Banner 1

JC Agora

NFL - "Confrontos" a serem observados no Super Bowl


A genialidade de Bill Belichick contra a defesa quase imbatível de Dan Quinn

Começando pelos técnicos. Belichick, o maior técnico da história da pós-temporada da NFL enfrentará uma defesa comandada por Dan Quinn, que já tem sondagens de outras franquias para ser head coach. Porém ele terá seu último jogo como coordenador defensivo exatamente um jogo de Super Bowl e terá que ser mais capaz do que já foi nas duas últimas temporadas se quiser terminar levantando o Vince Lombardi Trophy. Bill Belichick tem muitas matchups e trick plays na manga que pode usar em qualquer jogo. Podemos observar o principal matchup da equipe contra o Colts, com Tom Brady de quarterback, a equipe usou o jogo corrido muito bem, e Blount mais uma vez mandou a equipe de Luck para Indianapolis.
Porém, as duas principais armas que o Patriots usou nesta pós-temporada foi em cima do Ravens na qual perdia o jogo por 14 pontos. A primeira é a forma de como enganou a defesa de Baltimore colocando 5 jogadores na linha ofensiva, porém com Hoomanawanui saindo da linha no snap e assim sendo elegível, deixando um dos 5 wide-receiver como ilegível, e assim ele sobraria livre, ou outro qualquer receiver. A segunda trick play foi o passe de Edelman que já tinha sido quarterback no college para Danny Amendola, até ali tinha sido dois touchdowns que empataria o jogo e depois daria a vitória ao time de Tom Brady. Pete Carroll, também tem lá as suas trick plays como o fake punt passe de John Ryan para Gary Gilliam, mas será muito mais interessante ver as matchups e trick plays de Belichick contra a QUASE imbatível defesa do Seattle Seahawks.


Tom Brady contra a Legion of Boom


Que Tom Brady é um dos maiores quarterbacks da história é indiscutível, mas que a Legion of Boom é uma das melhores secundária que já podemos presenciar na história da liga também é inegável, então será um duelo muito interessante de ser isso. Isso se não presenciarmos um jogo corrido predominante por parte dos Patriots.A defesa do Seahawks foi a que menos sofreu pontos, jardas, faltas, e jardas por jogada. Menos jardas aéreas, menos jardas aéreas por jogada e a terceira melhor contra corrida e forçou 23 turnovers. São dados magníficos. Tom Brady tem alvos com mãos muito boas, que raramente dropam como Julian Edelman, Rob Gronkowski e Brandon LaFell. E a ideia principal seria jogadas curtas, por exemplo jogadas com rotas out com Gronkowski no slot saindo e cruzando na frente da linha e puxando a marcação dos linebackers nele, assim o passe poderia sair nele ou nos receivers que estariam em marcação solo. Ou rotas curtas curl com Edelman que é rápido e consegue virar-se para o quarterback rapidamente. Será um confronto muito interessante de se ver, e Brady terá que ter muito cuidado em suas big plays e terá de proteger melhor a bola no quesito turnovers.


Marshawn Lynch e a 2ª defesa que menos cedeu touchdowns corridos


Lynch é um dos running-backs mais explosivos da liga, se não for o mais. É muito difícil de parar ele no primeiro tackle, e por isso se torna a principal arma ofensiva do Seattle Seahawks no Super Bowl. A defesa dos Patriots foi a sexta em menos jardas corridas, e a segunda em menos touchdowns corridos cedidos, apenas atrás dos Chiefs.O Hawks tem a melhor média de jardas corridas por jogada por jogo e totais, além de mais touchdowns (20). O read option pouco usado pela equipe pode ser uma arma no Super Bowl, como no jogo contra os Packers, foram três read options na partida, uma corrida de 15 jardas do Wilson, um touchdown do Marshawn Lynch, e um touchdown do Wilson. Foram três grandes jogadas. Se a defesa dos Patriots caírem no read option, Wilson poderá deitar e rolar nos passes longos para Doug Baldwin, Jermaine Kearse e Luke Wilson, porém o mais correto seria corridas com Lynch, já que o Patriots conta com uma secundária com nomes muito bons, como Revis, Browner, e McCourty. Mas o que Pete, ou como os torcedores do Hawks agora o estão chamando, RE-Pete tem na manga, só descobriremos no Super Bowl, no próximo domingo, dia 1.


Russel Wilson e sua facilidade de sair do pocket


Russel Wilson, um dos melhores quarterbacks revelados nos últimos anos, se não for o melhor. Quase sempre preciso nos passes, assim não foi contra os Packers, mas com uma mobilidade fantástica, consegue fugir dos sacks com muita facilidade, e correr com a bola para grande ganhos, sendo o quarterback com mais jardas corridas na temporada regular. É mais um fator para o coordenador defensivo dos Patriots, Matt Patricia se preocupar. A pressão em Russel Wilson pode ser boa, pois ele pode conseguir abrir espaço para correr com a bola. O pocket quando fecha, alguns quarterbacks que não tem muita mobilidade, como o caso de Peyton Manning, Tom Brady, Drew Brees e Big Ben ficam sem opção e tender a recuar e fica mais difícil para fazer o passe, Wilson consegue recuar e avançar ou fazer o passe em movimento muito bem, como já vimos na temporada anterior e nessa.

Texto - Gustavo Rezende


Nenhum comentário