O episódio recente protagonizado por Roberto Alvim, ex-secretário especial de Cultura do (des)governo Bolsonaro, em um vídeo claramente inspirado no regime nazista do Terceiro Reich veio em boa hora para o grupo que cerca o presidente da República, sobretudo seu secretário de comunicação Fábio Wajngarten, atolado no escândalo de conflito de interesse entre sua função e a propriedade de uma agência de comunicação e marketing.



Alvim foi exonerado depois de divulgar um vídeo em que apresenta o Prêmio Nacional das Artes, citando trechos de um discurso de Joseph Goebbels, ministro de propaganda do líder da Alemanha nazista, Adolf Hitler. O ato mais que confirma a inclinação autoritária do (des)governo Bolsonaro. O vídeo sinaliza que seus integrantes estão, mesmo, à vontade para adotar medidas com base no que acreditam cegamente, independente se é o fundamentalismo religioso ou a simpatia por um regime que defende a “unidade da raça”. Mas como Alvim alivia a situação de Wajngarten? Simples. Como era de se esperar, e também o mínimo nessa situação, o discurso do ex-secretário de Cultura foi prontamente repreendido por aqueles em sã consciência. Isso ocorreu enquanto o escândalo de corrupção na Secom ficou de lado, sem uma resposta firme do presidente Bolsonaro e a mídia mudando seu foco de cobertura. Os cronistas Adriano Garcia, Claudio Porto e Ulisses Santos conversam sobre esse e outros temas nesta edição do Redação JC.



Ajude-nos a alcançar cada vez mais inscritos na TV JC. Inscreva-se no canal, avalie os vídeos e ative o "sininho" para não perder nada.

Contribua com nossa Vakinha: http://vaka.me/469309
Assine, e apoie o projeto a partir de qualquer valor: https://apoia.se/jovenscronistas

Apoie por meio das seguintes contas bancárias:

Bradesco Ag: 99 C.C: 324035 - 5 | Adriano Garcia
Caixa Ag: 1103 Operação: 013 Conta: 20002-0 | Claudio Junior Porto Santos
Itaú Ag: 2777 C.C: 02351-2 | Claudio Junior Porto Santos
Compartilhe:

Editorial JC

Conta administrada pelos quatro jornalistas integrantes do Conselho Editorial do projeto Jovens Cronistas.

Deixe seu comentário:

0 comments so far,add yours