Banner 1

JC Agora

Liga Portugal - Análise da 16ª Jornada


Amigos e adeptos, estamos finalmente de volta, neste início de 2019 retomamos a partir do Brasil, a cobertura da Liga Portugal e de suas quatro principais equipes na luta pelo título. Nesta jornada o Porto ampliou sua vantagem na liderança, graças a derrota fora de casa do Sporting ante o Tondela. O Benfica voltou a vencer após a saída de Rui Vitória e o Braga sofreu bastante ante o Boavista, mas conseguiu assegurar a vitória pela contagem mínima, reassumindo assim a segunda posição na tabela. Vamos a estes jogos.


Benfica 4 x 2 Rio Ave 

Sem o grande nome da equipe, o Brasileiro Jonas, expulso no duelo ante o Portimonense que culminou com o fim da passagem de Rui Vitória pelos encarnados. Coube a Seferovic ser o grande nome da vitória de seu time ante o Rio Ave. 

A primeira grande oportunidade passou por seus pés, com um passe fantástico encobrindo os defensores adversários e colocando Cervi em condição de fazer o gol, mas o guarda redes Brasileiro Léo Jardim saiu bem e impediu o arremate. O Benfica sofreu um grande susto ao sair com dois gols de desvantagem no placar. Aos 16, a jogada começou pela esquerda e foi lançada ao canto direito da área, onde Galeno cruzou para Gabrielzinho abrir o marcador para a equipe visitante. O segundo gol saiu três minutos depois em mais uma jogada pela esquerda, Matheus Reis revelado pelo São Paulo (agora é sempre escalado na lateral e não mais há a dúvida se ele poderia jogar melhor como defensor central) avançou e cruzou na medida para o centroavante Bruno Moreira ampliar. 

Era o momento de reagir, aos 26 Grimaldo avançou pela esquerda e cruzou, João Félix fez o corta luz e Seferovic ajeitou e finalizou para diminuir. Quatro minutos depois, em mais um avanço rápido, desta vez pela direita, Seferovic avançou e tocou para trás onde na pequena área, João Félix se livrou da marcação e finalizou para igualar o marcador. 

Na parte final, logo no início Grimaldo fez uma grande jogada, se livrou dos defensores adversários, tirou de Léo, mas parou na trave, um pecado. Aos 18, na sua primeira jogada, Zivkovic cruzou da esquerda para encontrar João Félix, que finalizou para virar o placar do jogo. O placar foi definido aos 24 minutos, Pizzi avançou em velocidade pelo meio e rolou para Seferovic marcar o quarto gol. Vitória nos contragolpes, o Rio Ave não fugiu a sua vocação ofensiva, deixou espaços e pagou o preço.  

Rapidamente, João Félix tem apenas 19 anos, mais uma joia aparecendo no futebol português e seu irmão de apenas 14 anos Hugo, também já se destaca nos juniores da equipe. Sobre a saída de Rui Vitória, desde a campanha na Champions onde caiu para a Europa League, na verdade desde a perda do título na temporada passada o clima só piorou para ele. Mas há que dizer que foi um vencedor com o clube. Bruno Lage é o comandante interino e fala-se muito na vinda de José Mourinho, em uma espécie de volta as origens para recuperar o prestígio. É um passo arriscado, capacidades de José Mourinho a parte, mas se registre, se isto acontecer, será apenas na próxima época. Por fim, o Benfica está contratando Caio Lucas, destaque do Al Ain no Mundial FIFA e no campeonato dos Emirados Árabes, parece ser um bom jogador, mas ainda mais com a ascensão do garoto João Félix. Vamos aguardar. 


Braga 1 x 0 Boavista

Já o Braga encontrou sérias dificuldades, mas em uma finalização melhor, conseguiu bater o valente Boavista para retomar a segunda posição na tabela. 

As primeiras grandes possibilidades do jogo foram da equipe visitante, mas as decisões na hora de finalizar foram ruins, ao menos três grandes possibilidades desperdiçadas. Com isso, o Braga saiu na frente aos 24 minutos, cobrança de arremesso para a área, os defensores do Boavista se atrapalharam e a bola sobrou para a finalização perfeita deste da foto, Ricardo Horta. Aos 36 o Boavista quase empata, mas parou em grande defesa de Tiago Sá. 

Na parte final o que se viu foi um show de grandes intervenções do guarda redes Brasileiro ex-Botafogo, Helton Leite, que vem fazendo grandes partidas pelo Boavista. Ainda assim, o volume de jogo de sua equipe foi muito bom e para a equipe de transmissão portuguesa, sua equipe talvez merecesse mais sorte. No final, uma expulsão justa em um lance estúpido de Gonçalo Cardoso, deu fim as esperanças dos visitantes de conseguir a igualdade. Devo dizer que de fato o volume de jogo do Boavista foi muito bom, o que foi refletido na posse de bola, porém, se não fosse Helton, o placar teria sido mais tranquilo para os donos da casa, que vem temporada a temporada fazendo campanhas melhores e merecidamente retomam o segundo posto na classificação.

