Entre os dias 22 e 23 de Janeiro, aconteceram os dois jogos das semifinais da Copa São Paulo de Futebol Júnior 2018. Inicialmente, as partidas seriam realizadas na segunda-feira (22), mas o adiamento de parte do jogo entre Internacional x São Paulo, fez com que esta terça (23) fosse utilizado para a continuidade da partida. Assim foram os duelos valendo vagas na final: 


Flamengo 3 x 2 Portuguesa

  Em semifinal jogada no Estádio do Canindé, Flamengo e Portuguesa (curiosamente como visitante), duelaram por uma vaga na final. E o jogo foi movimentado. Apesar de ''jogar fora'', o Flamengo era conhecidamente o favorito na tarde desta segunda-feira (22). Porém, logo aos 8 minutos de jogo esse favoritismo foi pelo ralo com o gol marcado por Davi, 1 a 0 Portuguesa. Os cariocas não perderam tempo e foram em busca do empate. E ele veio 4 minutos depois, quando Vitor Gabriel, de cabeça, marcou mais um na competição, deixando tudo igual. Na comemoração, o atacante recebeu amarelo por, segundo o árbitro, provocar a torcida rival e está fora da final. A Lusa então passou a oferecer perigo em busca de nova vantagem no placar. Apesar disso, quem marcou foi o Mengo. Luiz Henrique aproveitou cruzamento de Vitor e virou o jogo, aos 36 minutos. Não fosse o goleiro Matheus, o Flamengo ainda teria marcado mais um na primeira etapa, com Vitor Gabriel novamente. 

Se na primeira parte o jogo era bem equilibrado, na segunda, o time carioca voltou disposto a abrir vantagem no placar. Bem superior ao seu adversário, o Flamengo não parou de criar oportunidades até ser premiado com o terceiro gol. Desta vez, Luiz Henrique cruzou e o artilheiro, Vitor Gabriel marcou o seu segundo gol no jogo, 3 a 1 com 15 minutos jogados, na segunda etapa. Aos 23', Vitor ainda fez o terceiro, mas o gol foi anulado por impedimento. Apesar do total controle do rubro negro, com bola na trave e tudo mais, a Portuguesa ainda diminuiu aos 34', com Pernambuco. No fim, a Lusa ainda pressionou em busca do empate, mas assim como no duelo diante do Avaí, o Flamengo soube se segurar, consolidando a boa defesa e garantiu a vaga na terceira final de Copa São Paulo desde 2011. 


Internacional 1 (5) x 1 (6) São Paulo

No segundo jogo das semifinais, Inter e São Paulo, se enfrentaram na Arena Barueri, em jogo que começou em um dia, terminou no outro e foi decidido nos pênaltis. Com a partida sendo iniciada, o Tricolor abriu o placar antes do primeiro minuto de jogo, em um chutaço de Luan, de fora da área. Golaço e placar inaugurado. Após o gol, o Inter ensaiou uma reação nos minutos seguintes, mas logo o São Paulo retomou o controle da partida e dominou o seu adversário até o fim da primeira etapa. A equipe teve, inclusive, uma penalidade desperdiçada por Liziero, aos 28 minutos. 

No segundo tempo, quem mais chamou a atenção foi o toró, mas não o camisa 7 do São Paulo e sim a chuva torrencial que caiu na Arena Barueri, deixando o campo completamente alagado para a disputa em campo. Nesse contexto, os dois times tentavam explorar um lançamento ou bola parada. E foi justamente assim que o Inter conseguiu o empate, aos 10 minutos. Luiz Felipe aproveitou o vacilo da zaga são paulina e foi derrubado após roubar a bola. Richard bateu no meio do gol e empatou o duelo. Entre a falta e a cobrança da penalidade, a partida foi paralisado por 2 minutos, por causa da chuva. Aos 18 minutos, após alguns raios próximos ao campo, a partida foi interrompida mais uma vez. Após mais de 30 minutos de paralisação foi decidido que a partida seria adiada para o dia seguinte, às 15 horas. 




 Como previsto, às 15 horas desta terça-feira (23), a bola voltou a rolar para Inter x São Paulo. A partida foi recomeçada com uma cobrança de lateral para o Tricolor, aos 17 minutos do segundo tempo. Até o fim da partida o que se viu foi bastante cautela por parte do Inter e um São Paulo com um pouco mais de inciativa, controlando bem a partida, criando as melhores oportunidades. O time colorado só teve uma chance realmente perigosa aos 39', com Richard. Empatado, o duelo foi decidido nas penalidades. Bruno Fuchs e Leandro Córdova perderam para o Inter; Apenas Liziero (mais uma vez) perdeu para o Tricolor, e com o gol de Toró, o São Paulo garantiu a vaga na final para enfrentar o Flamengo, quinta-feira (25), no 464º aniversário da Cidade de São Paulo.





Assim, temos a tão esperada final concretizada. O jogo promete ser o melhor da competição, com as duas equipes mais eficientes e equilibradas. Com dois grandes times, São Paulo e Flamengo, buscam o tetracampeonato (ambos são tricampeões). Quem conseguir, se juntará ao Internacional-RS, como terceiro maior vencedor da competição, atrás apenas de Fluminense (5) e Corinthians (10). Sem dúvidas, será uma grande final. 




Curta nossa página: Jovens Cronistas! (Clique)


Compartilhe:

Gervasio Henrique

Jovem jornalista, 23. Ciente de que a batalha está começando e mais certo ainda de que lutará com todas as forças por seus ideais. Maior intimidade com esporte, automotivo e cultural. "Sem sonhos não há vida".

Deixe seu comentário:

0 comments so far,add yours