Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor PALMEIRAS - Desprezível

Foto: Bruno Ulivieri/AGIF. Site: cbf.com.br
Caros palestrinos, torcedores do maior campeão nacional, mesmo após o ocorrido neste final de semana, seguimos com esse status. Mas, não é algo de se comemorar, mas sim momento de refletir e pensar no planejamento para 2020 (se é que teremos um). Contudo, antes de qualquer coisa, é preciso falar da partida ante o Grêmio, realizada no Allianz Parque, que culminou em derrota e fim de qualquer chance matemática ao verdão na disputa pelo 11º título brasileiro. Vamos ao jogo.

Palmeiras foi a campo com Weverton, Marcos Rocha, Vitor Hugo, Gomez, Diogo Barbosa, Thiago Santos, Bruno Henrique, Lucas Lima, Zé Rafael, Dudu e Borja. O jogo começa com aquela pressão inútil alviverde. Cruzamento na área e Borja manda a bola quase no telão do estádio. Minutos depois, Bruno Henrique foi melhor que o colombiano; chutou por cima, mas longe de ter alguma qualidade. Depois, o Palmeiras fez uma série de jogadas com Marcos Rocha, Diogo Barbosa tentando bolas cruzadas rasteiras que não deram em absolutamente nada. Caso analisem com mais frieza, salvo algum esquecimento meu, o Palmeiras conseguiu a façanha de passar o primeiro tempo inteiro, em um jogo em casa, de um time que dizia estar brigando pelo título, SEM CHUTAR UMA BOLA AO GOL! 

Aí veio a segunda etapa. Aquela ilusão, esperança. etc. Bruno Henrique conseguiu cabecear a bola para fácil defesa de Paulo Victor (primeira conclusão a gol - foi no segundo tempo). Então, o Grêmio começou a se soltar e Weverton apareceu para encaixar conclusão de Maicon. Porém, o Cebolinha sofreu pênalti de Gomez. Converteu e aumentou o desespero da torcida alviverde - da torcida, porque o desespero do time parece que é em qual ilha paradisíaca irão passar as férias. Palmeiras chegou ao empate após Dudu sofrer pênalti. Bruno Henrique converteu para deixar tudo igual. Mas no final, Pepe deixou o Grêmio na vitória do placar por 2x1 o que realmente acabou com quaisquer chances alviverdes de conseguir o título brasileiro. E ainda por cima, jogou o verdão para terceiro lugar, visto que o Santos derrotou o Cruzeiro.

Simplesmente patético. Um time que investe em Lucas Lima, Marcos Rocha, Diogo Barbosa, etc., não ter jogadas ofensivas. Sempre a mesma história de cruzamentos, seja pelo alto, seja por baixo, o que limita demais um time que pode sim render mais. Não é vista UMA jogada de aproximação na entrada da área. Conclusões de fora? Mais fácil achar um cruzamento certo da equipe! Um time que se entrega depois de sofrer algum revés. O pior é analisar friamente e observar como realmente merecemos ter perdidos os pontos bestas que perdemos! Um elenco caro, mas tem repertório de jogadas bem limitado, assim como qualquer time da parte de baixo da tabela. Tem algo que realmente precisa ser feito. A dica vai na tabela a seguir:

Retirado do twitter: @ChumanGuilherme - Dados: Transfer Market

Retirando Felipe Melo, Zé Rafael, Willian e alguns outros, esse é o valor, em números do prejuízo do Palmeiras. Aí a gente assiste a base jogar um bom futebol. Assiste seleção ser campeã sub-17 com atletas nossos jogando. Mas NENHUM é aproveitado. Antes de xingarem jogador por jogador presente na tabela citada acima, sugiro que leiam o texto deste link. Reparem bem em algumas coincidências: Palmeiras vai fechar o ano em déficit. Algo que não acontecia desde 2013. Será que realmente tem que cobrar apenas jogador? Reflitam mesmo! O mal futebol da equipe é reflexo SIM de uma gestão HORROROSA.

Como cronista e torcedor, de coração realmente falo. Não importa passar um 2020 sem ganhar título. Desde que ao menos nossos jogadores, nossas CRIAS, comecem a ser aproveitadas. Comecem a ganhar experiência, maturidade. Já gostei do Matheus Fernandes este ano, está na hora de aproveitar mais e gastar menos dinheiro com jogador de patrocinadora. Enfim, que venha o Fluminense.

Nenhum comentário