Banner 1

JC Agora

Liga Portugal - 3ª jornada e expectativas para a temporada


Amigos e adeptos! Iniciamos mais uma cobertura de temporada do futebol Português, a partir do Brasil, com a abordagem do que enxergamos diretamente do outro lado do continente, do futebol Português, como a cada época cada vez mais cresce o alcance desta cobertura.

Uma época que se inicia nas equipes grandes com mais saídas do que chegadas, com um Benfica já na pré-época conseguindo bons resultados, assim como o Braga e com Porto e Sporting ainda deixando dúvidas na cabeça de seus adeptos, sobretudo com os últimos resultados, em especial a derrota na Supertaça em relação aos Leões e a eliminação no playoff da Champions League em relação aos Dragões

Outro aspecto a ser observado são importantes perdas nas equipes, perdas de seus grandes marcadores de gols, como a aposentadoria de Jonas no Benfica, Benfica este que também perdeu a grande estrela em ascensão no futebol europeu que é João Félix. Bem como as perdas de Dost e Dyego Sousa em Sporting e Braga respectivamente, Braga este que perdeu também o seu comandante muito promissor, Abel Ferreira que foi para o PAOK. No Porto no entanto, a iminente saída de Aboubakar já não se faz sentir tanto, pelos problemas físicos que o atleta viveu na temporada passada, ainda que este que vos escreve perceba que se trata de um goleador de muita qualidade.

Mas, com tudo a apenas começar e as principais equipes buscando o equilíbrio, já vimos na jornada passada a importante vitória do agora líder Sporting ante o Braga e nesta, a vitória do Porto ante o Benfica, mostrando que nada se ganha de começo e teremos muitas emoções nesta época. Vamos aos principais jogos desta abertura de nosso acompanhamento do campeonato a partir desta terceira jornada, com também uma palavra sobre como chegam para a época as equipes.


Benfica 0 x 2 Porto

Um Porto "mordido" como dizemos aqui no Brasil e um Benfica digamos, desatento, foi isso que vimos no estádio da Luz, e que deixou os adeptos encarnados pasmos, numa derrota que liga para a equipe da casa o alerta e para os visitantes mostra que há um caminho, após um difícil início.

Desde o começo do jogo o Porto se mostrou disposto a aproveitar cada oportunidade ofensiva que surgia, com isso, obrigou o guarda-redes Vlachodimos a fazer importantes defesas. Porém, aos 21, na sequência de um lance de falha grave no ataque que gerou o contragolpe e uma dessas defesas do grego, Zé Luís que havia finalizado e ganhado o tiro de canto, aproveitou da infelicidade da defesa da casa no corte e empurrou para o gol livre abrindo o placar. Nos momentos finais da primeira parte, a equipe da casa ensaiou uma pressão maior com bolas levantadas na área, porém não conseguiu concluir em reais possibilidades de gol.

Na parte final, um início onde o Benfica seguia defensivamente confuso, gerando chances de gol para os Dragões. Com o passar dos minutos, o que se viu foi a equipe de Bruno Lage a atacar de forma desordenada, desguarnecendo assim a defesa, Marega desperdiçou uma grande chance, mas não se pode permitir tantas oportunidades a um rival sedento pela vitória em um clássico como este, em algum momento o gol a findar o confronto sairia.

E saiu, aos 40 minutos, lançamento por trás de dos defensores benfiquistas do revelado pelo Inter Otávio, para a arrancada de Marega que desta vez sim, não errou. Nos minutos finais a pressão benfiquista se intensificou, obrigando o argentino Marchesin, o novo nome do gol do Porto a aparecer bem, nos acréscimos enfim, um gol anulado por 62cm de impedimento de Seferovic, definitivamente não era o dia do Benfica e era um dia a ser muito comemorado pela equipe do Porto.


