As eleições para os 290 assentos do parlamento do Irã aconteceram ao longo desta sexta-feira 21/02. Segundo o aiatolá Ali Khamenei, a participação na eleição é um “dever religioso” e que “a eleição garante os interesses nacionais do país, e quem estiver interessado nos interesses nacionais do país deve participar da eleição". As afirmações foram dadas em um contexto de convocação para boicote ao pleito por parte de movimentos de oposição à Revolução Islâmica de 1979.



Depois de passar pelo “filtro” do Conselho dos Guardiães do Irã, foi permitida a participação de um total de 7.148 candidatos, incluindo dezenas de iranianos de minorias religiosas, em busca dos mais de 57 milhões de votos. Assista ao JC Internacional com Claudio Porto.




Ajude-nos a alcançar cada vez mais inscritos na TV JC. Inscreva-se no canal, avalie os vídeos e ative o "sininho" para não perder nada.

Contribua com nossa Vakinha: http://vaka.me/469309
Assine, e apoie o projeto a partir de qualquer valor: https://apoia.se/jovenscronistas

Apoie por meio das seguintes contas bancárias:

Bradesco Ag: 99 C.C: 324035 - 5 | Adriano Garcia
Caixa Ag: 1103 Operação: 013 Conta: 20002-0 | Claudio Junior Porto Santos
Itaú Ag: 2777 C.C: 02351-2 | Claudio Junior Porto Santos
Compartilhe:

Editorial JC

Conta administrada pelos quatro jornalistas integrantes do Conselho Editorial do projeto Jovens Cronistas.

Deixe seu comentário:

0 comments so far,add yours