Banner 1

JC Agora

COPA 2014 - Godín marca, elimina Itália e o fantasma de 50 continua vivo



Nesta terça-feira, ocorreu o jogo mais esperado do grupo D. Itália e Uruguai se enfrentaram no Estádio das Dunas, precisando vencer a todo custo para garantir a classificação nas oitavas de final.

O jogo em si foi sofrido para ambos os lados, mas o Uruguai aproveitou melhor a chance com do zagueiro Godín aos 35 minutos. Nos dez minutos finais, a partida passou a ser tensa, mas o Uruguai garantiu a classificação e irá enfrentar provavelmente a Colômbia no próximo sábado às 17 horas no Maracanã. A Itália, assim, como a Inglaterra, volta para casa e essa copa teve a despedida de Pirlo e Buffon, ambos campeões em 2006.

A partida

Sem De Rossi, a Itália começou o jogo com 3-5-2, usando Pirlo como primeiro volante. Verratti lado direito e Marchisio , mas o esquema não ajudou Balotell que foi mal novamente e a entrada de Immobile que ficou isolado. O Uruguai veio 4-4-2 transformando em  3-5-2, usando Caceres na zaga e Álvaro Gonzalez na na direita, mas Cavani e Suárez ficaram isolados.

O jogo começou com a Itália tentando tomar iniciativas, enquanto o Uruguai jogava na defesa. Aos 6 minutos, Suárez chuta e  Buffon afasta com soco e no rebote na área italiana, Chiellini cai na área reclamando de agressão, mas a Itália tentava ir para o ataque nos dez minutos iniciais e o Uruguai ficava na defesa, usando o contra-ataque como arma, mas somente aos 11 minutos que a Italia chega ao ataque com a cobrança de falta de Pirlo.

Aos 19 minutos foi a vez do Uruguai , Rodríguez faz boa jogada, com raça, abre para Alvaro Pereira, mas o lateral do São Paulo cruza mal. Apagado, Immobile aparece no jogo aos 29 minutos, mas chuta para fora. Aos 32, Lodeiro tabela com Suárez, que finaliza para defesa de Buffon e aos 38, Cáceres observa Buffon fora do gol e arrisca de antes do meio campo! A bola sai pelo lado direito do gol italiano.

No segundo tempo, a Itália trocou Balotelli por e Uruguai trocou Lodeiro por Maxi Perreira, colocando Álvaro Gonzalez de volta ao meio de campo e o Uruguai começou a segunda etapa ofensivamente, enquanto a Itália ficava na defesa, tentando usar o contra ataque, mas a partida começa a pegar fogo, após a expulsão de Marchisio aos 13 minutos após acertar a canela de Arévalo Ríos e somente aos 19 minutos, com Pirlo fazendo ótimo lançamento para Immobile, mas sem opções, devolve a bola ao capitão que chuta sem susto para o goleiro e aos 20 minutos, Suárez recebe de Cavani no meio da zaga italiana e finaliza, na cara do gol, para ótima defesa de Buffon.

Aos 35 minutos, enfim o gol do Uruguai. Godín sobre livre após cobrança de escanteio e cabeceia com a parte de trás da cabeça! Buffon pula e não alcança, para desespero da Itália que partiu para o ataque nos dez minutos finais. Com 41 minutos do jogo, a Itália, com Cassano que faz linda tabela com Thiago Motta, que não consegue dominar dentro da área. Ele iria ficar de frente com Muslera. Aos 49 minutos, De Sciglio cruza, mas Chiellini não alcança! Na seqüência, Suárez arrisca de longe para pegar Buffon de surpresa, mas não consegue. No ultimo minuto final, o desespero da Itália aumenta, quando Buffon vai para área, no cruzamento de Pirlo que cobra mal. 

O Uruguai em um jogo sofrido e com o gol salvador de Godín, se classifica para as oitavas mantendo o fantasma de 50 mais vivo do que nunca, podendo ter um confronto com o Brasil nas quartas de finais, caso vença a Colômbia nas oitavas, enquanto a Itália adia o sonho do penta pela segunda vez consecutiva na primeira fase para o mundial da Rússia em 2018.

Ficha técnica:

ITÁLIA: Buffon; Barzagli, Bonucci e Chiellini; Darmian, Pirlo, Verratti (Thiago Motta 29'/2ºT), Marchisio e De Sciglio; Balotelli (Parolo INT) e Immobile (Cassano 25'/2ºT). Técnico: Cesare Prandelli

URUGUAI: Muslera; Giménez, Godín e Cáceres; González, Arévalo Rios, Cristian Rodriguez (Ramirez 32'/2ºT), Lodeiro (Maxi Pereira INT) e Álvaro Pereira (Stuani 17'/2ºT); Suárez e Cavani. Técnico: Oscar Tabárez

Gol: Diego Godín (U), aos 35 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Balotelli, De Sciglio (I); Arévalo Rios (U)
Expulsão: Marchisio (I)
Arbitragem: Marco Rodriguez, auxiliado por Marvin Torrentera e Marcos Quintero
Público: 39.706 pessoas
Local: Arena das Dunas, Natal


Curta nossa Página: Jovens Cronistas! (Clique)
Imagens: Getty Images


Nenhum comentário