Vamos acompanhar semanalmente o mandato do prefeito tucano João Dória à frente da Prefeitura de São Paulo. O Gestor, como ele bem frisa, terá muito trabalho no comando da maior cidade da América Latina, e estaremos atentos a todas as suas ações. Portanto, todo sábado, traremos aqui um compilado do que o mandatário realizou em suas atribuições.




4ª Semana De cadeirante na Vila Maria à descalço no Edifício Matarazzo


O primeiro mês de Dória à frente da Prefeitura está chegando ao fim, e nessa semana ele nos surpreendeu. Diferente das outras, o prefeito não se vestiu de gari ou pedreiro. No domingo (22), enfim chegou a Zona Norte da cidade e passou toda a manhã na Vila Maria. Lá, de camiseta branca, sem os dizeres “Cidade Linda”, mas com o “Calçada Nova”, Dória reparou algumas calçadas, tirou muitas fotos, andou de cadeira de rodas e deu sequência ao “Mutirão Mario Covas”. Na tarde de domingo, o programa “Bate Bola” foi apresentado. Segundo a Prefeitura, a ideia é expandir o numero de espaços para a prática esportiva, como clubes de gramas sintéticas. 

Na segunda-feira, o prefeito Dória passou a manhã com o seu padrinho e Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. Juntos anunciaram a construção do Complexo Júlio Prestes, uma espécie de condomínio residencial e empresarial. A obra contará, segundo o prefeito, com 1202 apartamentos, a nova estrutura da Escola de Música Tom Jobim, além de uma creche e algumas lojas. Pela tarde, o prefeito, já na sua versão jardineiro, plantou uma árvore e junto a Prefeitura anunciou o inicio da desburocratização do “Adote uma Praça”. O programa iniciado por Covas na década de 80 e que permite que praças e áreas verdes e de convivências da cidade possam ser cuidadas e mantidas por pessoas físicas e empresas, contará com uma facilitação nas tramitações dos pedidos. 

Essa semana foi bem agitada, especialmente em relação à imagem do prefeito perante a opinião publica. Dória foi muito contestado por ter iniciado a limpeza ou a retirada de grafites dos murais da Av. 23 de Maio que, segundo a Prefeitura, estavam em más condições de preservação e, em alguns casos, até mesmo pichados. Essa espécie de novela envolvendo agora os grafiteiros e que já tinha afetado os “colegas” dos grafiteiros, os pichadores, não passa de um cumprimento de promessa eleitoral. Pintar os muros de cinza e estabelecer regras, normas, diferentes de gestões passadas, e até mesmo criar um museu, como os já anunciados “Museus da Arte de Rua”, o primeiro na região do Baixo Augusta, são as ações de Dória que, além de espaços a céu aberto que contará com a intensa participação de grafiteiros, espera fazer com que pichadores troquem o pixo pelo grafite.

Imagem: QUADRINSTA (@Quadrinsta no Instagram)

A semana ainda contou com outro enrosco para o prefeito, o “Marginal Segura” rendeu polêmicas e embates na justiça. O aumento ou retorno das antigas velocidades nas marginais, principal objetivo do programa, foi anunciado e colocado em prática durante o aniversário da cidade, na ultima quarta (25), e enfrentou liminares e opiniões contrárias daqueles que alegam um possível aumento de mortes nas vias. As velocidades que, na gestão Haddad não passava de 50 km/h, voltaram a máximas 90 km/h, 70 km/h, 60 km/h e 50km/h, nas duas Marginais. Assim como o “Marginal Segura”, o “Veículos Anjos” também teve sua instauração nessa semana. O programa que basicamente trata-se de carros e motos doados por montadoras – Mitsubishi, Honda e Yamaha – que se juntam a antiga frota da CET para o deslocamento de agentes que, certamente, terão muito trabalho nas marginais. Correr pela cidade, já não é mais a solução, os últimos anos, especialmente analisando números, mostram que as mortes no trânsito diminuíram, os acidentes reduziram e o trânsito sofreu positivamente com velocidade máxima em 50 km/h. Um dado curioso foram os números de acidentes nas primeiras horas do programa. Ainda na madrugada do aniversário da cidade, enquanto funcionários da Prefeitura instalavam placas de sinalização, um motorista embriagado bateu o carro em um caminhão da CET, na Marginal Pinheiros. Já na quinta(26), primeiro dia útil dos aumentos na velocidade, acidentes com motociclistas e carros marcaram as Marginais. Em 36 horas, foram 9 acidentes nas duas vias.


