Banner 1

JC Agora

Fórmula 1 - Hamilton domina adversários e vence em Spa; Massa é sexto

Olá fãs da velocidade! Um domingo importante pra todos os amantes da Fórmula 1, oi retorno da maior categoria do automobilismo mundial depois das tradicionais férias de verão. Como de costume, o GP que tem o privilégio de dar o pontapé inicial na última metade do campeonato é a prova belga de Spa-Francorchamps. Com um cenário bastante alternativo (com exceção da primeira fila), o GP belga nos propiciou uma hora e meia de bastante trocas de posição e um cenário bastante aberto, algo até raro na Fórmula 1 atual. No fim, mais uma vitória do absoluto líder Hamilton, seguido pelo mais uma vez derrotado Rosberg e por Romain Grosjean, finalmente de volta ao pódio.


Sendo a primeira prova com restrição de informações aos pilotos na hora da largada, os problemas logo deram as caras. Hülkenberg e Sainz não conseguiram alinhar o carro e largaram dos boxes. Se Nico não começou bem a prova, Pérez não teve do que reclamar! Depois de uma excelente qualificação, o mexicano assumiu o segundo lugar, aproveitando as péssimas partidas de Bottas e do outro Nico, o Rosberg, que caiu para quinto. Justamente na prova que poderia reacender o ânimo do alemão, um novo baque pesa na cabeça de Rosberg. A situação no campeonato se apresenta cada dia mais favorável a Lewis.

Hamilton logo se livrou de Checo, e Rosberg tentaria escalar o pelotão, como de costume. Ricciardo alcançaria o mexicano e ganharia a posição nos boxes, subindo a um virtual segundo lugar. Segundo lugar que acabaria ocupado por Rosberg, que ganhava a posição sem sequer precisar parar nos boxes. Os dois pilotos da Mercedes disparariam à frente dos demais, mostrando sempre um carro bem acertado as condições de pista.


Se a Mercedes ia de bem a melhor, a decepção era a Williams, que inspirava desconfiança desde os treinos livres. Bottas e Massa não conseguiam acompanhar o ritmo dos demais, e se não bastasse isso, a escuderia inglesa protagonizaria o momento bizarro da prova. Após parar nos boxes, Bottas voltou à pista com três pneus médios e um pneu macio! Falha bisonha dos mecânicos que resultou num drive-through para o piloto e muita zoação nas redes sociais. E, com sinceridade, se o objetivo da Williams for bater a Ferrari, a equipe precisa urgentemente pensar e agir melhor no pit-lane. São pequenos erros que custam valiosíssimos pontos.

Após dar pinta de que ia atacar, Rosberg foi engolido pelos tempos de Hamilton, que parecia brincar com o companheiro de equipe. O controle que o inglês tem sobre seus tempos de volta é predominante para o sucesso perante o companheiro. No terceiro lugar, uma interessante briga se desenhava. Grosjean, muito bem acertado com o carro, vinha rápido e com pneus mais novos que os de Vettel, que só tinha feito uma parada, e buscava ir até o fim da prova. Não era um bom fim de semana para a equipe italiana, que teve Räikkönen largando de 16º depois de problemas na classificação de sábado.

Lewis Hamilton vence sexta corrida na temporada 2015. (Foto: John Thys/AFP)
O que não era bom ficaria ainda pior, com um pneu estourado para Vettel à quase uma volta do fim. Pódio no colo de Grosjean depois de muito tempo. Kvyat terminou uma consistente prova no quarto lugar, seguido por Pérez, Massa, Räikkönen e Verstappen. Nasr não teve um bom fim de semana em Spa. Além de um carro incapaz, não encontrou o acerto ideal, ficando atrás do seu companheiro Marcus Ericsson, na 11ª posição. A vitória, mais uma, foi de Lewis Hamilton, que abriu 28 pontos de vantagem sobre Rosberg no mundial de pilotos. Diferença sólida e, se levarmos em consideração a fase que vive o inglês e, especialmente, o seu adversário, grande parte do caminho rumo ao tri-campeonato já foi taçado. Vettel continua isolado em terceiro, com quase o dobro de pontos de Kimi e Massa, empatados com 82 pontos no quarto lugar.

Confira a classificação do GP da Bélgica de 2015: 

1: Lewis Hamilton (ING/Mercedes)
2: Nico Rosberg (ALE/Mercedes)
3: Romain Grosjean (FRA/Lotus)
4: Daniil Kvyat (RUS/Red Bull)
5: Sergio Perez (MEX/Force India)
6: Felipe Massa (BRA/Williams)
7: Kimi Räikkönen (FIN/Ferrari)
8: Max Verstappen (HOL/Toro Rosso)
9: Valtteri Bottas (FIN/Williams)
10: Marcus Ericsson (SUE/Sauber)
11: Felipe Nasr (BRA/Sauber)
12: Sebastian Vettel (ALE/Ferrari)
13: Fernando Alonso (ESP/McLaren)
14: Jenson Button (ING/McLaren)
15: Roberto Merhi (ESP/Marussia)
16: Will Stevens (ING/Marussia)

Não completaram
Carlos Sainz (ESP/Toro Rosso)
Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull)
Pastor Maldonado (VEN/Lotus)

Não largou

Nico Hulkenberg (ALE/Force India)

O próximo GP será em Monza, dia 6/9. Até lá, Nico Rosberg tem tempo pra esfriar a cabeça e entender o que precisa fazer, mas, se um novo revés ocorrer, o adeus ao título fica já quase consumado...
Acompanhe nossas novidades em nossa página no Facebook e fique sempre atento. Um abraço e até a próxima!

Nenhum comentário