Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor INTER - Confirmados na Libertadores

Pessoal, mais um Papo de Torcedor INTER, aqui no Jovens Cronistas para repercutir a 37ª Rodada do Brasileirão 2014, onde finalmente o Inter conseguiu alcançar não seu principal objetivo, que era o Título do Brasileirão, mas ao menos alcançamos o retorno a Libertadores da América, após nosso retorno ao Beira-Rio, que foi essencial para nosso time.

O Time foi a campo com Alisson, Gilberto (Wellington Silva), Ernando, Alan Costa e Fabrício, Willians, Aránguiz, Alex (Valdívia), D'Alessandro, Taiberson e Rafael Moura (Gustavo Ferrareis). Aqui como o próprio Abel Braga salientou o Inter não teve a disposição nem Nilmar, nem Jorge Henrique, nem Alan Patrick e ele optou por Taiberson e pareceu estar certo.


O Inter que precisava da vitória, foi para cima, ainda mais que o Palmeiras veio bastante retrancado especulando apenas uma falha colorada. Tivemos as primeiras chances em dois chutes de Alex, sem muito perigo e o Palmeiras quase abriu o placar em chute de Marcelo Oliveira, que me assustou, pois estava atrás daquele gol, assistindo no Beira-Rio.

Aos 23 minutos, o Inter chegava ao 1 a 0, através do garoto Taiberson a jogada do gol começou em um escanteio, depois a bola sobrou com Alex, que lançou D'Alessandro, ele foi marcado por dois e rolou para Taiberson, que chutou a bola desviou em defensor palmeirense e encobriu Fernando Prass.

O Palmeiras empatou aos 38 minutos com Renato, após bobeada de Gilberto, que permitiu o cruzamento e a defesa foi surpreendida pela chegada do volante que cabeou sem chances para Alisson.


No 2º Tempo, o Inter voltou pressionando em busca da vitória, aos 10 minutos Taiberson chutou sobre o gol e 0 2 a 1, veio aos 19 minutos, quando em bom cruzamento de Wellington Silva, Fabrício subiu e cabeceou para o gol, de novo ele, assim como na semana passada contra o Atlético Mineiro, marcava o 2 a 1, naquela trave, logo onde eu me encontrava próximo.


Mas este cronista não merecia outro 2 a 1, pois estive presente no Beira-Rio, nos jogos entre Inter x Fluminense e Inter x Atlético Mineiro. Valdívia aos 20 quase marcou em seu primeiro lance, e seria ele que aos 38 explodiria em alegria o Beira-Rio. Em bela trama pela direita entre Aránguiz, D'Alessandro e Rafael Moura, que inclusive devolveu para Aránguiz de calcanhar, o chileno rolou para Valdívia, que chutou com efeito e marcou um belo gol.

O Palmeiras aos 41 teve Allione expulso, e ao final da partida tivemos uma grande confusão, onde Bruno César e Fabrício também foram expulsos e tivemos uma grande confusão, mas nada que viesse a tirar o brilho da vitória colorada.


Ao final grande festa no Beira-Rio e o Inter conseguiu um de seus objetivos que era retornar a Copa Libertadores em 2015, claro que o principal era a conquista do Título, mas não foi possível de se alcançar. O Beira-Rio foi primordial neste conquista, ontem tivemos o recorde de público da temporada com 41.148. Os dois anos distantes de nossa casa, felizmente acabaram e o Inter voltou a ser protagonista no Brasileirão.

Sobre o Time, todos sabemos que mudamos praticamente toda a defesa do início para o fim da temporada, de Dida, Gilberto, Juan, Paulão e Fabrício, titular absoluto mesmo, só chegou ao fim da temporada o lateral esquerdo. Precisaremos ir ao mercado atrás de zagueiros, nada contra Alan Costa e Ernando, mas para a Libertadores precisaremos de mais experiência, pois vimos que no Brasileirão, não fomos bem contra os times da parte de cima da tabela e o goleiro, que grata surpresa Alisson.

Temos 3 laterais direitos, Gilberto o mais veloz, Wellington Silva que faz bons cruzamentos e Cláudio Winck, que é o melhor mas se machuca muito. Precisamos de laterais confiáveis, mas se olharmos o mercado, sabemos que não existem muitas opções e precisamos de um lateral esquerdo para disputar posição com Fabrício pois Alan Ruschel é pífio.

Nosso meio campo que é saudado por todos, por ter bons jogadores, é justamente o setor que preocupa, não pela qualidade dos jogadores, mas pela falta de um padrão de jogo, pois o time é lento, os laterais não tem grande qualidade, não se apresentam e falta mecânica de jogo. Willians, Aránguiz, D'Alessandro e Alex, são ótimos, mas precisam de pelo menos alguém de velocidade para puxar o time e em 2015, este nome deverá ser Eduardo Sasha. 

Temos outras jovens opções como Valdívia, que sempre que entra no 2º tempo vai bem, Taiberson a grata surpresa do fim da temporada e claro que não podemos esquecer de Alan Patrick e Jorge Henrique e o jovem Bertotto. Sobre o ataque, nossa esperança é que 2015, seja o ano de Nilmar, pois depender de Rafael Moura e Wellington Paulista, é muito sofrimento e como Aylon não ganha chance e Bruno Gomes é ainda jovem, teremos que torcer que Nilmar tenha um grande ano.

Sobre o Treinador, sei que Abel Braga, não trouxe uma mecânica de jogo a nosso meio campo, mas se olharmos o material humano que ele possuía, diria que Abel foi bem, claro que foi errado, não ter dado prioridade a todas as competições, mas ele foi bem, lançou alguns jovens, de bom valor e não sei se valeria a pena a troca de comando no Inter. Eu sou grande fã de Tite, mas será que em caso de ida para a Pré-Libertadores, jogar logo no inicio de fevereiro com um novo técnico, este terá tempo para colocar sua cara no time? Abel já tem respaldo do elenco e depois dos últimos jogos acho que ele merecia continuar no Inter, mas quem vai decidir isso serão as eleições coloradas.

Abraços a todos e até o próximo Papo de Torcedor INTER, para falar da última rodada do Brasileirão 2014.






Nenhum comentário