Na semana dos dias 02 e 03 de Agosto, aconteceram os jogos da 18ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. O Corinthians continua líder e invicto na competição. Há uma rodada do fim do turno (do qual o time alvinegro já se sagrou campeão antecipadamente), a diferença para o vice-líder Grêmio continua a mesma da última rodada, com ambos os times conseguindo vitórias fora de seus domínios. Com o gol marcado no Mineirão, Jô assumiu a liderança isolada da artilharia, com 11 gols. André, do Sport, chegou aos 9 e Thiago Neves, com o gol diante do Vasco é o primeiro não atacante na lista, com 6 gols.

No Morumbi, quinta-feira (03), recorde de público do Campeonato. Mais de 53 mil torcedores foram ao estádio acompanhar o jogo entre São Paulo e Coritiba. Porém, saíram completamente frustrados com a derrota tricolor e volta da equipe ao Z-4. O recorde anterior de público era do mesmo São Paulo. Os que mais se deram bem com os resultados da rodada foram os rivais paranaenses, Coritiba e Atlético-PR. Com suas vitórias, as equipes subiram 5 e 4 posições, respectivamente. Por outro lado, quem mais se deu mal foi a Ponte Preta. Com a derrota em Salvador, para o Vitória, a equipe campineira caiu 4 posições na tabela. No G-6 na mudou e os mesmo times permaneceram nas posições da rodada passada. No Z-4, o São Paulo voltou a entrar no desagradável grupo. Quem saiu foi o algoz do Tricolor nesta rodada, o Coritiba. A rodada teve boa média de 3,2 gols por partida. Muito disso deve-se ao Atlético-PR. O Furacão foi o responsável pela massacrante goleada de 5 a 0 contra o Avaí, na Arena da Baixada em Curitiba. Esta foi a maior goleada do Campeonato até aqui.


Na Ilha do Retiro, Sport e Fluminense ficaram no empate em belo jogo. O jogo marcou a primeira partida do técnico Abel Braga após a morte de seu filho João Pedro. O treinador foi bastante homenageado.
Com a bola rolando, o jogo foi bonito de se ver. O time carioca começou arrasador, fazendo 2 a 0 antes dos 15 minutos de jogo. Primeiro, Gustavo Scarpa acertou um lindo chute para abrir o placar, aos 8'. Aos 12', Renato Chaves ampliou. Aí o Sport acordou e passou a mandar no jogo. André, aos 31', iniciou a reação pernambucana. Na volta, logo aos 3 minutos, Patrick fez um golaço para empatar. Orejuela ainda foi expulso e o Flu suportou a pressão até o fim, criando ainda alguma chances. Com o empate, o Sport se manteve na mesma posição com 28 pontos. O Fluminense caiu uma colocação e agora é o 14º, com 22 pontos. Vale lembrar que o time carioca tem um jogo a menos, assim como a Ponte Preta.


Na Arena Condá, em Chapecó, mais um empate. Em jogo muito fraco tecnicamente, as bolas aéreas foram usadas e abusadas. Túlio de Melo abriu o placar, de cabeça, aos 19 minutos. Da mesma forma, após muito insistir em cruzamentos, o Bahia empatou a partida. Rodrigão, aos 39', de cabeça. Foi o quarto gol do centroavante em três jogos com a camisa do time baiano. No segundo tempo, o Bahia foi melhor, mas sem tanta qualidade não conseguiu a virada. No fim, vaias para a equipe da casa.Com o resultado a Chapecoense passa a ser a 13ª colocada, enquanto o Bahia cai para 16º, uma posição acima do Z-4.