É evidente que o Benfica segue muito forte, a demonstração de coesão, de qualidade, de superioridade que a equipe apresentou no dérbi da Supertaça, onde venceu um Sporting com força máxima por 5 x 0, é algo que beira o assustador, mas este jogo vem para colocar os pés da equipe no chão. O sentimento é de que o time entrou desatento neste jogo e qualquer momento que se entre desatento em um duelo destes é fatal. Outro fator que chama a atenção foi o setor defensivo beirando a total inocência neste duelo, o guarda-redes grego deve estar a ter pesadelos até agora de tantas vezes que se viu vendido com os adversários a sua frente, livres, isto é inacreditável para uma equipe do quilate do Benfica. É evidente que há também mérito do Porto nisto, mas cabe lembrar que esta "inocência" defensiva já se viu na época passada na Champions League, gerando aquela campanha sofrível, claro, depois disso o time foi campeão com todos os méritos, mas, para ser competitivo em todas as competições que se disputa, é necessário ter um time equilibrado.


Já o Porto precisava de um resultado como este, para voltar a dar confiança ao time, para deixar de lado alguma desconfiança que possa pairar sobre Conceição, após as derrotas nas Taças na época passada, bem como a eliminação na Champions de forma inacreditável ante o Krasnodar. A equipe vive um momento de reconstrução, depois de mudanças grandes no elenco, saídas de importantes nomes como Brahimi e Herrera, além do defensor Felipe e sofrendo ainda o risco de perder Marega. Mas mostra que está no caminho certo, tem um grande comandante e vai sim, ser competitiva como sempre, em mais esta época.

Portimomense 1 x 3 Sporting

E junto ao surpreendente Famalicão, o Sporting é a equipe a ainda não sofrer derrotas na Liga. Em Portimão, uma atuação muito consistente contra a equipe da casa.

Logo aos dois minutos um belo gol para mostrar quem mandaria no jogo. Raphinha, ainda assediado por equipes europeias, trouxe pra dentro e fez um lindo gol da entrada da área. Dois minutos depois, uma jogada muito bem trabalhada que culminou com o gol de Luiz Phellype. Três minutos depois porém, penalidade estranha de Mathieu em Iury e na cobrança Rômulo quase parou em Renan Ribeiro, mas a bola entrou no canto alto.

O gol aninou a equipe da casa que passou a criar algumas possibilidades no ataque, porém sem êxito. Na etapa final o gol da definição com tranquilidade na jogada, 19 minutos, terceira assistência do maestro Bruno Fernandes no jogo, encontrando novamente Raphinha atrás dos defensores para marcar. Depois disso o Portimonense tentou se lançar ao ataque e até conseguiu criar, mas com os espaços que cedeu, poderia ter sofrido mais gols no final da partida. 


Para os adeptos dos Leões, o desempenho na pré-época a culminar com aquela derrota na Supertaça foram assustadores. Mas a sequência de Keizer com tranquilidade do trabalho, a permanência de Bruno Fernandes e este momento onde o time ainda não sofreu revés no campeonato, mostram que o Sporting está a entrar em um momento um tanto distinto do passado recente de tantas confusões. Uma equipe administrada de forma mais madura, que busca se reforçar o quanto pode e manter o máximo de talentos  possíveis, dá mostra de que segue e pode ser cada vez mais competitiva, conquistou em cenário improvável as Taças da última época, agora pode evoluir ainda mais.


Demais Resultados

Vitória de Setúbal 0 x 0 Moreirense
Rio Ave 5 x 1 Desportivo das Aves
Boavista 1 x 1 Paços de Ferreira
Santa Clara 0 x 0 Belenenses
Marítimo 2 x 3 Tondela
Gil Vicente 1 x 1 Braga
Vitória de Guimarães 1 x 1 Famalicão


Classificação


Se inscreva em nosso canal no Youtube: TV Jovens Cronistas e confira nossos conteúdos esportivos, dê sua opinião que é fundamental, seu like e divulgue para os amigos! 


Curta nossa página no Facebook: Jovens Cronistas!, siga-nos no Insta: @jcronistas 




Imagens: Zerozero.pt, Kapta+ e FC Tables (Tabela) 


Nenhum comentário