Julian Assange passou 2487 dias na embaixada do Equador até ser preso pela polícia metropolitana de Londres em abril de 2019. Assange é o fundador do Wikileaks, portal na web com documentos sigilosos sobre crimes cometidos pelos EUA na Guerra do Iraque e do Afeganistão a partir de relatórios produzidos entre os anos de 2004 e 2009, além de relatos de torturas na prisão de Guantánamo.


Quase um ano depois, na segunda-feira 24/2, deu início em Londres o julgamento de ações dos EUA para extraditá-lo ao país norte-americano, onde, em tese, seria julgado em 17 ações de espionagem, o que poderia condená-lo a ao menos 175 anos de cárcere. Neste #JCInternacional Claudio Porto comenta a importância de acompanhar a situação do ativista e jornalista Assange.



Ajude-nos a alcançar cada vez mais inscritos na TV JC. Inscreva-se no canal, avalie os vídeos e ative o "sininho" para não perder nada.

Contribua com nossa Vakinha: http://vaka.me/469309
Assine, e apoie o projeto a partir de qualquer valor: https://apoia.se/jovenscronistas

Apoie por meio das seguintes contas bancárias:

Bradesco Ag: 99 C.C: 324035 - 5 | Adriano Garcia
Caixa Ag: 1103 Operação: 013 Conta: 20002-0 | Claudio Junior Porto Santos
Itaú Ag: 2777 C.C: 02351-2 | Claudio Junior Porto Santos
Compartilhe:

Editorial JC

Conta administrada pelos quatro jornalistas integrantes do Conselho Editorial do projeto Jovens Cronistas.

Deixe seu comentário:

0 comments so far,add yours