No Mineirão, o Corinthians derrotou o Atlético-MG e segue distante dos demais na tabela. Não adiantou 'trocar de casa'. Mesmo sem mandar o jogo no Independência, o Galo perdeu mais uma em casa neste Brasileiro. Apesar de começar melhor, com mais investidas, quem saiu na frente foi o Timão. Jô, aos 31 minutos abriu o placar contra o seu ex-time. Como havia prometido, não comemorou. No segundo tempo, o time paulista se comportou como de praxe. Se manteve ajustado na marcação esperando para matar o jogo quando fosse ao ataque. E isso aconteceu aos 36'. Rodriguinho entortou Leonardo Silva na área atleticana e marcou um belíssimo gol para fechar o placar. O Corinthians continua em 1º, com 44 pontos. Já o Atlético é o 11º, com 23. Veja AQUI a análise do jogo sob a ótica Corintiana, por Adriano Garcia


No Barradão, o Vitória voltou a vencer em casa e interrompeu o bom momento da Ponte Preta.
O primeiro tempo do time baiano foi arrasador. Logo no primeiro minuto, Tréllez abriu o placar de cabeça. Neilton, aos 12' ampliou. Antes do fim da primeira etapa, Tréllez mais uma vez marcou, desta vez o terceiro para os donos da casa. Na volta do intervalo, Élton, aos 3 minutos, descontou para a Ponte. Mas foi só.
Com os três pontos, o Vitória chega aos 16, mas ainda é o vice-lanterna. A Ponte, com um jogo a menos, tem 21 pontos, em 15º.


No Engenhão, o Palmeiras confirmou o bom momento e manteve a sequência de vitórias. O Botafogo conheceu o seu quarto jogo seguido sem vitória. Em um primeiro tempo bem morno, o gol só saiu aos 45 minutos, em falha de Igor Rabello. O zagueiro botafoguense fez contra após cruzamento na área.
Na segunda etapa, o Botafogo motivado chegou ao empate. Rodrigo Pimpão aproveitou o rebote de Jailson e em posição irregular empatou a partida, aos 8'. Com o gol, a equipe carioca cresceu na partida e dominou o adversário, mas não conseguiu marcar. Aos 40' então, Deyverson deu a vitória para o time paulista, após cruzamento de Zé Roberto, da esquerda. Com a segunda derrota seguida para paulistas, o Botafogo caiu para 8º, com 24 pontos. O Palmeiras se manteve em 4º, agora com 32 pontos.


No Pacaembu, o jogo entre Santos e Flamengo marcou o reencontro das duas equipes após o duelo pela Copa do Brasil, no último dia 26. Na ocasião, o Santos venceu mas acabou eliminado. Mais uma vez o Peixe se saiu vencedor, agora pelo Campeonato Brasileiro. Em um jogo bastante movimentado, o Flamengo teve as principais chances na primeira etapa, porém todos os gols da partida saíram no segundo tempo.

Bruno Henrique, aos 8 minutos abriu o placar. Três minutos depois o Fla empatou, em belo chute de fora da área de Éverton Ribeiro. Aos 21', Vizeu, que entrou no lugar de Guerrero (saiu machucado na primeira etapa) virou para o Rubro negro. Nos 12 minutos finais, a segunda virada da partida. Alison, aos 39' e Ricardo Oliveira, aos 43' decretaram a vitória santista. Com o resultado, o Santos chega aos 34 pontos e evita uma disparada do Grêmio, 2º colocado. O Time da Vila está na 3ª colocação. Já o Flamengo para nos 29 pontos, em 5º lugar.


No Olímpico de Goiânia, o Atlético-GO complicou a vida do Grêmio, mas não conseguiu evitar a derrota.
Com um futebol bem abaixo do que vem apresentando, o time gaúcho venceu pelo placar mínimo.

O personagem da partida foi o volante Michel. Curiosamente, o atleta gremista foi campeão da Série B do ano passado com o Dragão. Desta vez, ele foi o autor do gol da vitória Tricolor, em Goiânia. O gol foi marcado aos 37 minutos do segundo tempo. Com a derrota, o Atlético-GO continua na lanterna com 12 pontos. O Grêmio, com os três pontos mantêm a diferença para o líder Corinthians. O time gaúcho tem 36 pontos, na vice-liderança.


