O ministério da Saúde do (des)governo Bolsonaro divulgou na segunda-feira 28/1 o primeiro caso suspeito de novo coronavírus no Brasil. Segundo a pasta, uma brasileira de Minas Gerais deu entrada em um hospital do estado apresentando sintomas semelhantes ao vírus e o seu caso está sob investigação, cujo resultado pode ser divulgado na próxima sexta 31/1. Ainda de acordo com o ministro Luiz Henrique Mandetta, 7.020 “rumores” foram verificados, dos quais 127 estão sendo analisados. À noite, já depois das 18h, o ministério atualizou para três casos suspeitos.



Ao ser informado de que um casal de brasileiros com uma criança de 10 anos está sob o cuidado de autoridades médicas das Filipinas também por terem contraído o novo coronavírus, o presidente Bolsonaro afirmou que “não vamos colocar em risco nós aqui por uma família apenas”.
A falta de sensibilidade do presidente e a capacidade (ou falta dela) do (des)governo para lidar com a infecção são os destaques desta edição do JC Express sob a apresentação de Adriano Garcia, Claudio Porto e Pedro Araujo. 

Neste programa, informações atualizadas sobre o rebuliço interno no ministério da Educação; o incerto trâmite nas investigações contra o senador Flávio Bolsonaro (Sem partido); e a situação no INSS.



Ajude-nos a alcançar cada vez mais inscritos na TV JC. Inscreva-se no canal, avalie os vídeos e ative o "sininho" para não perder nada.

Contribua com nossa Vakinha: http://vaka.me/469309
Assine, e apoie o projeto a partir de qualquer valor: https://apoia.se/jovenscronistas

Apoie por meio das seguintes contas bancárias:

Bradesco Ag: 99 C.C: 324035 - 5 | Adriano Garcia
Caixa Ag: 1103 Operação: 013 Conta: 20002-0 | Claudio Junior Porto Santos
Itaú Ag: 2777 C.C: 02351-2 | Claudio Junior Porto Santos
Compartilhe:

Editorial JC

Conta administrada pelos quatro jornalistas integrantes do Conselho Editorial do projeto Jovens Cronistas.

Deixe seu comentário:

0 comments so far,add yours