Ao compartilhar em seu Whats frames do ataque à faca que sofreu ainda como candidato à presidência em 2018 em um vídeo de chamada para a manifestação de apoiadores do (des)governo marcada para o próximo dia 15/3, o presidente Bolsonaro deixou parte da sociedade e dos representantes das instituições um tanto preocupados com a possibilidade, sempre real, de um autogolpe com o apoio da cúpula das Forças Armadas contra os outros dois poderes da República, de modo especial o Congresso Nacional.


Em seu conteúdo, o episódio revelado pela jornalista Vera Magalhães não tem potencial de surpreender a ninguém e só deve ser objeto de reprimenda mais caso haja, em nível de bastidores e sem a devida participação dos estratos que integram a maioria da população, ambiente para uma ruptura institucional, com criminalização do presidente e a permissão para a sucessão pelo vice Hamilton Mourão. Esse cenário atende aos incomodados com a figura autoritária de Bolsonaro, mas não alteração a “cotação” nas bases. Com Adriano Garcia, Claudio Porto e Pedro Araujo, este JC Express repercute a possibilidade de um autogolpe pelos integrantes do Planalto (literalmente) em nome de evitar um golpe dos outros poderes e as reações à chegada do novo coronavírus ao Brasil.



Ajude-nos a alcançar cada vez mais inscritos na TV JC. Inscreva-se no canal, avalie os vídeos e ative o "sininho" para não perder nada.

Contribua com nossa Vakinha: http://vaka.me/469309
Assine, e apoie o projeto a partir de qualquer valor: https://apoia.se/jovenscronistas

Apoie por meio das seguintes contas bancárias:

Bradesco Ag: 99 C.C: 324035 - 5 | Adriano Garcia
Caixa Ag: 1103 Operação: 013 Conta: 20002-0 | Claudio Junior Porto Santos
Itaú Ag: 2777 C.C: 02351-2 | Claudio Junior Porto Santos
Compartilhe:

Editorial JC

Conta administrada pelos três jornalistas integrantes do Conselho Editorial do projeto Jovens Cronistas.

Deixe seu comentário:

0 comments so far,add yours