Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor SÃO PAULO - Ser campeão: Missão possível

Eduardo Carmim/Photo Premium/Gazeta Press

Salve torcedores tricolores!
Hoje, no Morumbi, foi realizada a primeira partida da final do Campeonato Paulista de 2019. Frente a frente, São Paulo e Corinthians entraram em campo para começar a definir o título deste ano. A partida decisiva, será realizada no próximo fim de semana, na Arena Corinthians, onde o campeão será conhecido.

De um lado, o São Paulo busca um novo título paulista após 14 anos, já o Corinthians, busca o tricampeonato. O primeiro duelo da decisão, marca a volta de Cuca ao Morumbi, como treinador tricolor. Para o reencontro com a torcida, o técnico são-paulino escalou a equipe com uma mudança em realização a última partida, Carneiro no lugar de Liziero, machucado: Volpi; Hudson, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Luan, Everton (Nenê), Igor Gomes (Helinho); Everton Felipe, Antony e Carneiro (Hernanes).

Marcos Ribolli/Globoesporte

Com a bola rolando, o São Paulo se mostrou logo de cara disposto a ser ofensivo, porém, o Corinthians chegou com mais perigo logo no primeiro minuto, com Clayson, que em sua jogada característica, cortou para o meio e chutou no meio do gol. Aos 3', Reinaldo levantou na área pela esquerda e Everton desviou de cabeça, sem tanto perigo.

Aos 15', Jadson levantou bola perigosa na área, Volpi cortou e Ramiro pegou firme mas para longe. Aos 16', Everton arriscou de fora da área e levou perigo a Cássio, que espalmou para escanteio. Após isso, o jogo deu uma esfriada. Só aos 32',  uma nova oportunidade de gol. Reinaldo cobrou falta na área e encontrou Arboleda livre. O zagueiro equatoriano, no entanto, cabeceou mal e perdeu grande chance.

Aos 39', Everton Felipe finalizou de fora da área, a bola desviou na zaga corintiana e foi para fora. Clayson, do lado corintiano, era o jogador mais perigoso, levando a melhor em quase todos os lances de mano a mano. Aos 45', Igor Gomes recebeu na intermediária e chutou fraco, para fácil defesa de Cássio. Aos 47', Arboleda aproveitou cobrança de escanteio e quase marcou. Cássio defendeu e a bola bateu na trave. Melhor chance do jogo até então.

Luis Moura/WWP

Primeiro tempo equilibrado. Maior posse para o São Paulo, mas chances de gol parecidas para ambos os lados. O Corinthians buscava defender bem para assim atacar com segurança. Individualmente, Clayson era um dos melhores em campo e mostrava um possível caminho para o Corinthians. O São Paulo tentava pressionar com o apoio de sua torcida, mas pecava na criação e não tinha seus principais destaques aparecendo como de costume. A melhor chance veio no finzinho, quando Arboleda (um dos melhores em campo por marcar muito bem Gustavo), quase marcou. O camisa 5 subiu alto com sempre e só não abriu o placar por que Cássio fez grande intervenção.

Para o segundo tempo, Hernanes entrou no lugar de Carneiro. Com a alteração, o time perdia uma referência na área (que não estava bem, é verdade), e ganhava mobilidade, com bastante troca de funções dos jogadores do meio. Aos 7', foi o camisa 15 que finalizou pela primeira vez no segundo tempo, por cima do gol.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Aos 12', Hernanes chutou de fora da área e levou muito perigo para Cássio, que espalmou para escanteio. O meia são-paulino era o principal candidato a protagonista do segundo tempo. Aos18', Ramiro contou com falha de Reinaldo e achou Gustavo na área, o camisa 19 cabeceou, sem muita firmeza. Aos  19', Carlos Augusto escapou pela esquerda e arriscou de fora da área com certo perigo. Crescia no jogo o Corinthians.

Aos 27', Antony cruzou da direita, a bola passou por dois e Nenê não conseguiu pegar em cheio, em boa oportunidade tricolor. Aos 28', em novo cruzamento do camisa 39, Everton Felipe cabeceou, sem muito perigo. Assim, o São Paulo melhorava na última parte do jogo, tentando retomar o controle e buscar uma vantagem no confronto, diante de sua torcida.

Aos 36', Henrique teve a melhor chance do Corinthians no jogo. O zagueiro, livre, errou o cabeceio e desperdiçou grandíssima chance. No lance seguinte, Hernanes chutou mais uma de fora da área e levou muito perigo a Cássio. Aos 39', Luan recebeu de Hernanes e, de fora da área, quase marcou, contando com desvio Clayson. Nos últimos minutos, o jogo caiu em técnica, também pela questão física.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Na segunda etapa, o São Paulo pressionou e foi melhor que seu adversário. Hernanes criou as melhores oportunidades de gol, com chutes de longa distância (caminho que deve ser importante na próxima e decisiva partida). Bem postado, o Corinthians pouco sofreu com jogadas individuais dos pontas tricolores. O time alvinegro se limitou a explorar contra-ataques, mas não criou quase nada. No entanto, com a partida decisiva sendo disputada na Arena Itaquera, o Timão tem o favoritismo. Vale lembrar que o SPFC nunca venceu lá. A vitória e o título, seria mais uma superação do jovem time tricolor. Sonho ou devaneio? Vai duvidar e queimar a língua (de novo) ou apostar nos garotos que já surpreenderam uma vez?




Se inscreva em nosso canal no Youtube: TV Jovens Cronistas, dê sua opinião que é fundamental, seu like e divulgue para os amigos! Acompanhe nesta segunda às 17:30, o "JC Esportes" com os destaques das decisões pelo Brasil. 

Curta nossa página no Facebook: Jovens Cronistas!, siga-nos no Insta: @jcronistas 

Nenhum comentário