Há rumores de saídas na equipe, tanto de Tiago Sá, quanto uma notícia de que o artilheiro Dyego Sousa poderia ser contratado pelo Benfica. O ideal para manter-se nesta luta é não perder ninguém, ainda mais para um rival direto. Isto, o veto a chance de perder o principal atleta para um rival é que vai determinar o tamanho da ousadia e do desejo do Braga de se firmar como o quarto clube grande de Portugal. 


Tondela 2 x 1 Sporting

Fora de casa, sem Dost, o Sporting não aproveitou chances de gol e reclamou muito com a arbitragem, na derrota ante um valente Tondela. 

A equipe da casa surpreendeu e saiu na frente aos quatro minutos, cruzamento da esquerda de Antônio Xavier e o chileno Delgado apareceu livre atrás dos defensores para cabecear com tranquilidade. A defesa dos leões estava perdida no jogo, em outra bola aérea aos 34, mais uma vez o atacante cabeceou sozinho, a sorte é que lá estava Renan Ribeiro para fazer grande defesa. Também no começo da parte final apareceu o ex-goleiro do São Paulo, ao defender a cobrança de falta novamente de Xavier. Aos quatro minutos o Tondela ficou com um homem a menos, numa dividida forte de João Jaquité, onde a arbitragem entendeu que seria para segundo cartão amarelo. Não vi maldade, houve no lance talvez um excesso no critério do árbitro, a primeira jogada de cartão sim, foi bastante dura. Aos sete, Raphinha, que a época passada atuou no Vitória de Guimarães finalizou e exigiu grande defesa de Cláudio Ramos. O duelo se repetiu aos vinte minutos e o desfecho foi o mesmo. Aos 28 numa falha terrível na saída de jogo, o Tondela ampliou, David Bruno recuperou e lançou Tomané que finalizou muito bonito, no ângulo de Renan para ampliar. 

Aos 30 o Sporting diminuiu, bola levantada, confusão na área, Fredy Montero finalizou e Mathieu conferiu em cima da linha. O lance foi revisado com VAR e o gol confirmado. Depois disso o Sporting perdeu grandes possibilidades de empatar e Beto culpou a arbitragem. Keizer fez bem e admitiu que a atuação de sua equipe não foi boa, méritos ao adversário e deméritos as chances perdidas pelo Sporting. 


Porto 3 x 1 Nacional

Fechando a jornada, o Porto diante de seus adeptos ampliou a margem de vantagem na ponta da Liga.

Os dragões já começaram indo pra cima e tiveram uma grande oportunidade aos seis minutos com Marega, que foi parado pelo guarda-redes Brasileiro Daniel. Do outro lado, Casillas também foi obrigado a trabalhar aos 19, na finalização da entrada da grande área de João Camacho. Aos 31 minutos o primeiro gol, em uma grande jogada pela direita, Marega sofreu falta mas foi bem observada a vantagem e Maxi Pereira carregou até dar o passe para Brahimi que livre na frente de Daniel finalizou para o gol, o Brasileiro sentiu no lance e foi substituído pelo compatriota Lucas França revelado pelo Cruzeiro, que logo ao entrar tomou gol, novamente em lance pela direita. Linda jogada de Corona pra cima da marcação e cruzamento perfeito a encontrar a cabeça de Tiquinho Soares para ampliar a vantagem. Porém o time visitante diminuiu logo em seguida ao 39, jogada pelo lado direito da defesa portista, a bola chegou a Palocevic que tentou finalizar e a bola chegou dentro da área para o hondurenho Rochez girar livre e vencer Casillas. O Porto teve ainda duas chances para ampliar antes do intervalo, uma com Soares que finalizou próximo a baliza da entrada da grande área e nos acréscimos Tiquinho marcou o gol, mas estava em posição irregular.

Na parte final aos 11 minutos o derradeiro gol do jogo, erro na saída de bola do Nacional, contragolpe rápido e Corona serviu novamente a Brahimi, que de frente ao guarda-redes não decepcionou e marcou seu segundo na partida. Depois disso a partida teve chances de parte a parte, mas os comandados por Sérgio Conceição não tiveram sua vitória ameaçada em momento algum.

Rapidamente, o Porto anunciou Pepe, que deve assumir uma condição de titular na equipe assim que condicionado, com isso teremos uma boa briga na posição de defesa central, principalmente entre Militão e Felipe, para vermos quem irá atuar ao lado do luso-brasileiro. Outra possibilidade é que o ex-são paulino jogue na lateral direita e aí se consolide a dupla Felipe e Pepe, com Mbemba como suplente imediato.


Demais Resultados

Marítimo 2 x 1 Portimonense
Vitória de Setúbal 0 x 0 Desportivo Chaves
Feirense 2 x 2 Santa Clara
Belenenses 1 x 0 Vitória de Guimarães
Moreirense 1 x 0 Desportivo das Aves



Classificação


Curta nossa página no Facebook: Jovens Cronistas!, siga-nos no Insta: @jcronistas e se inscreva em nosso canal no Youtube: TV Jovens Cronistas e confira a estreia do JC Esportes com tudo sobre o futebol Brasileiro e mundial, destacando também o futebol Português, clique AQUI




Imagens: EFE, Kapta+/Zerozero.pt, AFP e FCTables (Tabela). 


Nenhum comentário