Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor CORINTHIANS - Regredindo ao jogo reativo e salvos por "São" Walter

Foto: Ag. Estado

Amigos e Nação Corinthiana! Estamos juntos mais uma vez para comentar a atuação do Corinthians fora de casa no empate em 0 x 0 ante o Cruzeiro, onde mais uma vez a equipe voltou a regredir no patamar de jogo, esperando demais o adversário e com isso, Walter acabou sendo o grande destaque da partida, impedindo a derrota, mas ainda que considerando a qualidade do adversário que jogava em casa e nossos desfalques, a atuação foi um tanto frustrante.


O primeiro tempo foi ruim, o Corinthians claramente segurou o jogo, com uma maior posse, porém uma posse estéril, no campo de defesa, sem agredir o adversário. Como temos insistentemente colocado aqui, não dá pra jogar com Sornoza e Jadson juntos, porque Jadson já não tem condição física de cair pelo lado e com isso Urso é sacrificado caindo pela direita e também o equatoriano que tem de ficar de segundo volante nessa condição, inibindo sua chegada ao ataque. 

O time perdeu cedo o lateral Michel, substituto de Fagner que sentiu lesão muscular. Com isso finalmente estreou Bruno Mendez, que claro, não apoiou mas teve uma atuação defensiva excelente e mostrou que está pronto pra entrar na briga por vaga no miolo da zaga.

O cenário portanto do primeiro tempo apresentou um Corinthians com mais posse de bola, mas que praticamente não criou e quem chegou, ainda que pouco, foi o Cruzeiro já exigindo defesas de Walter.


Na etapa final o jogo foi mais intenso por iniciativa do Cruzeiro, o Corinthians foi empurrado para trás de vez e com isso já desde o começo Walter teve de fazer grandes intervenções para salvar o time. Carille promoveu perto do fim a estreia de Everaldo, com Clayson que voltou a estar apagado indo pra direita e com isso o time chegou até uma ou outra vez, tendo mais opções ofensivas e desafogando a defesa. Mas a outra mexida de Carille foi com Richard (sim, é inacreditável mas é isso), o ex-Nense amigos na vaga de Urso, aí fica difícil defender. 


Claro meus amigos que eu não sou tolo, não tomo sorvete pela testa e não iria aqui pregar que o time tinha que repetir hoje a atuação que teve ante o Mengo, eu realmente seria um tolo se pedisse isso. Porém a atuação de hoje voltou a ser muito negativa. Há sim a questão do time estar penso pra um lado só, e neste lado Clayson está mal. Sim, estão faltando opções para atacar mais e melhor, mas também falta uma atitude de busca pelo resultado, como mostrou a mexida com a entrada de Richard.

Reitero, adoro o trabalho do Carille, adoro a pessoa do Carille, entendo que SÓ ELE no mercado hoje pode tirar o melhor deste time. Mas, tenho que ser justo, o time pode muito mais e hoje, o freio de mão que impede o time de render é justamente essa atitude e nesse sentido, o treinador tem papel determinante. Isso precisa mudar ontem, porque em algumas oportunidades na temporada, a última delas ante o Mengo, o time mostrou que tem capacidade, se não tivesse, a conversa seria outra, como tem, cabe ao técnico, fazer com que o time jogue 100% do que pode. 




Se inscreva em nosso canal no Youtube: TV Jovens Cronistas, dê sua opinião que é fundamental, seu like e divulgue para os amigos! Acompanhe neste sábado às 13h o "JC Esportes" comentando os jogos das seleções olimpica e masculina, a rodada final antes da parada no Brasileirão e o título dos Raptors na NBA.


Curta nossa página no Facebook: Jovens Cronistas!, siga-nos no Insta: @jcronistas 



Nenhum comentário