Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor PALMEIRAS - Mais um degrau subido

 
Caros leitores, mais uma parada difícil vencida pela Sociedade Esportiva Palmeiras. Devido a pontos bestas perdidos (como contra Joinville e Goiás) no começo do Brasileirão, a compensação teria que vir em jogos de nível de dificuldade elevado, como o de hoje contra a Ponte Preta, muito bem treinada pelo Guto Ferreira.
 
O jogo teve mando da equipe de Campinas-SP, mas foi realizado na Arena Pantanal (MT) por motivos financeiros. A Ponte vinha com dois desfalques importantes como Renato Cajá e Fernando Bob, ambos no meio campo, ao passo que o Palmeiras vinha com um time sem desfalques. Enfim, vamos ao jogo.
 
Como é de praxe no verdão comandado por Marcelo Oliveira, o alviverde começou em cima da Ponte Preta. Poucos espaços eram dados e a linha de 3 jogadores com Rafael Marques, Dudu e Robinho apertavam a saída de bola do time campineiro. Em um deles, Rafael Marques pegou a bola na direita da área ofensiva e colocou na cabeça de Dudu que empurrou pro fundo das redes adversárias.
 
Agora novamente o Palmeiras estava em uma zona em que gosta de jogar: com o adversário tendo a necessidade de sair e deixar espaços para contragolpes. A Ponte se deu ao luxo de perder duas grandes chances de anotar o tento. Mas, a tal linha de 3 jogadores citada anteriormente se movimenta muito, com Rafael e Dudu trocando de lado; Em uma bola recuperada por Leandro Pereira, ele embananou o adversário, deixou para Rafael Marques que, novamente, deixou Dudu numa boa para fazer o 2x0.
Dudu faz o primeiro para o Verdão (fonte:futebolinterior.com.br)

Rafael Marques foi importante com duas assistências (fonte:futebolinterior.com.br)
 
 
 
Um placar tranquilo para o primeiro tempo. Veio o intervalo e com certeza o Palmeiras não poderia cochilar e se dar ao luxo de acender uma reação da macaca. Mas a Ponte mostrou porque está fazendo um bom campeonato, jogou bem e exigiu boas intervenções do setor defensivo do Palmeiras. O miolo de zaga com os "Victors" foi bem e ganhou bolas importantes do ataque campineiro. Já Fernando Prass foi estabanado em algumas reposições de bola, mas nada que comprometesse.
 
A Ponte Preta começou a explorar muito bem os lados do campo com toques precisos e alta velocidade no ataque e por muito pouco não diminuíram o marcador (embora as jogadas construídas por eles fossem boas, pecaram na finalização). Marcelo Oliveira achei que mexeu de forma precipitada ao sacar o eficiente Rafael Marques para colocar o nada produtivo Cleiton Xavier, que precisa mostrar a que veio ainda; não ganha uma bola, erra passes bestas e está travado em campo.
 
Resultado: mais sufoco da macaca: novamente pelas laterais, a Ponte perdeu pelo menos duas chances incríveis. Realmente, depois dessa, agora o palmeirense poderia respirar de forma mais aliviada. Mais uma vitória, mais um degrau subido nessa caminhada do Brasileirão 2015.
 
Ótima vitória contra um adversário que com certeza vai tirar pontos de muitos times grandes (já tirou inclusive do São Paulo). Agora, como todo palmeirense é exigente, a torcida quer mais uma vitória contra o Avaí no Allianz Parque (aqui pode falar/escrever Allianz Parque a vontade). Caso confirmada, uma briga por G4 estará confirmada para o alviverde paulista.

Nenhum comentário