No Morumbi lotado para mais de 53 mil pessoas, o São Paulo decepcionou, perdeu do adversário direto Coritiba e voltou a Zona de Rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Em um primeiro tempo pouco inspirado, o Tricolor não conseguiu fazer valer o seu mando de campo.

No segundo tempo, aos 11 minutos, Carleto (ex-São Paulo) marcou de pênalti o primeiro gol da partida. O time da casa foi pra cima e chegou até acertar a trave, mas quem fez mais uma vez foi o Coxa. Filigrana, concluiu contra ataque aos 22'. O Time do Morumbi ainda descontou aos 43', com Denilson. De novo em 17º, o São Paulo tem 19 pontos. O Coritiba, com a vitória, chega aos 22 pontos e sobe para a 12ª colocação. Confira AQUI a análise do jogo sob a ótica Tricolor, por JP Silva


Na Arena da Baixada, um show do Atlético-PR. O time derrotou o Avaí por 5 a 0, na maior goleada do Brasileirão 2017. Os gols da partida foram marcados por: Guilherme, aos 34' do 1º tempo e aos 10' do 2º tempo; Capa, contra, aos 12' e Eduardo Henrique, aos 25' e 32' do segundo tempo.

Com a vitória, o Atlético-PR deu um salto na tabela e agora está em 10º com 23 pontos. O Avaí, por sua vez, continua em 18º, com os mesmos 17 pontos.

Sem poder mandar jogos no São Januário, o Vasco recebeu o Cruzeiro, no Raulino de Oliveira e se deu muito mal. Logo aos 2 minutos de jogo, Thiago Neves de falta abriu o placar. Sassá, de pênalti, ampliou o placar aos 18'. No segundo tempo, o Cruzeiro administrou bem a vantagem e com a falta de eficiência do Vasco, ainda ampliou em contra ataque, aos 42 minutos, com Robinho. O meia entrou na segunda etapa no lugar de Elber. O Vasco, com o revés, caiu para 9º, com 23 pontos. Já o Cruzeiro encostou no G6, em 7º, com 26 pontos.


Resultados

Quarta, 02/08:
Sport 2x2 Fluminense
Chapecoense 1x1 Bahia
Atlético-MG 0x2 Corinthians
Vitória 3x1 Ponte Preta
Botafogo 1x2 Palmeiras
Santos 3x2 Flamengo
Atlético-GO 0x1 Grêmio

Quinta, 03/08:
São Paulo 1x2 Coritiba
Atlético-PR 5x0 Avaí
Vasco 0x3 Cruzeiro


CLASSIFICAÇÃO

1
Corinthians
44
2
Grêmio
36
3
Santos 
34
4
Palmeiras
32
5
Flamengo
29
6
Sport
28
7
Cruzeiro
26
8
Botafogo
24
9
Vasco
23
10
Atlético-PR
23
11
Atlético-MG
23
12
Coritiba
22
13
Chapecoense
22
14
Fluminense
22
15
Ponte Preta
21
16
Bahia
20
17
São Paulo
19
18
Avaí
17
19
Vitória
16
20
Atlético-GO
12

19ª Rodada

Sábado, 05/08:
Fluminense x Atlético-GO
Corinthians x Sport

Domingo, 06/08:
Flamengo x Vitória
Palmeiras x Atlético-PR
Cruzeiro x Botafogo
Coritiba x Chapecoense
Grêmio x Atlético-MG
Bahia x São Paulo
Ponte Preta x Vasco
Avaí x Santos


É apaixonado pelo seu time, tem visão de jogo e gosta de escrever? Venha ser um cronista torcedor, saiba como curtindo e entrando em contato através de nossa página: Jovens Cronistas! (Clique) 




Compartilhe:

Gervasio Henrique

Jovem jornalista, 23. Ciente de que a batalha está começando e mais certo ainda de que lutará com todas as forças por seus ideais. Maior intimidade com esporte, automotivo e cultural. "Sem sonhos não há vida".

Deixe seu comentário:

0 comments so far,add yours