É válido o pedido para que as pessoas fiquem em casa como medida de retardar o colapso dos equipamentos de saúde, sobretudo dos leitos de UTI, sejam administrados pelo Sistema Único de Saúde – SUS ou iniciativa privada. O pedido, claro, necessariamente precisa ser acompanhado de atuação efetiva e real do Estado na garantia das condições para tanto. Há muitos brasileiros que compreendem a necessidade de se resguardar e garantir o seus. No entanto, não estão encontrando como formas de manter a subsistência em meio à pandemia de Covid-19.



Os cronistas Adriano Garcia, Claudio Porto, Pedro Araujo e Ulisses analisam nesta edição do Redação JC a tragédia de cunho sanitário e social a que se submetem muitos brasileiros sem direito à escolha. Não se trata de ficar em casa sem ter as devidas condições. Assim como não necessariamente não ter condições impõe a muitos o retorno a uma ilusória normalidade. O cerne é a conscientização de que cabe ao Estado lançar mão de ações para que todos fiquem resguardados agora. Definitivamente, sem deixar ninguém para trás.






Ajude-nos a alcançar cada vez mais inscritos na TV JC. Inscreva-se no canal, avalie os vídeos e ative o "sininho" para não perder nada.

Contribua com nossa Vakinha: http://vaka.me/469309
Assine, e apoie o projeto a partir de qualquer valor: https://apoia.se/jovenscronistas

Apoie por meio das seguintes contas bancárias:

Bradesco Ag: 99 C.C: 324035 - 5 | Adriano Garcia
Caixa Ag: 1103 Operação: 013 Conta: 20002-0 | Claudio Junior Porto Santos
Itaú Ag: 2777 C.C: 02351-2 | Claudio Junior Porto Santos
Compartilhe:

Editorial JC

Conta administrada pelos três jornalistas integrantes do Conselho Editorial do projeto Jovens Cronistas.

Deixe seu comentário:

0 comments so far,add yours