A semana ainda nos guardou uma baita surpresa no formato de cubo e com, acredite se quiser, ar condicionado. Os novos banheiros públicos, de longe, deixam os azuis ou cinzas dos banheiros químicos no chão. O prefeito aproveitou o aniversário da cidade para anunciar o “Estou aqui para tirar você do aperto”, os novos banheiros de aço inox, ar condicionado e rede de esgoto acoplada a Sabesp. Segundo a Prefeitura, o programa não terá nenhum custo aos cofres públicos e serão mantidos por empresas privadas que usarão para a publicidade de marcas.  

Ontem, sexta (27), o prefeito anunciou a criação de muros verdes na Av. 23 de Maio. Os jardins verticais, que já adornam fachadas de prédios na região do Minhocão, serão implantados nos polêmicos muros da Av. 23 de Maio. A Prefeitura divulgou que 9 mil mudas serão plantadas nos muros cinza, já a partir da semana que vem. Verdais do tipo Unhas de Gato e arbustos tomarão os 6 mil metros quadrados de muro, em uma boa alternativa do prefeito as contestações dos últimos dias. Ainda na tarde da sexta-feira (27), Dória anunciou a transferência de recursos usados, a principio, em obras para o pagamento de salários aos professores da rede municipal de ensino. 
  
Imagem: Reprodução/Instagram


Imagem: Reprodução/Instagram
 Para fechar a semana, hoje, sábado (28), o prefeito, para não desacostumar, trajou o seu uniforme alaranjado de gari e foi cumprir mais um trecho do xodó “Cidade Linda”. Na região do Parque da Luz, no centro, Dória aparou o mato, recolheu lixos e em seguida foi para a Prefeitura onde tinha uma reunião de balanço com o seu secretariado. Uniformizado de gari, com as botinas na mão e descalço o prefeito usou das suas redes sociais, para publicar a sua chegada à reunião, no Edifício Matarazzo.



Imagem: Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram





Compartilhe:

Claudio Porto

Jornalista com predileção à análise política nacional e internacional, e em jornalismo local, comunitário; editor-chefe adjunto do projeto Jovens Cronistas.

Deixe seu comentário:

1 comments so far,Add yours

  1. Então amigo, o tal "gestor" não age como Gestor, nem aqui, nem no Sudão. Pra que postar fotinha de pé descalço? É patético.

    Velocidade, isso virou birra, a prevenção de acidentes deveria ser o norte da coisa, mas NÃO É, definitivamente isso virou o "pão e circo" que os eleitores de Joãozinho queriam, da mesma forma que querem cometer infrações de trânsito e não serem punidos, querem mais e mais velocidade, mais e mais brigas de trânsito, mais e mais acidentes, desde que não sejam eles as vítimas deitadas no asfalto, é a triste realidade, tenham então o PÃO E CIRCO que querem.."O poder é de vocês", é a "vontade da maioria" como disse outro..

    Jardins verticais, legal, é sempre interessante, mas não deveria ser imposto, poderia ser conversado, há muitos locais onde se pode instalar, sem apagar o trabalho dos outros, APOIADO por gestões anteriores, mas enfim..Ainda bem que este sujeito não tem coragem de aparecer em GUAIANASES (exemplo) pra apagar os GRAFITES apoiados pelo Poder Público, alguns deles pelo seu próprio padrinho.

    Enfim, é preocupante, Dória está PROMETENDO demais..Não sabemos se cumprirá, receio que novamente, como no passado, a cidade fique cheia de OBRAS PARADAS e dessa vez não será por falta de dinheiro, será pelo "PROMETISMO" BARATO, típico de POLÍTICOS, que é isso que ele é, já tendo em seu passado participado das gestões de Montoro e Covas.

    ResponderExcluir