores.

Com o resultado o Juventude, alcança a 2ª Colocação com 17 pontos e o Internacional, fica na 8ª Colocação com 13 pontos, na próxima rodada na quinta-feira o Juventude visita o União Frederiquense e antes na quarta o Internacional recebe o Aimoré

Nenhum comentário