Banner 1

JC Agora

Papo de Torcedor INTER - Noite de festa

Olá torcida colorada, bem-vinda a mais um Papo de Torcedor Inter, aqui no Jovens Cronistas, para repercuti a noite histórica de ontem (4), em que o Inter avançou a decisão da Copa do Brasil, após vencer o Cruzeiro, pelo placar de 3 a 0, com direito a exibição de luxo de Paolo Guerrero, com dois gols e Edenilson fechou o placar com uma pintura. Soma-se a isso a eliminação do nosso arquirrival que entregou a vaga, ao ser derrotado nos pênaltis, impedindo assim a tão aclamada Copa dos Gaúchos, em uma bela noite de ruas de fogo.

Foto: Sport Club Internacional

O Inter foi a campo com sua formação ideal, sem invenções com Marcelo Lomba; Bruno, Rodrigo Moledo, Cuesta e Uendel (Sarrafiore); Edenilson, Rodrigo Lindoso e Patrick; D’Alessandro (Rafael Sobis), Nico López (Nonato) e Guerrero. O técnico Odair Hellmann assim volta ao modelo que mais deu certo na temporada e até agora não entendo porque quis mudar o time, justamente nos confrontos da Libertadores. Pelo menos ele soube reconhecer que errou e retornou ao time com as peças certas e o resultado apareceu em campo.

Foto: Sport Club Internacional

Logo a um minuto, Pedro Rocha, invadiu a área pela direita e chutou, Marcelo Lomba defendeu parcialmente no rebote, David chutou para fora. Aos 5, após corte de Jadson, Nico López chutou da entrada da área, sobre o gol. Aos 12, Nico chutou da intermediária, para fora. Aos 15, Cuesta deu belo chute da intermediária e a bola foi para fora. Aos 19, D'Alessandro cobrou escanteio da direita, Guerrero tocou de cabeça para Lindoso, que dominou e chutou para defesa de Fábio. Aos 32, D'Alessandro chutou da meia-lua, para fora.

Foto: Sport Club Internacional

Aos 32, Thiago Neves chutou da entrada da área, para fora. Aos 39, O Inter chegou ao 1 a 0. Nico deu belo lançamento na direita para D'Alessandro, que foi a linha de fundo e cruzou na medida para Guerrero, que cabeceou, mandando a bola para o gol. Aos 43, Marquinhos Gabriel chutou e Lomba defendeu. Aos 44, D'Alessandro deu passe rasteiro para Guerrero, que chutou e Fábio defendeu. Guerrero assim mostrou que muito bem justificada sua presença em campo, pedindo dispensa da seleção peruana.

Foto: Sport Club Internacional

No segundo tempo, aos quatro minutos, Patrick chutou da intermediária, sobre o gol. Aos oito, Patrick fez nova finalização, para fora. Aos nove, Nico chutou e Fábio fez boa defesa. Aos 12, Nico teve nova oportunidade e chutou para fora. Aos 22, Nico novamente chutou para fora. Aos 24, Edenilson foi à linha do fundo pela direita e cruzou para Nico, que toque em elevação para Guerrero, que matou no peito e chutou forte, para marcar o 2 a 0.

Foto: Sport Club Internacional

Aos 27, Nico avançou pela esquerda e chutou sobre o gol. Aos 44, Cuesta cobrou falta da área e lançou Edenilson, que avançou em velocidade e marcou um lindo gol de cobertura, selando a classificação colorada a final da Copa do Brasil. O time voltou a fazer uma grande exibição, com os jogadores certos, nos lugares certo e ainda tivemos uma noite para festejar ainda mais, com a eliminação precoce de nosso rival, impedindo a Copa dos Gaúchos.

Foto: Sport Club Internacional

Odair Hellmann assim avança com méritos a sua primeira final em uma competição nacional. Que bom que ele reconheceu os erros da escalação dos jogos da Libertadores e retornou com Nico López ao time, que dá outra dinâmica as ações ofensivas do time. Nico, Guerrero e D'Alessandro entendem-se muito bem em campo. Claro que abastecidos pelo tripé de meias, formados por Lindoso, Edenilson e Patrick.

Nas finais, o Inter enfrentará o Athletico Paranaense em dois grandes jogos, nas próximas duas semanas, nos dias 11 e 18. O sorteio definiu que que o Inter decide a segunda partida em seus domíniose se souber se aproveitar disso, pode levar vantagem. Vejo um confronto equilibrado, mas que podemos sim almejar conquistar a Copa do Brasil. 

Antes disso, no final de semana, o time vai a campo no sábado (7), pelo Brasileirão, contra o São Paulo no Beira-Rio, onde deveremos ter justificadamente, um time reserva em campo, para juntarmos forças para as finais da Copa do Brasil. Estamos a 180 minutos de uma conquista nacional e uma vaga na Libertadores 2020 e este deve ser o nosso grande objetivo. Se repetirmos a escalação e a forma de jogar de ontem, somos capazes de conquistar a Copa do Brasil.



e inscreva em nosso canal no Youtube: TV Jovens Cronistas e confira nossos conteúdos esportivos, dê sua opinião que é fundamental, seu like e divulgue para os amigos! 

Curta nossa página no Facebook: Jovens Cronistas!, siga-nos no Insta: @jcronistas 


Nenhum comentário